Dourados – MS terça, 18 de junho de 2024
21º
Meu Detran
Polícia Federal

Delegado responsável por prisões na Saúde será removido para Brasília

26 Dez 2019 - 18h00Por Valéria Araújo
Delagado Denis Colares de Araújo - Crédito: DivulgaçãoDelagado Denis Colares de Araújo - Crédito: Divulgação

O delegado da Polícia Federal Denis Colares de Araújo, responsável pelas investigações da Operação Purificação, na Saúde de Dourados, será removido para  Brasília, nos próximos dias. Ao O PROGRESSO ele disse que pleiteou a vaga por motivos familiares. Questionado sobre o andamento da operação, que levou para a cadeia o ex-secretário de Saúde, Renato Vidigal e o ex-diretor financeiro Rafhael Henrique Torraca Augusto, ele garante que as investigações vão continuar e que poderá voltar para Dourados para acompanhar.   

As apurações dessa investigação tiveram início a partir de denúncias de fraudes em licitações, com direcionamento a empresas vinculadas a agentes públicos da Secretaria de Saúde. Em trabalhos de fiscalização, a PF e os auditores da Controladoria Geral da União também detectaram irregularidades em contratações com recursos do SUS na área de alimentação hospitalar, de transporte de pacientes e de uso de software de gestão. Os contratos sob investigação perfazem um total de R$ 3.509.814. 

Cidadão Douradense 

No último dia 05 de dezembro, o delegado da Polícia Federal Denis Colares de Araújo recebeu o título de Cidadão Douradense em noite de homenagens da Câmara Municipal de Dourados.  O título, uma das maiores honrarias do Legislativo, foi uma proposição da vereadora Daniela Hall (PSD). 

O título é um reconhecimento do Legislativo pelos grandes feitos do delegado para Dourados, cidade em que vive há 10 anos. Além disso atuou e coordenou diversas operações policiais contra pedofilia, desvio de recursos públicos e tráfico de drogas.  

O delegado é membro do Instituto Brasileiro do Direito de Família e desde que chegou a Dourados tem dedicado boa parte de sua vida na proteção às crianças douradenses, no resgate aos valores da família e na formação do cidadão de bem, através de palestras voluntárias em escolas públicas e particulares, além de entidades civis organizadas.  Dentre os temas que aborda nesses encontros estão a prevenção e combate as drogas, os “crimes na internet”, e de forma mais especial, sobre a importância da presença paterna e alienação parental.  Há 10 anos ministra palestras como “Pai presente: Filho fora das grades”, que alerta os pais douradenses sobre os riscos de terceirizar a educação dos filhos.

As orientações têm chegado a centenas de unidades educacionais e entidades para informar os responsáveis que a ausência, principalmente da figura paterna na vida da criança, pode levá-la para o mundo do crime. Para constatar essa triste realidade, Denis Colares foi além de suas prerrogativas como delegado e realizou pesquisa na Penitenciária Estadual de Dourados que comprovou que 92% dos presos não tiveram pai presente na infância e na adolescência. O levantamento foi feito com 222 internos com o apoio do setor de psicologia do presídio. Após a constatação, o delegado vêm, de forma pedagógica, levando conhecimentos aos cidadãos douradenses, principalmente ao fato de que a maioria dos entrevistados acredita que só ingressou no mundo do crime devido a ausência do pai. Esta falta que começou na infância e se arrastou ao longo da juventude ainda é sentida nos dias atuais. 

Segundo os entrevistados, apenas 6% dos pais (o homem) visita os filhos na cadeia.  Através das centenas de reuniões e palestras, Denis Colares busca dar um basta nesses dados alarmantes e tem convocado os pais para cumprirem sua função. Ele também alerta para pesquisa do Centro Socioeducativo de Minas Gerais que aponta ainda que 69% dos jovens nas Uneis foram abandonados ou não tiveram a atenção do pai. 

Denis Colares Araujo também vem enfatizando que a ausência do pai na vida do filho é muito grave e muitas vezes os efeitos são irreversíveis. Conforme ele a maioria dos presos de alta periculosidade como os estupradores (60%)  que entrevistou não tiveram a presença do pai em suas vidas. Não tiveram a atenção que mereciam e foram para o caminho da delinquência.

