Dourados – MS domingo, 05 de abril de 2020
Dourados
33º max
20º min
Dourados

Justiça dá 15 dias para prefeitura quitar débitos com hospitais de Dourados

26 Mar 2020 - 15h56Por Valéria Araújo
HU de Dourados cobra repasses de 2017 - Crédito: DivulgaçãoHU de Dourados cobra repasses de 2017 - Crédito: Divulgação

O juiz da 6ª Vara Civel José Domingues Filho, atendendo a um pedido do Ministério Público Estadual, determinou que no prazo de 15 dias a Prefeitura de Dourados regularize todos os repasses municipais vencidos em atraso do Fundo Municipal de Saúde de Dourados  aos hospitais prestadores de serviço como o Evangélico, Hospital da Missão Caiuá, Unidade Critica Médica - UCM, Funsaud e Hospital Universitário. Esse último cobra o pagamento referente desde abril a junho de 2017. Segundo o Judiciário, mesmo a Secretaria de Estado de Saúde ter realizado aos repasses, o Município não fez o pagamento ao fornecedor. 

De acordo com a decição, os pagamentos precisam ser reestabelecidos pelo município, tendo em vista que são essenciais para o funcionamento da saúde em Dourados e interferem diretamente no atendimento da população da macrorregião, composta de 800 mil pessoas. O juiz também ponderou que dentro a decisão acontece porque dentro das atribuições de competencias do SUS, a execução imediata no tocante  a prestação de serviços públicos de saúde é obrigação dos municípios, enquanto que o repasse de verbas para a execução dessa ação específica caberia não apenas a União, como também ao Estado a ao próprio município.  O juiz argumentou ainda que com o objetivo de assegurar a descentralização do SUS, torna-se necessária a transferencia de recursos estaduais aos municípios, e ainda recursos do próprio município, uma vez que o funcionamento do SUS possui, como fonte conjunta, recursos dos orçamentos dos três entes federados.

Conforme o magistrado, no campo da distribuição, compete ao município planejar, orgnizar, controlar e avaliar  as ações e os serviços de saúde e gerir e executar os serviços públicos de saúde, além de participar do planejamento, programação e organização da rede regionalizada e hierárquizada do Sistema Único de Saúde.  "A falta e atrasos desses repasses desde 2017 tem prejudicado a prestação de serviço de saúde em Dourados, ferindo o princípio da eficiencia e, de conseguinte, da moralidade administrativa. Notadamente pode deixar a população sem atendimento, ou com ele sendo prestado de forma deficitária.   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

com exceção de acordos já firmados nas demandas judiciais específicas. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Médico alerta para riscos do uso indiscriminado da Cloroquina
Covid-19

Médico alerta para riscos do uso indiscriminado da Cloroquina

05/04/2020 13:26
Médico alerta para riscos do uso indiscriminado da Cloroquina
MS está entre os seis estados que menos cumpre isolamento
Covid-19

MS está entre os seis estados que menos cumpre isolamento

05/04/2020 13:01
MS está entre os seis estados que menos cumpre isolamento
Geraldo propõe Hospital da Mulher e da Criança como referência à Covid-19 em Dourados
Coronavírus

Geraldo propõe Hospital da Mulher e da Criança como referência à Covid-19 em Dourados

05/04/2020 12:33
Geraldo propõe Hospital da Mulher e da Criança como referência à Covid-19 em Dourados
Sobe para 65 os casos confirmados de coronavirus em MS
Covid-19

Sobe para 65 os casos confirmados de coronavirus em MS

05/04/2020 11:10
Sobe para 65 os casos confirmados de coronavirus em MS
MS vai consertar cerca de 70 respiradores para usar na guerra ao coronavírus
Covid-19

MS vai consertar cerca de 70 respiradores para usar na guerra ao coronavírus

05/04/2020 08:41
MS vai consertar cerca de 70 respiradores para usar na guerra ao coronavírus
Últimas Notícias