Dourados – MS sexta, 24 de maio de 2024
19º
Cultura

Festival América do Sul Pantanal será entre os dias 26 e 29 de maio

O festival, um dos mais aguardados pelo povo, foi lançado nesta terça-feira (10) pelo governador Reinaldo Azambuja

10 Mai 2022 - 17h15Por Bruno Chaves, Subcom
Evento de lançamento do Festival lotou o auditório da Governadoria - Crédito: Chico RibeiroEvento de lançamento do Festival lotou o auditório da Governadoria - Crédito: Chico Ribeiro

Mais um movimento cultural que é a cara do Mato Grosso do Sul retorna em 2022 depois de dois anos suspenso por causa da pandemia de Covid-19. O Festival América do Sul Pantanal teve sua 16ª edição confirmada para os dias 26, 27, 28 e 29 de maio em Corumbá e Ladário, com atrações regionais, nacionais e internacionais.

O festival, um dos mais aguardados pelo povo, foi lançado nesta terça-feira (10) pelo governador Reinaldo Azambuja em solenidade na Governadoria, em Campo Grande. O evento de lançamento contou com apresentações musicais de Celito Espíndola, Lenilde Ramos e Fábio Kaida. 

“Este é o primeiro grande festival que teremos pós-pandemia, que representa a retomada dos grandes eventos no Estado. Não tenho dúvida que será um grande atrativo com uma extensa programação cultural que não é feita só música. Tem teatro, circo, artesanato e muito mais, em uma pluralidade de atrações. São mais de R$ 6 milhões investidos pelo Governo do Estado, através da Fundação de Cultura”, afirmou Reinaldo Azambuja.

Na solenidade, o secretário-adjunto da Secic (Secretaria de Cidadania e Cultura), Eduardo Romero, destacou que a produção do festival após dois anos representa a realização de um sonho adormecido do povo da fronteira. “É um festival internacional, de integração dos povos, da arte e da cultura. É um festival que mostra o coração do Pantanal para o Brasil e o mundo”, disse.

Já o diretor-presidente da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), Gustavo Castelo, o Cegonha, contou que esta será uma das maiores edições do Festival, com atividades em Corumbá e Ladário e também nas duas cidades bolivianas que estão na faixa de fronteira com Mato Grosso do Sul. "Vamos levar para Corumbá, Ladário, Porto Soares e Porto Quijarro uma das maiores programações de todas as edições. São 118 atividades, 25 oficinas e atrações de mais de 11 áreas artísticas", adiantou.

A solenidade de lançamento lotou o auditório da Governadoria. Diversas autoridades do Estado, operadores da cultura e políticos participaram do evento. Ao discursar, o prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes disse que a região pantaneira vive a expectativa da realização do evento. "É sempre uma alegria poder receber tudo aquilo que esse grande encontro cultural sul-americano promove e desfrutar de tanta linguagem artística que ele traz", falou. O deputado estadual Paulo Duarte, falando em nome da Assembleia, afirmou que o festival fortalece a cultura, que vai prevalecer, pois "um país sem cultura não tem história e perspectiva de futuro".

Também participaram da solenidade de lançamento a secretária estadual de Administração, Ana Nardes; o secretário-adjunto de Educação, Édio Resende; os deputados estaduais Evander Vendramini e Mara Caseiro; e a defensora pública-geral Patrícia Cozzolino.

A 16ª edição do Festival

Criado em 2004, o Festival América do Sul Pantanal vem se consolidando ao longo dos anos como o maior evento de cultura e cidadania do continente. Neste ano, serão quatro dias de festa com participação de nove países vizinhos do Brasil: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

A 16ª edição do Festival terá como tema o centenário da semana de arte moderna, que ocorreu na capital paulista em 1922. O movimento chamou atenção da população para a valorização e consumo da arte e da cultura brasileira na música, literatura, teatro, dança, artesanato, entre outros. 

Segundo a organização do evento, homenagear a semana da arte moderna é promover uma reflexão sobre a produção artística local. Por isso, serão homenageados pelo Festival neste ano a artista visual Lídia Baís, ícone da cultura campo-grandense, e o escritor Lobivar de Matos, de Corumbá.

Programação

Entre as atrações confirmadas pela FCMS estão Orquestra de Câmara do Pantanal e Michel Teló para o dia 26 de maio (quinta-feira); Vinil Moraes, Atitude 67 e Margareth Menezes para o dia 27 (sexta-feira); Evelyn Lechuga e Marcelo D2 para o dia 28 (sábado); e Jucy Ibanez, Mart'nalia e Monobloco para o dia 29 (domingo).

A programação completa será divulgada ao longo da semana no site da Fundação de Cultura: www.fundacaodecultura.ms.gov.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Proposta reconhece línguas indígenas como patrimônio cultural imaterial
ALEMS

Proposta reconhece línguas indígenas como patrimônio cultural imaterial

23/05/2024 21:15
Proposta reconhece línguas indígenas como patrimônio cultural imaterial
Nova imortal, Sylvia Cesco destaca saberes femininos em sua posse na ASL
Cultura

Nova imortal, Sylvia Cesco destaca saberes femininos em sua posse na ASL

23/05/2024 17:30
Nova imortal, Sylvia Cesco destaca saberes femininos em sua posse na ASL
Artesãs da Reserva Indígena de Dourados se capacitam em Economia Criativa através do Instagram
Cultura

Artesãs da Reserva Indígena de Dourados se capacitam em Economia Criativa através do Instagram

23/05/2024 15:00
Artesãs da Reserva Indígena de Dourados se capacitam em Economia Criativa através do Instagram
2° Edição de baile de forró acontece em Dourados
Cultura

2° Edição de baile de forró acontece em Dourados

23/05/2024 13:30
2° Edição de baile de forró acontece em Dourados
Sertanejo de Elvis e Adriano anima Som do Sesc nesta quinta-feira
Música

Sertanejo de Elvis e Adriano anima Som do Sesc nesta quinta-feira

23/05/2024 07:30
Sertanejo de Elvis e Adriano anima Som do Sesc nesta quinta-feira
Últimas Notícias