Dourados – MS domingo, 27 de setembro de 2020
Dourados
36º max
24º min
Meio ambiente

Extinção de aves afetam floresta e clima no mundo

08 Jan 2016 - 09h57
Tucanos ajudam a  dispersar grandes sementes. - Crédito: Foto: DivulgaçãoTucanos ajudam a dispersar grandes sementes. - Crédito: Foto: Divulgação
Um estudo recente publicado na revista Science Advances desenvolvido por pesquisadores da Unesp de Rio Claro, em colaboração com cientistas da USP, Universidade Federal de Lavras e Viçosa, Espanha, Inglaterra e Finlândia, mostrou que a perda dos grandes animais dispersores de sementes afeta negativamente a habilidade das florestas tropicais para armazenar carbono e, portanto, o seu potencial para combater as alterações climáticas.


“Os grandes dispersores de sementes, como os muriquis, a anta, os tucanos, entre outros animais de grande porte, são os únicos capazes de dispersar eficazmente as plantas que têm sementes grandes. Normalmente, as árvores que têm grandes sementes são grandes árvores com madeira densa que armazenam mais carbono”, explica Mauro Galetti Professor do Departamento de Ecologia da Universidade Estadual Paulista. “As canelas, jatobás e maçarandubas são dispersadas apenas por grandes animais, todos sabemos que essas árvores também são as com madeira mais nobre (de lei) e que estoca mais carbono”, complementa Galetti.


“Quando perdemos os grandes frugívoros enfrentamos a perda das funções de dispersão e recrutamento das árvores com sementes grandes, e, portanto, a composição das florestas vai mudando. Quando as árvores com madeira nobre morrem e não tem mais o dispersor de semente, ela é reposta por uma árvore de madeira ‘mole’. O resultado é uma nova floresta dominada por árvores menores com madeiras mais leves que armazenam menos carbono”, afirma Carolina Bello, estudante de doutorado da Unesp.


O recente estudo avisa aos programas internacionais de redução de emissões de carbono que procuram combater as alterações climáticas através do armazenamento de carbono em florestas tropicais, da importância de considerar os animais e sua função como uma parte fundamental. “A eficiência deste tipo de programas vai melhorar se os processos ecológicos”, diz Carolina.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Convênio garante mais R$ 1,351 milhão para ações de combate a incêndios em MS
Meio Ambiente

Convênio garante mais R$ 1,351 milhão para ações de combate a incêndios em MS

26/09/2020 17:06
Convênio garante mais R$ 1,351 milhão para ações de combate a incêndios em MS
Governo e setor florestal articulam combate às queimadas e prevenção de incêndios
Meio Ambiente

Governo e setor florestal articulam combate às queimadas e prevenção de incêndios

26/09/2020 16:38
Governo e setor florestal articulam combate às queimadas e prevenção de incêndios
Veterinários do CRAS já trataram 17 animais vítimas das queimadas em MS
Meio Ambiente

Veterinários do CRAS já trataram 17 animais vítimas das queimadas em MS

26/09/2020 10:02
Veterinários do CRAS já trataram 17 animais vítimas das queimadas em MS
Ar seco se espalha e calorão volta, com baixa umidade do ar
Dourados

Ar seco se espalha e calorão volta, com baixa umidade do ar

26/09/2020 07:37
Ar seco se espalha e calorão volta, com baixa umidade do ar
Com provas suficientes, PF poderá indiciar fazendeiros por queimadas no Pantanal
Queimadas

Com provas suficientes, PF poderá indiciar fazendeiros por queimadas no Pantanal

25/09/2020 15:43
Com provas suficientes, PF poderá indiciar fazendeiros por queimadas no Pantanal
Últimas Notícias