Dourados – MS quinta, 24 de setembro de 2020
Dourados
33º max
17º min
Informe C

Prefeitura achou na pandemia, o bode expiatório

12 Ago 2020 - 07h02Por Cícero Faria

Apesar da pressão da Prefeitura de Dourados  que planeja suspender repasses da previdência dos servidores municipais, a proposta segue em discussão na Câmara Municipal que ampliou o prazo de decisão até  setembro para que a proposta seja melhor discutida. Para justificar a suspensão, a prefeita Délia alega, segundo análise da equipe econômica, que a pandemia provocou um impacto de cerca de R$ 40 milhões nas contas municipais.

Segundo o presidente da Câmara, Alan Guedes (Progressistas), é necessário  prudência na discussão do assunto porque envolve medidas que podem causar grande impactos na economia do município e também na vida dos servidores.

“Temos dados espaço aqui na Câmara, tanto para o Executivo quanto para os representantes do Previd para que não fique nenhuma dúvida sobre o assunto”, comentou Alan.

Na avaliação do presidente do Instituto municipal de Previdência dos Servidores Públicos de Dourados ( Previd), Theodoro Huber Silva e pelo membro do Conselho Curador do orgão, José dos Santos Silva, o Município deve repassar mensalmente para o Previd o valor aproximado de R$ 9 milhões. 

Esse valor é composto pela contribuição patronal (em torno de R$ 2,2 milhões), mais a cobertura de déficit (aporte financeiro), equivalente a outros R$ 2,9 milhões, a contribuição previdenciária do servidor, R$ 2,2 milhões e aos parcelamentos já formalizados (de R$ 1,5 milhão ao mês).

Para Theodoro e José dos Santos, a proposta do Município, de suspender o repasse das contribuições previdenciárias do servidor “transforma o funcionalismo público no vilão da crise, e isso não é verdade, não podemos aceitar que quem trabalhou a vida inteira, dedicou-se ao Serviço Público, seja chamado agora para pagar a conta”, reagiram os dirigentes do Previd falando ao Midiamax.

Acobertando
Organizações Não Governamentais apresentaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) posição pedindo a rejeição da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) proposta pelo governo federal, que, na visão delas, representa uma tentativa de enfraquecimento das regras de proteção da Mata Atlântica. Entre as organizações que assinam a posição estão a SOS Mata Atlântica, a WWF e o Instituto Socioambiental (ISA). O governo federal entrou com a ADI no STF visando a restringir os dispositivos da Lei da Mata Atlântica que exigem a recuperação ambiental de áreas ilegalmente desmatadas a partir de 1990, explicam as ONGs. “O objetivo seria regularizar uma pequena parcela de áreas exploradas pelo setor agrícola, cujas atividades se iniciaram de forma ilícita. Se prosperar, a medida anistiará multas, acabará com embargos e impedirá o reflorestamento de regiões degradadas”, declararam.

Pilantra

O  Ministério Público Federal  ajuizou uma ação civil pública para que o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus paguem pelo menos R$ 300 mil de indenização por danos sociais e morais coletivos. Líder da Igreja Mundial ele apareceu em vídeo divulgado na internet anunciando sementes de feijão com supostos poderes de curar a Covid-19. Nas imagens, ele chega a citar o caso de um fiel cuja recuperação plena da doença usando os feijões estaria comprovada por um atestado médico. O MPF destaca que o líder da Igreja Mundial incorreu em prática abusiva da liberdade religiosa, ao colocar em riscos a saúde pública e induzir fiéis a comprarem um produto sem nenhuma eficácia comprovada. As sementes foram anunciadas em três vídeos veiculados no YouTube por preços que alcançavam R$ 1 mil cada. Segundo Valdemiro, a simples germinação dos grãos teria o poder de cura.

Com fome

A participação da China no mercado  mato-grossense do sul estimulou novas referências de preços médias para a arroba do boi gordo durante o mês de julho. A cotação do boi gordo registrou um aumento de 44,92% e 46,93% de alta na arroba da vaca, quando comparado ao igual período de 2019. Ao final de julho a cotação da arroba no Estado registrou valor médio de R$ 210,07 na arroba do boi gordo e de R$ 196,30 na arroba da vaca.

Recuperado

Depois de liberado clinicamente  do Hospital Santa Rita na terça feira passada, o ex-deputado Valdenir Machado (PSDB) espera de recuperar totalmente do Covid 19, para retomar a sua pré-campanha a prefeito de Dourados. Depois do susto aos 72 anos, Valdenir tem tido aos amigos mais próximos que está “pronto” para a futura campanha eleitoral, esse ano, diferente sem os abraços e apertos de mão por conta do coronavirus.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rede de fast food é condenada por comercializar iogurte vencido
Indenização

Rede de fast food é condenada por comercializar iogurte vencido

24/09/2020 17:02
Rede de fast food é condenada por comercializar iogurte vencido
Em novo decreto da prefeitura, toque de recolher começa às 23h e comércio poderá abrir até às 16h no sábado
Dourados

Em novo decreto da prefeitura, toque de recolher começa às 23h e comércio poderá abrir até às 16h no sábado

24/09/2020 15:19
Em novo decreto da prefeitura, toque de recolher começa às 23h e comércio poderá abrir até às 16h no sábado
Governo de Mato Grosso do Sul atualiza bandeiras dos municípios
Prosseguir

Governo de Mato Grosso do Sul atualiza bandeiras dos municípios

24/09/2020 15:01
Governo de Mato Grosso do Sul atualiza bandeiras dos municípios
Dourados passa de 7 mil registros de coronavírus
Covid-19

Dourados passa de 7 mil registros de coronavírus

24/09/2020 13:44
Dourados passa de 7 mil registros de coronavírus
Projeto Reintegra atende reeducandos por meio da telemedicina
MS

Projeto Reintegra atende reeducandos por meio da telemedicina

24/09/2020 13:35
Projeto Reintegra atende reeducandos por meio da telemedicina
Últimas Notícias