Dourados – MS sábado, 18 de maio de 2024
20º
Cultura

As casas de madeiras que ainda resistem ao tempo e ao concreto

Em alguns casos, historiadores defendem de tombamento e incorporação ao patrimônio histórico

02 Jul 2022 - 08h15
Na Vila São Pedro, uma relíquia: casa com cerca de 100 anos, uma das primeiras da CAND - Crédito: Cido CostaNa Vila São Pedro, uma relíquia: casa com cerca de 100 anos, uma das primeiras da CAND - Crédito: Cido Costa

Alguns historiadores escreveram que em 1908 foram construídas as primeiras casas no local onde hoje é a cidade de Dourados. No livro História, Fatos e Coisas Douradenses os autores relatam que a maioria das casas construídas nas décadas de 1920 eram de tábuas, com raras construções de alvenaria. Decorridos mais de 100 anos em que foram construídas pelos primeiros moradores as primeiras casas no hoje quadrilátero central da cidade de Dourados algumas ainda, desafiando o progresso, se mantém em pé. 

Com a ajuda do advogado e estudioso da história da cidade, o descendente de pioneiros Rozemar Matos, O Progresso fêz um levantamento de onde estão localizadas essas edificações, que segundo historiadores em alguns casos deveriam ser tombadas como patrimônio histórico da cidade.

Estas casas, que muitas vezes passam despercebidas pelos transeuntes, representam o passado da terra vermelha, um passado ainda bem vivo na história e memória dos habitantes idosos dessas habitações e da cidade,Muitos inclusive não querem se desfazer da casa, por representar parte de sua vida, história e memória. Enfim, a casa de madeira contém história. Carregam a história da formação da cidade de Dourados, dos pioneiros, dos descendentes e até dos carpinteiros que construíram estas casas.

Na principal avenida da cidade, a Marcelino Pires, ainda permanece uma residência na confluência das Rua Albino Torraca e Quintino Bocaiúva. Ela foi construída no ano de 1955 e o proprietário era o Sr. Lupo Antônio da Silva (mimoso) e sua esposa Armanda ribeiro da silva. o construtor foi o Sr. Papito, primo do Sr. Lupo.

Na Rua Floriano Peixoto em frente à antiga Vila Delfus mantém-se firmes duas casas de madeira. Outras casas de madeira permanecem ainda em número considerável nas Vila Mattos e Aurora. Na região de antiga feira é possível ainda achar seis ou sete casas de madeiras que resistem ao tempo e à especulação imobiliária. E também rua Oliveira Marques quase esquina com a Rua Presidente Vargas. Fora do perímetro urbano, ou seja, ao lado de Missão Evangélica Caiuá, ainda resiste ao tempo parte da residência em que residiu o médico Nelson de Araújo, falecido em 1966.

Apesar de nos bairros mais novos só existirem construções em alvenaria, nos bairros antigos, como as citadas vilas Aurora, Mattos e ainda na região do Jardim Flórida e do Jardim Itália, pode-se facilmente encontrar moradias construídas em madeira. E mesmo na área central uma ou outra casa de “tábua” está lá resistindo ao tempo, como exemplo, as construídas nas imediações do Hospital Evangélico.

Alguns historiadores defendem que seja feito um estudo para verificar as casas que sejam passíveis e que justifiquem o tombamento por fazerem parte da história da cidade. Por ironia do destino, a única casa de madeira tombada efetivamente ( Lei n° 1.600, de 15/12/1989) e que era localizada na margem esquerda da BR-163, na Vila São Pedro, foi desfigurada e hoje é uma marcenaria. No mesmo distrito, a reportagem encontrou uma raridade: uma casa de mais de 100 anos, construída quando da implantação da Colônia Agrícola Nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Equipe da UFMS participa de segunda etapa de testes das urnas eletrônicas
Brasília

Equipe da UFMS participa de segunda etapa de testes das urnas eletrônicas

18/05/2024 07:45
Equipe da UFMS participa de segunda etapa de testes das urnas eletrônicas
Projeto prevê reajuste de 2,27% a servidores da Defensoria Pública
ALEMS

Projeto prevê reajuste de 2,27% a servidores da Defensoria Pública

18/05/2024 07:00
Projeto prevê reajuste de 2,27% a servidores da Defensoria Pública
Comissão aprova proposta que prevê medidas de acessibilidade em unidades de conservação da natureza
Direitos humanos

Comissão aprova proposta que prevê medidas de acessibilidade em unidades de conservação da natureza

18/05/2024 06:30
Comissão aprova proposta que prevê medidas de acessibilidade em unidades de conservação da natureza
Sábado tem previsão de sol e probabilidade de chuvas pontuais em partes do Estado
Meteorologia

Sábado tem previsão de sol e probabilidade de chuvas pontuais em partes do Estado

18/05/2024 06:00
Sábado tem previsão de sol e probabilidade de chuvas pontuais em partes do Estado
TCE promove campanha para ajudar vítimas das enchentes no RS com apoio de artistas de MS
Solidariedade

TCE promove campanha para ajudar vítimas das enchentes no RS com apoio de artistas de MS

17/05/2024 16:00
TCE promove campanha para ajudar vítimas das enchentes no RS com apoio de artistas de MS
Últimas Notícias