Dourados – MS quinta, 04 de março de 2021
Dourados
33º max
22º min
Influx
Meio ambiente

Acordo representa fim da era dos combustíveis fósseis

14 Dez 2015 - 07h00
Acordo representa fim da era dos combustíveis fósseis -
O diretor-executivo da organização ambiental Greenpeace, Kumi Naidoo, disse sábado (12) que a aprovação do texto final da Conferência Mundial do Clima (COP 21) sobre a redução de emissões de gases de efeito estufa representa o fim da era dos combustíveis fósseis.


Ao fim da assembleia que encerrou a conferência, Naidoo também defendeu que os investidores comecem a descontar o dinheiro de créditos obtidos com a redução da emissão de carbono para investir em fontes renováveis de energia. “O mais importante desta conferência é que a indústria dos combustíveis fósseis recebeu hoje a mensagem de que este é o fim da era das energias fósseis. Não podíamos imaginar que acabaríamos por conseguir um objetivo de limitação do aquecimento global a 1,5 grau Celsius [°C]”, destacou.


Em comunicado, a organização não governamental WWF defendeu medidas imediatas para reduzir a emissão gases tóxicos. Uma das cláusulas do acordo, que entrará em vigor em 2020, prevê que os 195 países que participaram da COP 21 adotem medidas para limitar o aquecimento global a 1,5°C, mas não define quando o resultado deve ser alcançado.


“Este novo acordo deverá ser continuamente fortalecido, e os governos vão precisar concretizar medidas para reduzir as emissões, financiar a transição energética e proteger os mais vulneráveis. As negociações de Paris também fomentaram anúncios e compromissos dos governos, das cidades e das empresas que demonstram que o mundo está pronto para uma transição para energias limpas”, ressaltou o WWF.


O Acordo de Paris, como foi chamado o documento final da 21ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), entrará em vigor em 2020. A cada cinco anos, os países deverão prestar contas sobre as ações desenvolvidas para evitar que a temperatura global aumente mais de 2 graus Celsius. A redução do aquecimento pretende evitar fenômenos extremos como ondas de calor, seca, cheias ou subida do nível do mar. (*Com informações da Agência Lusa).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Parceria entre Embrapa e Nestlé vai desenvolver protocolo para leite de baixo carbono
Meio ambiente

Parceria entre Embrapa e Nestlé vai desenvolver protocolo para leite de baixo carbono

03/03/2021 09:21
Parceria entre Embrapa e Nestlé vai desenvolver protocolo para leite de baixo carbono
La Niña pode favorecer a ocorrência de geada em Mato Grosso do Sul
Clima

La Niña pode favorecer a ocorrência de geada em Mato Grosso do Sul

01/03/2021 08:17
La Niña pode favorecer a ocorrência de geada em Mato Grosso do Sul
Pesquisadores brasileiros criam fogão solar para substituir botijão de gás e forno à lenha
Inovação

Pesquisadores brasileiros criam fogão solar para substituir botijão de gás e forno à lenha

26/02/2021 10:43
Pesquisadores brasileiros criam fogão solar para substituir botijão de gás e forno à lenha
Aumento de nuvens provocam pancadas isoladas de chuva à tarde
Clima

Aumento de nuvens provocam pancadas isoladas de chuva à tarde

25/02/2021 08:12
Aumento de nuvens provocam pancadas isoladas de chuva à tarde
Quarta-feira de tempo claro e máxima de 37°C no Estado
Clima

Quarta-feira de tempo claro e máxima de 37°C no Estado

24/02/2021 07:40
Quarta-feira de tempo claro e máxima de 37°C no Estado
Últimas Notícias