Dourados – MS quarta, 05 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Campanha Parcelamento Conta
MS

Turismo de MS lança logomarca para sinalizar boas vindas ao público LGTB

O lançamento da marca acontece hoje, em sistema online, para sinalizar que diversidade é bem – vinda nos roteiros turísticos sul-mato-grossenses

09 Jun 2020 - 17h07Por Redação
Turismo de MS lança logomarca para sinalizar boas vindas ao público LGTB - Crédito: @visitmsoficial Crédito: @visitmsoficial

No mês do orgulho LGBT, comemorado dia 28 de junho, a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul dá mais um passo no posicionamento do estado para agregar o turismo LGBT. Uma votação online entre trade turístico e população do estado elegeu a marca da comunicação desse segmento. A logomarca escolhida, disponibilizada para download no site www.visitms.com.br, poderá ser usada em todos os estabelecimentos e materiais gráficos ou digitais voltados a esse público para sinalizar que a diversidade é bem-vinda.

“O lançamento da logomarca é o resultado de um trabalho responsável e coletivo, realizado pela Fundação de Turismo e pelo trade sul-mato-grossense que se mostrou muito interessado em bem receber o público LGBT em nossos destinos turísticos. Considerando a questão da pandemia, na medida do possível, estamos trabalhando muito para manter planos de desenvolvimento e promoção em andamento. Por isso, a comemoração do mês do orgulho LGBT com o fortalecimento de nosso posicionamento é muito significativo para nós”, afirma Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul.

Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), o turismo LGBT representa 10% do volume do turismo mundial, sendo responsável por 15% de todo valor movimentado no setor. O Brasil é o segundo maior mercado LGBT no mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos.

Para a gerente de Mercado da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul, Karla Cavalcanti, a participação nos principais eventos voltados ao mercado LGBT foi importante para o posicionamento do estado. “Percebemos a necessidade de entendermos como esse público se comporta e a maneira de nos posicionarmos para abrir as portas efetivamente para eles. Então a Fundtur promoveu discussões com o trade estadual, inclusive no Seminário Isto é MS ano passado e no Workshop realizado em Bonito este ano, para começarmos a definir ações do destino Mato Grosso do Sul com a intenção de atrair e melhor atender esse público”, ressalta a gerente. 

Em 2017, Mato Grosso do Sul deu um dos passos mais importantes para as políticas públicas LGBT, com a criação de uma subsecretaria que trata exclusivamente desse público. “O estado de Mato Grosso do Sul busca a segurança do público LGBT. Temos uma lei de 2005 que pune administrativamente pessoas que cometam atos de discriminação, que é levada em palestras e seminários com servidores públicos e estabelecimentos privados para o atendimento humanizado para a população”, complementa Frank Rossatte, da subsecretaria Estadual de Políticas Públicas LGBT.

Lei contra a homofobia e racismo

A Lei Estadual 3.157/05 dispõe sobre as medidas de combate à discriminação devido à orientação sexual no Estado de Mato Grosso do Sul. O Art. 1º fala que toda e qualquer forma de discriminação, prática de violência, seja de ordem física, psicológica, cultural e verbal ou manifestação de caráter preconceituoso contra pessoa por motivos derivados de sua orientação sexual e gênero, feminino ou masculino é ilícita, devendo ser combatida e punida na forma da Lei.

O Art. 2º explica que discriminação é qualquer ação ou omissão que, motivada pela orientação sexual, causar constrangimento, exposição a situação vexatória, tratamento diferenciado, cobrança de valores adicionais ou preterição no atendimento a gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros e travestis.

Já em 21 de maio de 2020, a Prefeitura de Bonito encaminhou à Câmara Municipal um Projeto de Lei que veta pessoas condenadas pelos crimes de racismo de qualquer natureza, incluindo homofobia e transfobia, de serem nomeadas para ocupar cargo de comissão ou contratação de qualquer natureza nos Poderes Executivo e Legislativo do município, que é considerado um dos mais importantes destinos de ecoturismo do Brasil. 

O projeto tem como base a Lei Federal nº 7.716, de 05 de janeiro de 1989, que define crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, a qual se aplica aos delitos de homofobia e transfobia ante a omissão legislativa sobre a matéria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Isolamento social cai a 35% e contaminados por Covid passam dos 28 mil
Covid-19

Isolamento social cai a 35% e contaminados por Covid passam dos 28 mil

05/08/2020 16:58
Isolamento social cai a 35% e contaminados por Covid passam dos 28 mil
Olavo Sul vai acionar MP por conta de reforma no posto da saúde Vila São Pedro
Vila São Pedro

Olavo Sul vai acionar MP por conta de reforma no posto da saúde Vila São Pedro

05/08/2020 16:01
Olavo Sul vai acionar MP por conta de reforma no posto da saúde Vila São Pedro
Homem leva tiro, é socorrido ao hospital, mas foge após atendimento médico
Dourados

Homem leva tiro, é socorrido ao hospital, mas foge após atendimento médico

05/08/2020 15:30
Homem leva tiro, é socorrido ao hospital, mas foge após atendimento médico
Nota Premiada

Cerca de mil consumidores de MS ainda não resgataram dinheiro da Nota Premiada

05/08/2020 15:01
Procon faz nova pesquisa de preços da cesta básica
Cesta Básica

Procon faz nova pesquisa de preços da cesta básica

05/08/2020 14:30
Procon faz nova pesquisa de preços da cesta básica
Últimas Notícias