Dourados – MS domingo, 05 de dezembro de 2021
Dourados
35º max
23º min
Clima

Agricultura e pecuária sofrem impactos do temporal na região

Chuva forte e ventos de até 80 km/h atingiram lavouras de soja que já haviam germinado; horticultores e pecuaristas também relatam prejuízos após temporal

24 Out 2021 - 14h00Por Ana Paula Amaral, especial para O Progresso
Cobertura de horta na região de Vila Vargas foi arrancada pelo vento, que chegou a 80 km/h - Crédito: Arquivo pessoalCobertura de horta na região de Vila Vargas foi arrancada pelo vento, que chegou a 80 km/h - Crédito: Arquivo pessoal

O temporal que atingiu Dourados na semana passada, um dos mais intensos já ocorridos no município, também afetou o agronegócio. Lavouras de soja plantadas poucos dias antes sofreram estragos provocados pela chuva e vento muito forte. Em algumas regiões, houve queda de granizo e os produtores precisarão replantar as áreas afetadas. 

Embora já estivesse previsto, o temporal trouxe transtorno para boa parte dos municípios do Estado. Em Dourados, choveu em um único dia o previsto para todo o mês de outubro, com ventos de quase 80 km/h. O evento forte derrubou árvores, destelhou casas e provocou estragos até no asfalto, mas o impacto não ficou restrito à área urbana. Na zona rural, a chuva e o vento também provocaram prejuízos. 

Segundo o engenheiro agrônomo Flávio César de Carvalho, a chuva forte afetou várias lavouras, o que obrigou alguns produtores a replantar áreas de soja. “Houve estrago na soja já nascida. O vento arrasta a terra, e as áreas que não possuem boa cobertura de solo são mais afetadas”, explica. Segundo ele, a chuva forte rasga a folha da soja, que demora para se recuperar. 

O especialista explica que alguns cuidados devem ser adotados pelo produtor já no momento do plantio, especialmente em períodos com previsão de chuva forte. “Além de sempre acompanhar a previsão, é importante o produtor evitar o plantio muito próximo da chuva, porque isso pode provocar a lacração do solo, uma crosta que se forma e impede a soja de nascer”, orienta. Segundo ele, em períodos chuvosos a planta também deve ser semeada em profundidade mais rasa. 

O temporal também afetou as  pequenas produções. O agricultor Adauto Pereira de Barros, que trabalha com horticultura na região da Vila Vargas, conta que o temporal arrancou a cobertura da propriedade, levando a família a um prejuízo de pelo menos R$ 7 mil. 

Verduras como rúcula, alface, repolho e couve, que já estavam prontas para a colheita, foram afetadas. Segundo o produtor, esta foi a quinta vez em dois anos que a estrutura da horta foi afetada por temporais. “Infelizmente, a cada chuva forte já ficamos apreensivos. São culturas muito frágeis e a chuva forte sempre traz preocupação”, afirma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acessibilidade é dignidade!
Artigo

Acessibilidade é dignidade!

04/12/2021 08:00
Acessibilidade é dignidade!
Editorial

Pagamento em dia

04/12/2021 07:00
Edital de Proclamas
Edital

Edital de Proclamas

03/12/2021 15:48
Edital de Proclamas
Marquise de casa em construção desaba e mata trabalhador
Dourados

Marquise de casa em construção desaba e mata trabalhador

03/12/2021 14:45
Marquise de casa em construção desaba e mata trabalhador
Considerado referência nacional, nova sede do DOF em Dourados está com mais da metade da obra concluída
Dourados

Considerado referência nacional, nova sede do DOF em Dourados está com mais da metade da obra concluída

03/12/2021 10:08
Considerado referência nacional, nova sede do DOF em Dourados está com mais da metade da obra concluída
Últimas Notícias