Dourados – MS segunda, 20 de setembro de 2021
Dourados
40º max
24º min
Cidades

Vacina não oferece risco a gestantes

11 Mai 2011 - 22h09
Gestantes são grupo muito suscetível a H1N1 e devem tomar a vacina contra gripe - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PROGRESSOGestantes são grupo muito suscetível a H1N1 e devem tomar a vacina contra gripe - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS – A campanha nacional de vacinação contra a gripe termina amanhã. Até agora os índices de comparecimento ainda estão abaixo do esperado. Em Dourados, apenas 65% da população-alvo da campanha foi imunizada. O índice mais baixo é entre as gestantes – 38% delas foram vacinadas. O baixo índice de imunização é um risco para este grupo, considerado o mais vulnerável a complicações da gripe H1N1, que em 2009 matou mais de 700 pessoas no Brasil – entre elas muitas gestantes, inclusive em Dourados. A vacina trivalente, que protege contra as gripes A e B e H1N1, deve ser aplicada em idosos, gestantes, população indígena, trabalhadores em saúde e crianças com idade entre 6 meses e menos de 2 anos.

De acordo com números do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, a meta é vacinar 31 mil pessoas, o que corresponde a 80% desta população em Dourados. Até agora, apenas 65% foram imunizados – 24.987 pessoas. Até agora, os melhores índices de vacinação são entre idosos e crianças (ambos com 78%) e trabalhadores em saúde (72%). Outros grupos permanecem com baixo índice de imunização, como indígenas (48%) e gestantes, com apenas 38% de proteção contra a doença.

A gerente de imunização em Dourados, Carla Cristina Ribeiro da Silva, comenta que ainda há muita resistência das gestantes para receber qualquer vacina durante a gravidez. “Elas tem medo porque sempre foi dito que grávida não podia tomar vacina, mas desde o ano passado foi inserido este grupo novo”, justifica. “Até alguns médicos e profissionais da saúde contra-indicam a vacina na gestação, por isto a procura é muito baixa”, acrescenta, ao lembrar que a vacina não causa qualquer efeito sobre o feto.


O médico obstetra Antonio Marinho Falcão Neto explica que o risco está justamente na ausência de imunização, especialmente contra o vírus H1N1. “A doença tem uma taxa de letalidade e o grupo mais suscetível é justamente as gestantes”, diz ele. Segundo o obstetra, a vacina pode ser tomada em qualquer fase gestacional e não oferece nenhum risco nem para a gestante nem para o bebê. “A vacina contra a gripe é feita com o vírus inativado e não provoca nenhum efeito no bebê. Pelo contrário: a mãe deve se vacinar para estar protegida em caso de novo surto da gripe H1N1, como ocorreu em 2009”, reitera.

Segundo o especialista, a vacina tem sido recomendada até mesmo para pacientes soropositivos de HIV. Segundo ele, só há restrição se a gestante estiver doente ou com febre; neste caso, a vacina só deve ser feita após avaliação do médico responsável pelo pré-natal.

Vacinação

A vacina contra a gripe estará disponível até amanhã em todas as unidades de saúde de Dourados e em um posto montado na praça Antonio João, no centro da cidade. Também haverá posto de vacinação hoje e amanhã na Expoagro, no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. Na exposição, a vacinação será feita das 18h às 22h.

Carla Ribeiro lembra que a vacina contra a gripe estará disponível nas unidades de saúde apenas durante a campanha. A enfermeira lembra que a vacina não provoca a gripe, já que o vírus utilizado está morto e fragmentado. “É impossível alguém contrair gripe depois de ter tomado a vacina; se isto acontecer, é porque o vírus já estava incubado neste paciente antes da vacinação”, esclarece.


Segundo a enfermeira, geralmente a vacina contra a gripe não provoca efeitos colaterais, mas em alguns casos podem haver reações comuns a qualquer vacina, como mal estar leve, dor no corpo, febre baixa e dor local. Os sintomas desaparecem em até dois dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo do Estado investiu R$ 66,3 milhões na compra de 905 novas viaturas para a Polícia Militar
Infraestrutura

Governo do Estado investiu R$ 66,3 milhões na compra de 905 novas viaturas para a Polícia Militar

há 5 horas atrás
Governo do Estado investiu R$ 66,3 milhões na compra de 905 novas viaturas para a Polícia Militar
Contratada por redes sociais para transportar drogas, jovem do PA é presa em MS com malas de maconha
Campo Grande

Contratada por redes sociais para transportar drogas, jovem do PA é presa em MS com malas de maconha

há 6 horas atrás
Contratada por redes sociais para transportar drogas, jovem do PA é presa em MS com malas de maconha
Sequestrador é morto em confronto com a polícia em Campo Grande
Capital

Sequestrador é morto em confronto com a polícia em Campo Grande

há 6 horas atrás
Sequestrador é morto em confronto com a polícia em Campo Grande
Advocacia conta com Coworking gratuito em Dourados
Dourados

Advocacia conta com Coworking gratuito em Dourados

há 6 horas atrás
Advocacia conta com Coworking gratuito em Dourados
Fila do transplante de órgãos tem 428 pessoas em MS, mas recusa de famílias chega a 70%
Setembro Verde

Fila do transplante de órgãos tem 428 pessoas em MS, mas recusa de famílias chega a 70%

há 12 horas atrás
Fila do transplante de órgãos tem 428 pessoas em MS, mas recusa de famílias chega a 70%
Últimas Notícias