Dourados – MS sábado, 20 de julho de 2024
22º
Direitos humanos

Comissão vota projeto que cria política nacional para pessoas em situação de rua

De acordo com o PL 1.577/2020, a política será implementada de forma descentralizada e articulada entre os entes federativos

09 Jul 2024 - 06h45Por Agência Senado
Política prevê diretrizes para o apoio do poder público a pessoas em extrema pobreza e sem moradia   - Crédito: Fernando Frazão/Agência BrasilPolítica prevê diretrizes para o apoio do poder público a pessoas em extrema pobreza e sem moradia - Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em reunião nesta quarta-feira (10), às 11h, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) deve apreciar o projeto de lei que institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua.

De acordo com o PL 1.577/2020, a política será implementada de forma descentralizada e articulada entre os entes federativos. Haverá comitês gestores intersetoriais, integrados por representantes das áreas relacionadas ao atendimento da população em situação de rua, com a participação de fóruns, movimentos e entidades representativas desse segmento da população. Poderá haver convênios com entidades públicas e privadas, sem fins lucrativos. A política prevê, entre outros assuntos, o nivelamento dos abrigos (serviços de acolhimento temporário), que deverão seguir um padrão básico de qualidade, segurança e conforto, e terão limite de capacidade, regras de funcionamento e convivência, acessibilidade e salubridade. Eles devem seguir as diretrizes definidas nacionalmente pelos órgãos integrantes do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

O relatório do senador Paulo Paim (PT-RS) é favorável ao projeto, de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES), na forma do substitutivo adotado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde a matéria foi aprovada em junho.

Paim adaptou o texto à Lei 14.821, de 2024, sancionada neste ano, que institui a Política Nacional de Trabalho Digno e Cidadania para a População em Situação de Rua. De acordo com o senador, seu relatório busca complementar o que já está previsto na legislação e ampliar os direitos das pessoas em situação de rua.

Depois da CDH, o projeto ainda será apreciado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde será analisado em caráter terminativo. Ou seja, a votação dessa comissão será definitiva no Senado e, se for aprovado, o projeto poderá seguir diretamente para a análise da Câmara, a menos que haja recurso para votação no Plenário.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Semana encerra com tempo estável e tem sol como destaque em Mato Grosso do Sul
Meteorologia

Semana encerra com tempo estável e tem sol como destaque em Mato Grosso do Sul

20/07/2024 06:02
Semana encerra com tempo estável e tem sol como destaque em Mato Grosso do Sul
Egressos do Programa de Estágio do Governo de MS deixam legado na gestão pública
Governo estadual

Egressos do Programa de Estágio do Governo de MS deixam legado na gestão pública

19/07/2024 22:00
Egressos do Programa de Estágio do Governo de MS deixam legado na gestão pública
TJMS conquista a revalidação do ISO 9001 e ISO 37001
Certificação

TJMS conquista a revalidação do ISO 9001 e ISO 37001

19/07/2024 21:00
TJMS conquista a revalidação do ISO 9001 e ISO 37001
TRE-MS promove reunião com chefes de cartório do estado
Justiça Eleitoral

TRE-MS promove reunião com chefes de cartório do estado

19/07/2024 11:30
TRE-MS promove reunião com chefes de cartório do estado
Presidente do TJMS aprova Plano de Ação do Comitê Gestor Local da Primeira Infância
Judiciário

Presidente do TJMS aprova Plano de Ação do Comitê Gestor Local da Primeira Infância

19/07/2024 10:30
Presidente do TJMS aprova Plano de Ação do Comitê Gestor Local da Primeira Infância
Últimas Notícias