Dourados – MS terça, 07 de julho de 2020
Dourados
31º max
17º min
Feiras

À espera de mais recurso

15 Jan 2016 - 11h48
À espera de mais recurso -
O assunto já havia sido tratado pela mídia eletrônica de Dourados dias atrás e na quarta-feira, o MSTV 1ª Edição, da TV Morena, mostrou a deplorável situação do Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares. O local de espera dos passageiros foi fechado com vidro, mas o sistema de ar condicionado não funciona, ou seja, no dia de calor, abafamento total e desconforto. No banheiro feminino apenas um dos boxes funciona e nem papel higienico existe. O WC masculino também é precário. O bebedor geral só tem uma torneira funcionando e não existe corpo descartável. Pela rodoviária passam cerca de 900 passageiros por dia que deixam para os cofres municipais mais de R$ 1.100, já que todos pagam a tal “taxa de embarque”. Com os mais de 30 mil mensais dá para fazer muita coisa para o conforto dos usuários. A Prefeitura alega que espera mais um repasse do Ministério do Turismo para concluir a reforma do terminal.

##### No ralo


A bancada do PT de Mato Grosso do Sul se esfarelou, com a denuncia contra o deputado federal Vander Loubet, acusado de receber dinheiro desviado da BR Distribuidora para pagar dívidas da sua campanha a prefeito de Campo Grande em 2012, conforme denúncia da Procuradoria-Geral da República. Vander se junta ao senador Delcídio do Amaral, preso. O único não citado em qualquer denuncia é o deputado federal Zeca do PT. A PGR pedeiu que Vander seja condenado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.


##### Tá fora


O deputado federal Geraldo Resende (PMDB), como cauteloso pré-candidato a prefeito, já antecipou o seu voto e declarou-se contra a recriação da CPMF. Na campanha eleitoral seria difícil explicar o eventual apoio ao “imposto do cheque”, que incidiria, porem, em qualquer transação financeira. Geraldo avalia que “a população está sendo chamada a pagar a conta de desajustes governamentais que vêm de longa data.”


##### Democrático


A Comissão de Constituição e Justiça, da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira a admissibilidade da PEC, do deputado Rubens Bueno (PPS-PR) que retira do presidente da República a exclusividade de escolher os ministros do Supremo Tribunal Federal. Pelo texto, caberá ao presidente preencher apenas duas vagas para o STF. Hoje, os 11 ministros do Supremo são indicados pelo presidente da República. Se aprovada na Câmara e no Senado, a PEC prevê que as indicações para as demais nove vagas serão divididas entre o Superior Tribunal de Justiça, a OAB (advogados), a Procuradoria-Geral da República, a Câmara e o Senado.


##### Imaginação


Está ‘bombando’ nas redes sociais a nova nomenclatura (nomes) dos municípios de Mato Grosso do Sul diante das chuvas: Taquaruchuva; Batayporagua; Dois Trovãos do Buriti; Naviraguaí; Fátima do Chuva; Dourafogados; Caarabarro (antes era pó); Maracachuva; Rio Chuvante; Nova Alvorágua do Sul; Deoaguápolis; Chuvicentina; Aguaurilandia; Sihidrolândia; Ponta Trovão; Tres Garoas; Bataguachuva; Brasimolhandia; Chuvadão do Sul; Aparecida do Tamolhado; Trovanaíba; Corumbágua; Caldo Grande; e Itaporágua.


##### Invasão


O presidente da Rádio e TV Educativa, Bosco Martins, reforçou a preocupação do governador Reinado Azambuja com a questão ambiental, mencionando os problemas enfrentados por Bonito na alta temporada e que podem se repetir no Carnaval. “Bonito não é para turismo de massa e sim de qualidade... Bonito não é uma região como o litoral, onde a areia suporta grande contingente de turistas. O solo de Bonito é constituído de arenito e calcário e o fluxo de visitantes aumenta 20% a cada ano. Isso impacta a cidade”, frisou o jornalista.


### BATE REBATE


O Governo estadual autorizou realização de concurso para os cargos de escrivão, investigador e delegado de Polícia Civil. A remuneração inicial varia entre R$ 3.600 a R$ 14.200 Não há prazo para abertura das inscrições.

Dourados e região amanheceram ontem sob a uma forte neblina. Parecia inverno. Mas não se confirmou o ditado de que, “fumaça que baixa, sol que racha”. A quinta feira foi mesmo de tempo nublado. E sol era o que tudo mundo queria...

O Estado estuda o adiamento das aulas na sua rede de ensino. No atual calendário, o início está marcado para 15 de fevereiro, mas a Associação dos Municípios (Assomasul) solicitou que seja revista para o dia 29, diante dos estragos causados pela chuva.

A vice-governadora Rose Modesto (PSDB) assumiu ontem o governo. Reinaldo Azambuja entra de férias hoje. O pedido de recesso foi encaminhado, em dezembro passado, à Assembleia Legislativa e solicitava férias de 15 a 30 de janeiro.

### INFORME CURURU

Como disse Eça de Queiróz, políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo.

Deixe seu Comentário