Dourados – MS quarta, 23 de setembro de 2020
Dourados
30º max
15º min
Informe C

Difícil missão pela frente

16 Abr 2016 - 06h00
Difícil missão pela frente -
Contador de formação e empresário do ramo de veículos, Gerson Schautz (PTB), ex-secretário municipal de Planejamento, assumiu a difícil missão – executada até recentemente por Vanderlei Carneiro, de tentar dar um jeito nas esburacadas ruas de Dourados. Hoje são oito equipes para executar esse trabalho, mas pretensão de Schautz é dobrar o numero de "buraqueiros" já que as vias públicas da cidade estão em péssima situação. Até a outrora bem cuidada Marcelino Pires ostenta "panelas" em vários pontos. O prefeito Murilo Zauith (PSB) aguarda o recapeamento prometido pelo governador Reinaldo Azambuja, para a principal avenida de Dourados e outras vias demais movimento. Hoje as ruas que não tem buraco estão tomadas de remendos. E dê-lhe solavancos!


##### Muy amiga


Por essa nem o ‘dilmista’ Dagoberto Nogueira Filho (PDT) esperava: o seu protegido Yves Drosghic foi apeado do cargo de superintendente Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul, na quinta feira. "Não foi a pedido. Estou tão surpreso quanto você. Queria saber o por que. Estamos com a presidente Dilma e o que ganhamos é a exoneração", lamentou Drosghic. Dagoberto vai votar contra o impeachment. Também na quinta, foi publicada a nomeação de Ananias Costa dos Santos como novo superintendente do Trabalho, petista e ligado ao deputado federal Zeca do PT. Mas o erro foi desfeito ontem: o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rosseto, tornou sem efeito as portarias 416 e 417, da exoneração de um e nomeação do outro.

##### Segue o enterro


Após sete horas de sessão, o Supremo Tribunal Federal negou ontem cinco ações contestando a votação do pedido de abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, previsto para amanhã.  A sessão começou às 18h e terminou à 1h. Por maioria de votos, os ministros rejeitaram ação do PCdoB e de deputados do PDT e PcdoB para anular as regras definidas pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB).  Os ministros Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Carmen Lúcia, Gilmar Mendes e Celso de Mello divergiram do relator, Marco Aurélio Melo, por entenderem que não houve ilegalidade na interpretação do regimento interno da Câmara por parte de Cunha.

##### Mudança


Os usuários de telefonia móvel terão que acrescentar o nono dígito aos números dos telefones celulares em Mato Grosso do Sul, a partir do dia 29 de maio. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em Mato Grosso do Sul existem 3,7 milhões de celulares habilitados. O usuário poderá fazer ligações sem o dígito 9 até o dia 7 de junho. Após essa data e até o dia 5 de setembro, as chamadas serão interceptadas, deixando gradualmente de serem completadas. O cronograma de mudança inclui, além de MS, todos os Estados de Rondônia, Acre e o Distrito Federal.

##### Fila


A bancada federal de Mato Grosso do Sul, de oito deputados, deve ser a sétima a votar no processo de impeachment da presidente Dilma Roussef (PT), amanhã. Pela ordem, o primeiro a votar será o Carlos Marun (PMDB), seguido de Dagoberto Nogueira (PDT), Elizeu Dionizio (PSDB), Geraldo Resende (PSDB), Zeca do PT, Luiz Henrique Mandetta (DEM), Tereza Cristina (PSB) e Vander Loubet (PT). Cinco deputados são a favor do afastamento.

##### Obediente


O deputado estadual George Takimoto (PDT) acredita que a exoneração de Yves Drosghic – já revogada, não influenciaria o voto do deputado Dagoberto Nogueira sobre o impeachment. "Ele vai seguir o que a direção nacional decidir". Dagoberto não se manifestou a respeito, preferindo fazer cobrança direto no governo.


### BATE REBATE



Sepultado ontem em Campo Grande, o empresário David Balaniuc, de 80 anos. Ele foi secretário estadual de Indústria e Comércio, presidente da Câmara de Campo Grande, fundador do Jornal da Manhã, dono da gráfica Brasília e presidente do Sesi.

Mulher, de 31 anos, promoveu quebra-quebra no Hospital Municipal de Itaporã, por volta da 1h30 de ontem. Segundo declaração de testemunha, ela estava embriagada e revoltada com a internação de um parente.

O jurista Miguel Reale Júnior, um dos autores do pedido de impeachment afirmou ontem na Câmara, que as pedaladas fiscais cometidas pelo governo não são "meras infrações administrativas", mas, sim, "um crime contra a pátria". Ele disse ainda que Dilma cometeu um "golpe" ao "quebrar o País" e "mascarar" a situação econômica, para garantir a reeleição.

O STB informou que não vai cobrir votação sobre o impeachment amanhã. A emissora vai interromper a sua programação apenas para dar um flash quando o resultado da votação for conhecido. 


### INFORME CURURU


Democracia neste país é relativa. Mas a corrupção é absoluta...

Deixe seu Comentário

Leia Também

“Festival Mba’e Porã” em prol dos Guarani e Kaiowá começa nesta sexta-feira (7)
Cultura solidária

“Festival Mba’e Porã” em prol dos Guarani e Kaiowá começa nesta sexta-feira (7)

07/08/2020 09:15
“Festival Mba’e Porã” em prol dos Guarani e Kaiowá começa nesta sexta-feira (7)
Últimas Notícias