Dourados – MS segunda, 22 de julho de 2024
28º
Junho Prata

Detran-MS abordou saúde, direitos, atendimento e políticas inclusivas para público 60

. O envelhecimento saudável, direitos dos idosos, colar de girassol, ferramentas tecnológicas, foram alguns dos temas apresentados para servidores, instrutores de trânsito e diretores de CFC´s

24 Jun 2024 - 22h00Por Mireli Obando, Assessoria de Comunicação Detran-MS
Detran-MS abordou saúde, direitos, atendimento e políticas inclusivas para público 60 - Crédito: Rachid Waqued Crédito: Rachid Waqued

As políticas públicas voltadas ao público 60+ foram abordadas durante o Ciclo de Palestras do Junho Prata nesta segunda-feira (24) no Detran-MS (Departamento estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). O envelhecimento saudável, direitos dos idosos, colar de girassol, ferramentas tecnológicas, foram alguns dos temas apresentados para servidores, instrutores de trânsito e diretores de CFC´s (Centros de Formação de Condutores). 

O Diretor-Presidente do Detran-MS, Rudel Trindade mencionou recente imersão em Governança Digital na Estônia, onde as pessoas quase não utilizam mais o serviço público presencial. Rudel enfatizou que o avanço tecnológico dos serviços públicos é uma tendência mundial, mas que buscará formas de trabalhar a inclusão do público 60+. 

“O caminho que nós temos que percorrer é o cuidado com o idoso. Nosso foco aqui permanentemente é buscar o digital. Nós temos lançado totens de autoatendimento, temos agências que não tem funcionários, mas tenho que verificar meu público, será que todo mundo tem acesso a isso ou só o garoto de 14 anos? Então, nossa cabeça tem que funcionar no sentido de que a população está envelhecendo, ela tem direito de envelhecer dignamente, porque o que eles fizeram para a gente chegar aqui foi muito. A gente precisa pensar isso e respeitar essa trajetória”, destacou na abertura do evento.

A necessidade de políticas públicas para a população idosa também foi pontuada pelo Diretor-Executivo do Detran-MS, João César Mattogrosso. “No mundo inteiro a população idosa vem crescendo e no MS não é diferente. Em 2012 o IBGE trazia uma população idosa de 9,9% da nossa população no Estado. Em 2022, após 10 anos, nossa população é de 12,6%. E isso é uma política que nós precisamos cada vez mais estarmos atentos. Não podemos enxergar essa política pública da pessoa idosa como apenas uma caixinha lá dentro da Secretaria de Cidadania, e sim como uma política transversal, porque a pessoa idosa precisa de saúde, de segurança, de lazer, de todas as ações que outros públicos precisam. Então essa política precisa ser cada vez mais integrada”. 

Temas 

O Ciclo de Palestras contou com a presença do Deputado Federal, Dr. Luiz Ovando. O parlamentar que possui quase cinco décadas de atuação na medicina, é especialista em geriatria e gerontologia, medicina esportiva, e também é mestre em cardiologia. De forma leve, falou sobre Saúde e Prevenção para o Envelhecimento Saudável. 

O Cordão de Girassol também esteve em pauta. A palestra foi conduzida pela Coordenadora da pasta de Terceiro Setor na Sead (Secretaria de Estado de Assistência Social), Malu Fernandes. Foram apresentadas as Legislações de âmbito estadual e federal, a carteira de identificação da pessoa com transtorno do espectro autista, a diferença de cores no cordão que aponta o indivíduo que possui a condição oculta (faixa verde com estampa de girassóis) ou o que sinaliza as pessoas que oferecem companhia/suporte (faixa branca com estampa de girassóis).  

A subsecretária de Políticas Públicas para Pessoa Idosa, Zirleide Silva Barbosa, apresentou dados que apontam para o envelhecimento da população idosa no Brasil e no Mato Grosso do Sul, que conta com 412 mil pessoas com mais de 60 anos (IBGE). Além disso, falou dos tipos de violência praticadas contra pessoa idosa, e as notificações registradas. Para se ter uma ideia, a negligência e abandono, lideram o ranking de notificação da violência, no Painel de Dados 2022 e 2023 da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MS) com 1.288 registros nos anos de 2022 e 2023. 

O Ciclo de Palestras do Junho Prata também contou com a participação do Presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa na OAB-MS, Dr. Nelson Passos Alfonso, e do Secretário Executivo da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Sebastião Messias de Souza, que representou o Deputado Estadual, Renato Câmara na ação. 

Sob a regência do maestro, professor e mestre Marllon Nantes Foss, o coral UMA UEMS - Universidade da Melhor Idade da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, conduziu o Hino de Mato Grosso do Sul e interpretou a canção Cabecinha no Ombro. 

Ações para os 60+

Uma das ações desenvolvidas pelo Detran-MS é o programa “Detran-MS vai onde a Pessoa Idosa está”, que só em 2023 atendeu cerca de 1,2 mil idosos em Centros de Convivência da Pessoa Idosa e Associações. 

Outra iniciativa voltada aos idosos foi iniciada agora em 2024, o Programa Educação, Mobilidade, Acessibilidade e Segurança Viária da Pessoa Idosa. Além de Campo Grande, as ações se estenderam aos municípios de Jaraguari e Rio Negro. Até o momento, mais de quatrocentos idosos já foram atendidos. 

O Detran-MS também possui representantes na Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da ALEMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul). 


Fotos: Rachid Waqued

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem encontra bolsa de indígena com R$ 5 mil e entrega na sede do DOF
Dourados

Homem encontra bolsa de indígena com R$ 5 mil e entrega na sede do DOF

22/07/2024 09:00
Homem encontra bolsa de indígena com R$ 5 mil e entrega na sede do DOF
Com baixa umidade do ar e sol, MS tem previsão de semana quente e sem chuva
Meteorologia

Com baixa umidade do ar e sol, MS tem previsão de semana quente e sem chuva

22/07/2024 08:31
Com baixa umidade do ar e sol, MS tem previsão de semana quente e sem chuva
Projeto prevê possibilidade de trabalho remoto para mulheres em situação de violência doméstica
Câmara dos Deputados

Projeto prevê possibilidade de trabalho remoto para mulheres em situação de violência doméstica

21/07/2024 22:00
Projeto prevê possibilidade de trabalho remoto para mulheres em situação de violência doméstica
Há 30 anos, morria Faé, um dos fundadores do Ubiratan
Memória

Há 30 anos, morria Faé, um dos fundadores do Ubiratan

21/07/2024 17:00
Há 30 anos, morria Faé, um dos fundadores do Ubiratan
Alerta sobre fraudes envolvendo o nome do Cartório Zamperlini
Judiciário

Alerta sobre fraudes envolvendo o nome do Cartório Zamperlini

21/07/2024 13:00
Alerta sobre fraudes envolvendo o nome do Cartório Zamperlini
Últimas Notícias