Dourados – MS sábado, 19 de junho de 2021
Dourados
18º max
12º min
DESMATAMENTO

Em 10 anos, agronegócio gerou 70% de desmatamento

27 Jul 2016 - 14h27
Foto: Reprodução - Foto: Reprodução -
"A agricultura comercial não pode continuar crescendo à custa das florestas e dos recursos naturais da região", afirmou Jorge Meza, Oficial Florestal da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, sigla do inglês).

Ele está se referindo aos dados divulgados na semana passada no novo relatório O Estado das Florestas do Mundo (SOFO, em inglês), em que a agência internacional aponta que o agronegócio foi capaz de gerar quase 70% do desmatamento na América Latina em 10 anos.

O estudo da FAO mostra que, especialmente na Amazônia, a produção para os mercados internacionais foi o principal fator de desmatamento após 1990, resultado de práticas como o pastoreio extensivo, o cultivo de soja e as plantações de palma azeiteira (dendê). Menos de 2% do desflorestamento ocorreu devido à infraestrutura e à expansão urbana.

Pecuária

No Brasil, o cultivo comercial foi responsável por cerca de 10% do desflorestamento no período analisado. A principal causa de desmatamento no país continua sendo a pecuária, cujo índice, maior da região, chega a 80%. Outras formas de exploração da terra, como o cultivo em pequena escala, agricultura mista e infraestrutura, responderam juntos pelos demais 10%.

A organização analisou dados de sete países (Argentina, Colômbia, Bolívia, Brasil, Paraguai, Peru e Venezuela) e apontou que, entre 1990 e 2005, 71% do desflorestamento ocorreu devido ao aumento da demanda de pastos.

Na Argentina, a expansão dos pastos foi responsável por 45% do desflorestamento, enquanto a expansão de terras cultiváveis comerciais respondeu por mais de 43%. A única exceção foi o Peru, onde o aumento das terras cultiváveis em pequena escala foi o fator dominante para 41% do desflorestamento.

Soluções

Responsável pela iniciativa da FAO sobre o uso sustentável dos recursos naturais, Meza destacou a importância da iniciativas como o vínculo dos subsídios agrícolas às normas ambientais para conter o desmatamento — combinação intencional de árvores, pastagem e gado numa mesma área, pagamento por serviços ambientais e a recuperação dos pastos degradados são os exemplos dados pelo oficial.

"A segurança alimentar pode ser alcançada mediante a intensificação agrícola e medidas como a proteção social, em vez da expansão de áreas agrícolas em detrimento das florestas", explicou ele.

Apesar do desmatamento seguir em níveis altos na região, em 2015 a taxa se reduziu quase pela metade, se comparada a 1990. Para a FAO, esta redução, significativa também na Amazônia, é fruto das políticas de desenvolvimento sustentável impulsionadas pelos países que dividem a bacia amazônica.

O SOFO destaca que o vínculo o acesso ao crédito rural com critérios ambientais evitou a perda de 270 mil hectares de florestas que seriam desmatadas no Brasil para aumentar a produção de carne bovina. Outro exemplo dado pela ONU foi o "Bolsa Verde", programa brasileiro de transferência condicionada de renda, que disponibiliza recursos a milhares de famílias pobres em troca de que mantenham a cobertura vegetal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente

Caixa lança programa de preservação ambiental

13/06/2021 10:00
Meio Ambiente

Mourão diz que Bolsonaro autorizou nova operação militar na Amazônia

11/06/2021 18:00
PMA multa em mais de R$ 1 milhão empresa por incêndio ilegal em lavoura
Meio Ambiente

PMA multa em mais de R$ 1 milhão empresa por incêndio ilegal em lavoura

11/06/2021 12:00
PMA multa em mais de R$ 1 milhão empresa por incêndio ilegal em lavoura
Com mais baixa estação chuvosa em 10 anos, Pantanal já tem 80% das propriedades afetadas
Meio Ambiente

Com mais baixa estação chuvosa em 10 anos, Pantanal já tem 80% das propriedades afetadas

09/06/2021 14:00
Com mais baixa estação chuvosa em 10 anos, Pantanal já tem 80% das propriedades afetadas
Governo sanciona lei que define as normas para proteção da fauna de MS
Meio Ambiente

Governo sanciona lei que define as normas para proteção da fauna de MS

09/06/2021 13:00
Governo sanciona lei que define as normas para proteção da fauna de MS
Últimas Notícias