 Conforme ele o Conselho dos Direitos das Crianças nos Estados Unidos, publicou pesquisa recente encomendada pelo Departamento de Serviços Humanos e Sociais do Governo daquele país e apontou que meninos e meninas sem um pai presente em suas vidas têm 63% mais possibilidade de fugirem de casa e 37% mais chances de utilizarem drogas. 

A pesquisa constatou ainda que, sem um pai presente, a criança tem duas vezes mais possibilidades de acabar na cadeia e quatro vezes mais chances de necessitar de cuidados profissionais para problemas de comportamento. Em recente entrevista o delegado foi destaque em vários meios de comunicação ao tratar sobre o tema, e enfatizou: “Costumo citar uma frase que vi no filme "O Gladiador" que diz "os seus erros como filho, são meus erros como pai" e isto é uma verdade comprovada em Dourados. Por isso, estou chamando a atenção desses pais para que mudem seus comportamentos enquanto há tempo. Muitos passam várias horas na frente da TV assistindo partidas de futebol e não destinam nada de tempo para o filho, que cresce com a dificuldade de reconhecer os limites e de aprender regras de convivência social. O pai deve acompanhar as rotinas do filho, estar junto de suas atividades, impor limites e estar atento às amizades. Isto não está acontecendo. 

O que estamos vendo são pais que terceirizam para a escola a educação dos filhos. Prestem atenção! Hoje as crianças clamam por atenção e por limites e muitos pais não enxergam isso. Se o filho não encontra o exemplo dentro de casa ele vai procurar fora", alertou na ocasião.  Membro da Comissão de Infância do Instituto Brasileiro de Direito de Família, o delegado Dênis Colares também é combativo a alienação parental e alerta que ela também é responsável pelo afastamento de pais e filhos.  Por causa disso tem preparado diversas palestras e encontros para tratar sobre o tema. 

O delegado também tem defendido e ajudado na formulação de propostas que ajudem no cumprimento das leis existentes a respeito do tema, e ajudado a propagar informações sobre a alienação parental, um crime que ainda é pouco conhecido, mas que causa transtornos irreversíveis as crianças e adolescentes.

Breve currículo

Denis Colares de Araújo é delegado da Polícia Federal em Dourados há 10 anos. É formado em Direito na UniDF (Centro Universitário do Distrito Federal) e Pós-graduado em Direito do Estado na Faculdade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro. Já foi servidor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ), no gabinete do ministro Carlos Menezes Direito. Todos os cargos conquistados por meio de concurso público. 

Foi professor de Defesa Pessoal da Academia Nacional de Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), além de presidente do Conselho Institucional de Segurança Pública de Dourados (Coised) em 2015, órgão formado por membros da Segurança Pública de Dourados que atua de forma integrada no combate a criminalidade.  É membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais e ministra aulas nos cursos de Direito da Unigran, colaborando para a formação anual de centenas de graduados em Direito, bem como atua na formação para novos agentes da Guarda Municipal.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Comissão de Ética da Controladoria-Geral de MS amplia atuação com página própria
Gestão

Comissão de Ética da Controladoria-Geral de MS amplia atuação com página própria

18/06/2024 22:30
Comissão de Ética da Controladoria-Geral de MS amplia atuação com página própria
Descarte correto de fios instalados em postes é debatido pelos deputados
ALEMS

Descarte correto de fios instalados em postes é debatido pelos deputados

18/06/2024 22:00
Descarte correto de fios instalados em postes é debatido pelos deputados
Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio vai a R$ 60 milhões
Loteria

Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio vai a R$ 60 milhões

18/06/2024 20:15
Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio vai a R$ 60 milhões
Presidente do TJ reforça melhorias na comarca de Jardim
Judiciário

Presidente do TJ reforça melhorias na comarca de Jardim

18/06/2024 19:30
Presidente do TJ reforça melhorias na comarca de Jardim
Desembargador representa Judiciário de MS na I Jornada de Direito da Saúde
Judiciário

Desembargador representa Judiciário de MS na I Jornada de Direito da Saúde

18/06/2024 17:30
Desembargador representa Judiciário de MS na I Jornada de Direito da Saúde
Últimas Notícias