Dourados – MS sábado, 23 de fevereiro de 2019
Pauta
Pobreza no Brasil

Pobreza aumenta e atinge 54,8 milhões de pessoas em 2017

06 Dez 2018 - 09h30Por da Redação
Pobreza aumenta e atinge 54,8 milhões de pessoas em 2017 - Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O país tinha 54,8 milhões de pessoas que viviam com menos de R$ 406 por mês em 2017, dois milhões a mais que em 2016. Isso significa que a proporção da população em situação de pobreza subiu de 25,7% para 26,5%, de acordo com a Síntese de Indicadores Sociais, divulgada hoje pelo IBGE. O estudo utilizou critérios do Banco Mundial, que considera pobres aqueles com rendimentos diários abaixo de US$ 5,5 ou R$ 406 mensais pela paridade de poder de compra.

O Nordeste concentrou o maior percentual daqueles em situação de pobreza, 44,8%, o equivalente a 25,5 milhões de pessoas. Entre as unidades da federação, a maior proporção de pobres estava no Maranhão, com mais da metade da população, 54,1%, e em Alagoas, 48,9%. Já Porto Velho (RO) e Cuiabá (MT) foram as duas únicas capitais onde o contingente de pessoas que ganham menos de R$ 406 por mês superava a dos respectivos estados: em Porto Velho era 27%, contra 26,1% em Rondônia; em Cuiabá, 19,2%, contra 17,1% em Mato Grosso.

A pobreza atinge mais as mulheres negras ou pardas

A situação é mais grave entre os 7,6 milhões de moradores de domicílios onde vivem mulheres pretas ou pardas sem cônjuge com filhos até 14 anos. Desses, 64,4% estavam abaixo dessa faixa de renda de até R$ 406 mensais.

Para erradicar a pobreza, o estudo apontou que seria necessário investir R$ 10,2 bilhões por mês na economia, ou garantir R$ 187 por mês a mais, em média, na renda de cada pessoa nessa situação. A análise demonstra que não só a incidência da pobreza aumentou, mas também a intensidade, já que em 2016 esse valor era de R$ 183 a mais.

O analista da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, Leonardo Athias, indica que, além de políticas públicas do governo, a melhora nas condições do mercado de trabalho é um dos caminhos que podem contribuir para a redução da pobreza: “ter oportunidades, reduzir a desocupação e aumentar a formalização têm obviamente uma série de efeitos que permitem as pessoas saírem dessa situação”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Entidades debatem retirada da vacinação contra febre aftosa
Pecuária

Entidades debatem retirada da vacinação contra febre aftosa

23/02/2019 09:18
Entidades debatem retirada da vacinação contra febre aftosa
Atriz Fernanda Montenegro recebe alta de hospital no Rio
Brasil

Atriz Fernanda Montenegro recebe alta de hospital no Rio

22/02/2019 14:22
Atriz Fernanda Montenegro recebe alta de hospital no Rio
Publicado decreto que reduz cota e combate pesca predatória em MS
MS

Publicado decreto que reduz cota e combate pesca predatória em MS

22/02/2019 10:32
Publicado decreto que reduz cota e combate pesca predatória em MS
Concessão da BR-163 pode passar por revisão contratual
Mato Grosso do Sul

Concessão da BR-163 pode passar por revisão contratual

22/02/2019 10:03
Concessão da BR-163 pode passar por revisão contratual
Risco de rompimento de barragem interdita estrada em Minas Gerais
Brasil

Risco de rompimento de barragem interdita estrada em Minas Gerais

21/02/2019 16:40
Risco de rompimento de barragem interdita estrada em Minas Gerais
Últimas Notícias