Dourados – MS sábado, 19 de setembro de 2020
Dourados
30º max
20º min
Dourados

Artistas doam 40 obras de arte para socorrer povos indígenas

03 Ago 2020 - 18h08Por Valéria Araújo
Artistas doam 40 obras de arte para socorrer povos indígenas -

Artistas regionais e nacionais se uniram para levar água e equipamentos de proteção Individual (Epi’s) para a reserva indígena de Dourados, a mais populosa do País.  Mais de 40 obras de arte foram doadas e serão vendidas no “Festival Mba’e Porã: arte pela proteção dos povos indígenas” que acontecerá virtualmente de 07 a 16 de agosto.nMba’e Porã, em guarani, significa coisa boa, coisa bonita.

A iniciativa surgiu do encontro virtual entre o artista sul-mato- grossense Ghva e o professor Tiago Botelho, coordenador do curso de Direito da UFGD. O primeiro queria vender uma de suas obras, intitulada “Reza - Guarani-Kaiowá”, para reunir fundos para as comunidades indígenas afetadas pela COVID-19, e buscava um apoio. Desse encontro surgiu a ideia de convocar, pelas redes sociais, artistas, professores e agentes culturais de Mato Grosso do Sul para somar forças, o que resultou na mobilização de diversos articuladores e na doação de cerca de 40 obras de arte.

Além da venda on line das obras de arte, o festival contará com uma programação cultural nas redes sociais, diálogos e apresentações nacionais e regionais de artes cênicas e musica, com o objetivo de estimular as pessoas a contribuírem com uma campanha de arrecadação virtual.

Ao todo o evento contará com mais de 20 atrações regionais e nacionais. A exposição virtual para a venda das obras reúne peças de dezenas de artistas sul-mato-grossenses. Haverá sorteio de obras para quem colaborar com a divulgação virtual e a campanha de arrecadação.

“A situação dos povos originários de Mato Grosso do Sul é complexa e o estado de vida da maioria da população é de miserabilidade. A pandemia agravou necessidades, falta alimentação e material de higiene básica, acesso à saúde e a água. Por inúmeros motivos, até mesmo as reservas indígenas já demarcadas na região estão esquecidas pelo Poder Público, sendo urgente e necessário o auxílio da sociedade civil”, diz a organização do evento.

O valor arrecadado será administrado pela comissão organizadora e financeira do Festival, composta por Carolina Dourado, artesã, estudante e produtora cultural, Everson Umada, publicitário e servidor público (UEMS), Elaine Dupas, professora (UFMS), Fabrício Moser, artista, professor e pesquisador (USP), Nathaly Munarini, advogada e servidora pública (DPMS), Rodrigo Bento, artista e servidor público (UFGD) e Tiago Botelho, advogado e professor (UFGD). A prestação de contas das doações será, posteriormente, apresentada em todas as redes sociais do Festival.

 

Apresentações culturais

O primeiro grupo de rap indígena do Brasil será uma das atrações. O Brô Mc’s é um grupo formado pelos jovens indígenas Bruno Veron, Clemerson Batista, Kelvin Peixoto e Charlie Peixoto, das aldeias Jaguapirú e Bororó de Dourados, que misturam português e guarani para falar de seu cotidiano.  A live será no dia 7 de agosto, sexta-feira, às 20h (MS), nas redes sociais do Festival.

 

Emmannuel Marinho também está entre os nomes confirmados no Festival Mba’e Porã. Douradense, poeta, ator e educador brasileiro singularizado pela sensibilidade e simplicidade das suas poesia que tratam com os temas universais como o amor, terra, vida, desigualdade, questões indígenas e o pão. Apresentará Aldeias Imaginárias, no dia 07 de agosto, sexta-feira, às 19h (MS), nas redes sociais do festival.

 

Como doar

Artistas, ativistas, professores, agentes culturais, comunicadores ou produtores de audiovisual interessados em colaborar de alguma forma, podem entrar em contato através do número (67) 98130-0607 ou pelo e-mail [email protected]

 

Como assistir

A programação do evento estará disponível no perfil do Instagram @festivalmbaepora e na página do Facebook e a transmissão das apresentações artísticas ocorrerá, ao vivo, pelo canal no Youtube.

Deixe seu Comentário

Leia Também

União deposita R$ 20 milhões da Lei Aldir Blanc para Mato Grosso do Sul
Cultura

União deposita R$ 20 milhões da Lei Aldir Blanc para Mato Grosso do Sul

19/09/2020 14:01
União deposita R$ 20 milhões da Lei Aldir Blanc para Mato Grosso do Sul
Moisés Crestani, compositor de destaque nos anos 80
Cultura

Moisés Crestani, compositor de destaque nos anos 80

18/09/2020 14:44
Moisés Crestani, compositor de destaque nos anos 80
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Repasse do recurso da Lei Aldir Blanc em MS acontece até o dia 26 deste mês
Lei Aldir Blanc

Repasse do recurso da Lei Aldir Blanc em MS acontece até o dia 26 deste mês

16/09/2020 14:02
Repasse do recurso da Lei Aldir Blanc em MS acontece até o dia 26 deste mês
Diego Simonete, a nova revelação do MS
Música

Diego Simonete, a nova revelação do MS

15/09/2020 14:58
Diego Simonete, a nova revelação do MS
Últimas Notícias