Dourados – MS domingo, 24 de fevereiro de 2019
Pauta
NOMES DE CRAQUES

Evento esportivo aumenta a popularidade de nomes de craques

29 Jun 2018 - 09h27
Evento esportivo aumenta a popularidade de nomes de craques -
Para muitos brasileiros, uma das formas de mostrar a paixão pelo futebol é colocar nos filhos os nomes de craques que brilharam em copas do mundo. Pelo aplicativo Nomes no Brasil, que utiliza as informações coletadas no Censo Demográfico 2010, é possível relacionar o aumento do registro de crianças com nomes de jogadores nos períodos em que eles atingiram pontos altos na carreira. Ainda é cedo para identificar a popularização do nome Neymar, um dos destaques da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia. Até 2010, foram 454 Neymares registrados, número que será atualizado pelo Censo Demográfico 2020, e que poderá aumentar, se repetir o comportamento de outros craques, principalmente se o Brasil conquistar o título do mundial deste ano. O ex-camisa 11 Romário é um exemplo. Na década de 1970, foram pouco mais de dois mil Romários nascidos. A revelação do jogador e sua transferência para a Europa nos anos 1980 e a consagração com o título mundial de 1994 pela seleção brasileira, contribuíram para a popularização do nome: entre 1990 e 2000, foram 39,7 mil nascimentos. O cientista social Romário Nelvo, 23, conta que, mesmo antes de seus pais saberem seu sexo, a conquista do tetra marcaria para sempre sua vida. "Meu pai e meu tio fizeram uma aposta: se eu nascesse menino, me chamaria Romário, caso o Brasil ganhasse a copa. O Brasil ganhou e eu carrego esse nome", contou. Outro exemplo é o administrador Romário Marques Ribeiro, 28, filho de um fã do "baixinho": "as pessoas costumam brincar com meu nome, perguntar a origem dele, mas eu sou tranquilo. Sempre querem saber se é uma homenagem". Fanático por futebol, o fisioterapeuta Guilherme Cherene, 39, é pai do Arthur, seis anos, e do Raí, três meses. Ele contou que, apesar de acompanhar o esporte desde novo e de frequentar os estádios para ver o Flamengo, o nome dos filhos não é uma referência aos craques: "só depois eu fiz a relação com o nome dos jogadores. O Zico (Arthur) e o Raí são dois ídolos de alto valor e alto caráter. As pessoas sempre perguntam se foi por causa dos jogadores. Eu falo que não, mas fico muito feliz quando fazem essa relação". Pelé X Maradona Como se não bastasse a polêmica sobre quem foi melhor, Pelé (Edson) ou Maradona (Diego), o resultado surpreende diante do registro civil dos brasileiros: até 2010, viviam no país 112 Pelés, contra 165 Maradonas. Apesar da vitória argentina no aplicativo Nomes no Brasil, há mais Edsons que Diegos no país, 431,5 mil frente a 424,4 mil. O aumento no nascimento de Edsons ocorreu próximo aos títulos mundiais do Brasil em 1962 e 1970. Nos anos 1960, foram 90,1 mil, o equivalente a 46,6 mil a mais que na década anterior, e chegando ao ápice entre 1970 e 1980, com 111,5 mil nascimentos registrados. Além do craque argentino, outros nomes estrangeiros também recebem homenagens da população brasileira. Nascido na década de 1990, o estudante de Contabilidade Klinsmann Ferreira de Barros, 21, ostenta o nome do jogador alemão Jürgen Klinsmann, um dos principais atacantes da Alemanha na conquista da copa de 1990. O Klinsmann brasileiro não viu a fonte de inspiração de seu nome jogar: "se eu chegar para um avô ou pai de um amigo meu, geralmente eles vão conhecer a referência, me chamam de alemão, fazem referência aos 7 a 1, brincando comigo. Agora, as pessoas mais novas, são poucas, uma ou outra que conhece", disse. Os Klinsmanns registrados no Brasil só apareceram nos anos 1990, com o auge do craque alemão. Das 157 pessoas que levam o nome, 131 foram registradas na década de 1990.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados tem 55 oportunidades de emprego na semana
Emprego

Dourados tem 55 oportunidades de emprego na semana

18/02/2019 17:06
Dourados tem 55 oportunidades de emprego na semana
Cerca de 24 mil fazem a prova do concurso da Educação neste domingo
MS

Cerca de 24 mil fazem a prova do concurso da Educação neste domingo

16/02/2019 09:50
Cerca de 24 mil fazem a prova do concurso da Educação neste domingo
Capital tem 177 vagas de emprego, sendo 30 para candidatos sem experiência
Emprego

Capital tem 177 vagas de emprego, sendo 30 para candidatos sem experiência

14/02/2019 14:09
Capital tem 177 vagas de emprego, sendo 30 para candidatos sem experiência
Concurso da Educação acontece domingo
Em MS

Concurso da Educação acontece domingo

13/02/2019 16:13
Concurso da Educação acontece domingo
Dourados tem 17 vagas de emprego nesta semana
Oportunidades

Dourados tem 17 vagas de emprego nesta semana

12/02/2019 14:18
Dourados tem 17 vagas de emprego nesta semana
Últimas Notícias