Dourados – MS domingo, 14 de julho de 2024
10º
UFMS

Universidade inaugura espaço para demonstrações de tecnologias em sustentabilidade e energia

O reitor Marcelo Turine agradeceu o investimento feito pelo Governo do Estado e enfatizou o papel da ciência na busca por sustentabilidade

24 Jun 2024 - 07h15Por Alíria Aristides/UFMS
Universidade inaugura espaço para demonstrações de tecnologias em sustentabilidade e energia - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Na tarde de sexta-feira, 21, foi inaugurado o Laboratório de Demonstrações Tecnológicas, ligado ao Laboratório de Tecnologias Avançadas em Energia e Sustentabilidade do Instituto de Física (Infi). O espaço formado por uma sala de reunião e laboratório de alta complexidade para demonstrações de tecnologias é fruto da chamada MS Carbono Neutro, edital da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (Fundect).

O reitor Marcelo Turine agradeceu o investimento feito pelo Governo do Estado e enfatizou o papel da ciência na busca por sustentabilidade. “Temos que usar a ciência nas energias renováveis, ter pesquisas para a transição energética e gerar um benefício para a sociedade. Eu fico muito feliz que o nosso Estado seja referência para o mundo em carbono neutro. Temos aqui nossa biodiversidade junto com a pesquisa e com a ciência, que nós estamos demonstrando para o Brasil e para o mundo o quanto se faz o uso de forma sustentável das nossas tecnologias sociais”. 

“Quando a gente tem um espaço para demonstração de todas as tecnologias desenvolvidas pelo Instituto de Física, é uma prova concreta de que a gente pode promover o desenvolvimento produtivo que reflete no desenvolvimento social. A Universidade não é só a formação na graduação e na pós-graduação, mas a entrega concreta de tecnologias para o desenvolvimento da sociedade. É uma alegria a gente pensar que a sustentabilidade está no nosso dia a dia, como a Universidade está a serviço das políticas públicas transformando nosso Estado e o nosso país, cada vez mais produtivo e competitivo, mas também com inclusão social e sustentabilidade”, ressaltou a vice-reitora Camila Ítavo.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jaime Verruck, esteve presente na inauguração e reforçou a importância da parceria entre Governo e Universidade. “O estado de Mato Grosso do Sul, através dos seus editais, tem procurado desenvolver atividades que visam a sustentabilidade e criar novas tecnologias principalmente na área da energia limpa, tecnologias que possam ir pro mercado. Dessa forma, estamos inaugurando hoje esse laboratório de demonstrações tecnológicas no Instituto de Física, mostrando que a Universidade está alinhada ao propósito do desenvolvimento do Estado e está alinhado de verdade com aquilo que o mundo precisa”.

O diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira, destacou que as iniciativas de fomento à ciência como a chamada MS Carbono Neutro são fundamentais na busca por soluções globais e locais. “Quando se fala em carbono neutro, em equilibrar os gases de efeito estufa, ninguém melhor que o cientista para dar essas soluções. O governo vai continuar investindo, por meio da Fundect, em soluções como essas que a gente tem visto aqui agora, que é uma entrega real, uma entrega importante para sociedade e para a construção de um futuro melhor para todos”.

O edital da Fundect apoia o projeto de pesquisa Eletro (foto) conversor escalável de metano e CO2 para pecuária limpa (Fotopec), coordenado pelo professor do Infi, Cauê Alves Martins, que pretende apresentar soluções para diminuir a emissão de carbono e metano derivado de atividades agropecuárias.

Para o diretor do Infi, Além-Mar Bernardes Gonçalves, o novo espaço comprova a ciência de qualidade produzida na Universidade. “O laboratório mostra que a gente precisa de cada vez mais espaço, está conseguindo cada vez mais espaço e mostrando os resultados que a gente tem encontrado. Os professores do Instituto têm conseguido recursos, via financiamento dos diversos órgãos, buscando desenvolver a ciência de Mato Grosso do Sul e colocar a UFMS dentro do mapa nacional de eficiência e tecnologia. Mostra que a gente é uma grande Universidade e tem grandes pesquisadores trabalhando aqui”. 

“O objetivo principal [do espaço] é entregar um produto para sociedade, tudo que é desenvolvido dentro do laboratório visa a prototipação de uma nova tecnologia, então essa tecnologia será apresentada dentro desse espaço. Uma parte do laboratório também vai ser dedicada à discussão com os empresários, financiadores e entusiastas dessa tecnologia. Essa conquista é um passo bastante importante porque é uma oportunidade para que estudantes e professores consigam converter o que é desenvolvido em pesquisa e em tecnologia e interagir com o setor produtivo para ter uma entrega à sociedade, uma entrega imediata”, ressaltou o professor do Infi e coordenador do projeto de pesquisa, Cauê Martins.

Para o professor do Infi, Heberton Wender Luiz dos Santos, o laboratório inaugurado permite aproximar ciência e a sociedade. “Esse espaço é uma oportunidade de mostrar a tecnologia para a sociedade, tecnologias que envolvem as energias renováveis, o carbono neutro. Esse laboratório é uma vitrine para o produto, para tudo aquilo que nós fazemos dentro do laboratório que é uma tecnologia e pode virar um produto. De tal forma que alcance a sociedade, alcance o setor público, alcance o setor privado e possa fazer a diferença na sociedade e no futuro contribuir para uma sociedade moderna e sustentável”.

Fotos: Cristhofer Andrade

Deixe seu Comentário

Leia Também

Biólogos tentam salvar fauna ameaçada pelo fogo no Pantanal
Meio ambiente

Biólogos tentam salvar fauna ameaçada pelo fogo no Pantanal

13/07/2024 16:00
Biólogos tentam salvar fauna ameaçada pelo fogo no Pantanal
Força-tarefa segue ativa para prevenir e combater incêndios em nova onda de calor e tempo seco
Pantanal

Força-tarefa segue ativa para prevenir e combater incêndios em nova onda de calor e tempo seco

12/07/2024 19:00
Força-tarefa segue ativa para prevenir e combater incêndios em nova onda de calor e tempo seco
União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais
Pantanal

União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais

12/07/2024 13:00
União libera R$ 137 milhões para ações conjuntas contra incêndios florestais
Focos ativos na região de Maracangalha mobilizam bombeiros e brigadistas
Pantanal

Focos ativos na região de Maracangalha mobilizam bombeiros e brigadistas

12/07/2024 09:15
Focos ativos na região de Maracangalha mobilizam bombeiros e brigadistas
FAB lança 336 mil litros de água para combater incêndios
Pantanal

FAB lança 336 mil litros de água para combater incêndios

12/07/2024 08:15
FAB lança 336 mil litros de água para combater incêndios
Últimas Notícias