Dourados – MS terça, 02 de março de 2021
Dourados
34º max
23º min
Influx
Memórias

1ª Mostra da Literatura foi dedicada aos poetas da terra

A 1ª Mostra da Literatura de Dourados serviu para divulgar as manifestações culturais, desde às mais recentes, ao trabalho desenvolvido por Weimar Gonçalves Torres, considerado poeta por vocação

17 Jan 2021 - 17h01Por Vander Verão, Especial para O Progresso
1ª Mostra da Literatura foi dedicada aos poetas da terra - Crédito: Reprodução/O Progresso Crédito: Reprodução/O Progresso

A 1ª Mostra da Literatura de Dourados, promovida na noite do dia 21 de dezembro de 1983, pelo Departamento de Educação (área de Letras), no anfiteatro do Centro Universitário de Dourados (CEUD), serviu para divulgar as manifestações culturais, desde às mais recentes, ao trabalho desenvolvido por Weimar Gonçalves Torres, considerado poeta por vocação, tendo desempenhado papel decisivo na evolução da cultura douradense, através de publicações no jornal O Progresso que, aliás, ele fundou no dia 21 de abril de 1951 (1ª edição). O evento, segundo os divulgadores, atingiu os objetivos que fundamentaram-se no princípio de oportunizar a divulgação dos novos artistas existentes e contou com a presença de cerca de 100 pessoas.

Weimar Torres, vale lembrar, além de jornalista, advogado, poeta e escritor, foi também um importante político douradense – exerceu os cargos de vereador e de deputado federal. Ele morreu em acidente aéreo, no dia 14 de setembro de 1969.

Também participaram do evento, o Movimento dos Escritores Independentes (MEI-MS) e o Teatro Universitário de Dourados (TUD).

A mostra teve início com a divulgação dos acadêmicos classificados no concurso interno de trovas, o qual venceu em primeiro e segundo lugar a jovem Cristina Machado, do curso de Letras.

Em seguida, um grupo de alunos da Escola “Antonia Silveira Capilé”, encenou uma peça teatral alusiva a história da guerra do Brasil com o Paraguai, como demonstração da existência e da participação da cultura junto aos alunos em idade ginasial.

Na ocasião, também foram relembrados os primeiros textos e publicações de autoria de artistas da terra, precursores de todo o acervo hoje existente, como trabalho de Armando da Silva Carmelo, de Liberato Leite Farias, de Nicanor de Souza e de Weimar Torres.

A noite também valeu para análise e discussões sobre os textos dos então mais recentes poetas douradenses, Joel Pizzini Filho e Emanuel Marinho, e do saudoso Weimar Torres. O último, considerado a maior expressão poética de Dourados, foi homenageado com a declaramação de vários textos de sua autoria, entre eles “Fuga”, que diz sobre revolta, angústia e expressa a simplicidade no seu auge. Classificaram o seu trabalho como “de natureza romântica, pois escrevia com o coração” .

Ainda leram a biografia de Weimar e comentaram sobre a influência da natureza no pensamento dos. então novos poetas, como o de Emanuel Marinho “Índia Velha”, um texto voltado à lembrança do passado mais natural. escrito de maneira simples e prática.

2ª Noite da Poesia

O final do ano de 1983, em Dourados, realmente estava agitado em termos culturais. Antes da 1ª Mostra da Literatura, que aconteceu no  dia 21 de dezembro, foi realizada a 2ª Noite da Poesia, numa promoção do Movimento dos Escritores Independentes (MEI). O evento contou com a participação de músicos da terra que cantaram no intervalo da apresentação de cada texto e vários artistas de Dourados, Campo Grande e Corumbá.

A 1ª Noite da Poesia foi desenvolvida no dia 20 de dezembro de 1982 na cidade de Naviraí, quando se deu início ao movimento formado em sua maioria de jovens que tinham por objetivo simplesmente revelar a arte poética como complemento do acervo cultural até então existente no Estado de Mato Grosso do Sul.

Apresentaram seus textos literários os seguintes poetas: Guimarães Rocha, Hélio Ferreira, Gutemberg de Moura e Alex Fraga, todos de Campo Grande, e Benedito Carlos Gonçalves e Angela Perez, ambos de Corumbá. E de Dourados, Emmanuel Marinho, Joel Pizzini Filho, llson Venâncio, Issac David Espinosa e Altair Batista. Na oportunidade, os artistas também  autografaram suas obras.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Grupo "Nóis Num Liga", do Miguelzinho, surgiu em 83
Memórias

Grupo "Nóis Num Liga", do Miguelzinho, surgiu em 83

21/02/2021 17:02
Grupo "Nóis Num Liga", do Miguelzinho, surgiu em 83
Artistas de MS se consagram na música instrumental
Cultura

Artistas de MS se consagram na música instrumental

20/02/2021 16:33
Artistas de MS se consagram na música instrumental
Curso debate formas literárias em prosa e verso
Cultura

Curso debate formas literárias em prosa e verso

15/02/2021 16:52
Curso debate formas literárias em prosa e verso
Studio Blanche Torres oferece balé gratuito para adultos
Dança

Studio Blanche Torres oferece balé gratuito para adultos

13/02/2021 17:04
Studio Blanche Torres oferece balé gratuito para adultos
Governo e Fundação de Cultura estudam forma de fomentar ações das Escolas de Samba durante 2021
MS

Governo e Fundação de Cultura estudam forma de fomentar ações das Escolas de Samba durante 2021

12/02/2021 11:46
Governo e Fundação de Cultura estudam forma de fomentar ações das Escolas de Samba durante 2021
Últimas Notícias