Dourados – MS quarta, 19 de fevereiro de 2020
Dourados
34º max
23º min
Teratoma Cervical

Cirurgia inédita mobiliza 50 profissionais do Hospital Regional

O procedimento foi em uma mulher grávida que teve parto prematuro pois o bebê apresentava um tumor com tumor maior que a cabeça dele

10 Jan 2020 - 12h43Por Redação
Cirurgia foi feita em dezembro em uma mulher grávida - Crédito: divulgaçãoCirurgia foi feita em dezembro em uma mulher grávida - Crédito: divulgação

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) mobilizou 50 profissionais e duas salas no centro cirúrgico para atender a uma gestante de 34 semanas, que precisou de uma cirurgia complexa. A ação ocorreu em dezembro e a equipe médica resumiu o atendimento como "desafiador e surpreendente".

Ao chegar no hospital, no dia 7 de dezembro de 2019, Vanessa Barbosa Furtado se queixava de dor abdominal. Ela então foi medicada, passou por exames e permaneceu internada. Neste período, foi constatado que o filho dela estava com Teratoma Cervical, que, segundo a equipe responsável, é um tumor constituído de células parenquimatosas, representativas de mais de uma camada germinativa.

Com o diagnóstico em mãos, a equipe passou a estudar o caso com informações de artigos científicos, além da experiência dos profissionais, que ainda fizeram simulações teóricas. Participaram: médicos, cirurgiões, enfermeiros, anestesistas, obstetras, pediatras com especialidade na cabeça e pescoço, além de intensivista neonatal, técnicos e até fisioterapeutas.

Houve então a definição do melhor tratamento, que seria a ressecção cirúrgica do tumor, com manutenção do aporte respiratório. Neste procedimento, o bebê foi parcialmente retirado do ventre por meio da cesariana e depois foi entubado. Em seguida, ele foi levado para outra sala do centro cirúrgico e lá houve a retirada do teratoma, enquanto a mãe também passava pela conclusão do parto.

Vanessa já teve alta médica e o filho, de nome José, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal por conta da prematuridade e também para acompanhamento especializado da evolução do paciente.

“Toda a minha família é muito grata, primeiramente a Deus por estar conosco e por ter guiado todos os profissionais durante o parto do meu filho, e com certeza somos gratos também por toda equipe, por todo acompanhamento e dedicação”, disse, ainda no hospital, a mãe Vanessa.

Tumor 

A diretora-presidente do HRMS, também cirurgia especialista em cabeça e pescoço, Rosana Leite, fala que a mãe teve ruptura da bolsa desde a 32ª semana de gestação.

"Era um tumor grande, maior que a cabeça da criança e ela ainda teria dificuldade em respirar, então, foi programado um procedimento chamado exit. A gente aproveitou a circulação do cordão umbilical, deixando o útero bem relaxado e envolvendo toda uma equipe técnica, fizemos a cesárea. Havia realmente pressão na traquéia, entubamos, cortamos o cordão umbilical e, na outra sala, retiramos o tumor. A mãe, graças a Deus, ficou muito bem", ressaltou.

Segundo Leite, a criança atualmente está respirando normalmente e já está na unidade intermediária. "Ela já está respirando super bem, apenas com uma sonda para alimentação e ao lado da mãe. Ela também deve começar a amamentar em breve. Nós tivemos a ajuda de muitos especialistas, de qualidade, a melhor do estado", finalizou. (Assessoria governo MS/G1-MS)

Deixe seu Comentário

Leia Também

TJMS profere decisão contra o desmatamento do Parque dos Poderes, durante Audiência Pública no MPMS
Meio Ambiente

TJMS profere decisão contra o desmatamento do Parque dos Poderes, durante Audiência Pública no MPMS

19/02/2020 15:30
TJMS profere decisão contra o desmatamento do Parque dos Poderes, durante Audiência Pública no MPMS
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 170 milhões
Mega-Sena

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 170 milhões

19/02/2020 13:00
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 170 milhões
Protetores de animais denunciam maus-tratos contra cães em Dourados
Maus-tratos

Protetores de animais denunciam maus-tratos contra cães em Dourados

19/02/2020 08:33
Protetores de animais denunciam maus-tratos contra cães em Dourados
Programa Brasil Mais pretende atender 200 mil empresas até 2022
economia

Programa Brasil Mais pretende atender 200 mil empresas até 2022

19/02/2020 07:50
Programa Brasil Mais pretende atender 200 mil empresas até 2022
Corte de cestas deixa crianças indígenas na “mira” da desnutrição em MS
Dourados

Corte de cestas deixa crianças indígenas na “mira” da desnutrição em MS

18/02/2020 09:01
Corte de cestas deixa crianças indígenas na “mira” da desnutrição em MS
Últimas Notícias