Dourados – MS quinta, 13 de maio de 2021
Dourados
26º max
14º min
Cidades

Vacina não oferece risco a gestantes

11 Mai 2011 - 22h09
Gestantes são grupo muito suscetível a H1N1 e devem tomar a vacina contra gripe - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PROGRESSOGestantes são grupo muito suscetível a H1N1 e devem tomar a vacina contra gripe - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS – A campanha nacional de vacinação contra a gripe termina amanhã. Até agora os índices de comparecimento ainda estão abaixo do esperado. Em Dourados, apenas 65% da população-alvo da campanha foi imunizada. O índice mais baixo é entre as gestantes – 38% delas foram vacinadas. O baixo índice de imunização é um risco para este grupo, considerado o mais vulnerável a complicações da gripe H1N1, que em 2009 matou mais de 700 pessoas no Brasil – entre elas muitas gestantes, inclusive em Dourados. A vacina trivalente, que protege contra as gripes A e B e H1N1, deve ser aplicada em idosos, gestantes, população indígena, trabalhadores em saúde e crianças com idade entre 6 meses e menos de 2 anos.

De acordo com números do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, a meta é vacinar 31 mil pessoas, o que corresponde a 80% desta população em Dourados. Até agora, apenas 65% foram imunizados – 24.987 pessoas. Até agora, os melhores índices de vacinação são entre idosos e crianças (ambos com 78%) e trabalhadores em saúde (72%). Outros grupos permanecem com baixo índice de imunização, como indígenas (48%) e gestantes, com apenas 38% de proteção contra a doença.

A gerente de imunização em Dourados, Carla Cristina Ribeiro da Silva, comenta que ainda há muita resistência das gestantes para receber qualquer vacina durante a gravidez. “Elas tem medo porque sempre foi dito que grávida não podia tomar vacina, mas desde o ano passado foi inserido este grupo novo”, justifica. “Até alguns médicos e profissionais da saúde contra-indicam a vacina na gestação, por isto a procura é muito baixa”, acrescenta, ao lembrar que a vacina não causa qualquer efeito sobre o feto.


O médico obstetra Antonio Marinho Falcão Neto explica que o risco está justamente na ausência de imunização, especialmente contra o vírus H1N1. “A doença tem uma taxa de letalidade e o grupo mais suscetível é justamente as gestantes”, diz ele. Segundo o obstetra, a vacina pode ser tomada em qualquer fase gestacional e não oferece nenhum risco nem para a gestante nem para o bebê. “A vacina contra a gripe é feita com o vírus inativado e não provoca nenhum efeito no bebê. Pelo contrário: a mãe deve se vacinar para estar protegida em caso de novo surto da gripe H1N1, como ocorreu em 2009”, reitera.

Segundo o especialista, a vacina tem sido recomendada até mesmo para pacientes soropositivos de HIV. Segundo ele, só há restrição se a gestante estiver doente ou com febre; neste caso, a vacina só deve ser feita após avaliação do médico responsável pelo pré-natal.

Vacinação

A vacina contra a gripe estará disponível até amanhã em todas as unidades de saúde de Dourados e em um posto montado na praça Antonio João, no centro da cidade. Também haverá posto de vacinação hoje e amanhã na Expoagro, no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. Na exposição, a vacinação será feita das 18h às 22h.

Carla Ribeiro lembra que a vacina contra a gripe estará disponível nas unidades de saúde apenas durante a campanha. A enfermeira lembra que a vacina não provoca a gripe, já que o vírus utilizado está morto e fragmentado. “É impossível alguém contrair gripe depois de ter tomado a vacina; se isto acontecer, é porque o vírus já estava incubado neste paciente antes da vacinação”, esclarece.


Segundo a enfermeira, geralmente a vacina contra a gripe não provoca efeitos colaterais, mas em alguns casos podem haver reações comuns a qualquer vacina, como mal estar leve, dor no corpo, febre baixa e dor local. Os sintomas desaparecem em até dois dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Clima

Vento sul contribui para mais um dia de temperaturas amenas em Mato Grosso do Sul

13/05/2021 07:00
Em novo decreto, cinema poderá voltar em Dourados
Dourados

Em novo decreto, cinema poderá voltar em Dourados

12/05/2021 09:00
Em novo decreto, cinema poderá voltar em Dourados
Educação

UEMS abre inscrições para mestrado em Educação Científica e Matemática

12/05/2021 08:00
Clima

Frente fria avança pelo Sul do Brasil e traz novo alívio para o calor sul-mato-grossense

12/05/2021 07:00
Cidades

Abertas as inscrições para a 2ª edição do programa Juventude Empreendedora

11/05/2021 17:00
Últimas Notícias