Dourados – MS quarta, 23 de junho de 2021
Dourados
28º max
16º min
Ponta Porã

Seminário aborda Economia Criativa na UEMS do município de Ponta Porã

13 Mai 2016 - 06h00
Alunos do PPGDRS da UEMS, campus Ponta Porã, acompanharam Seminário Economia Criativa. - Crédito: Foto: DivulgaçãoAlunos do PPGDRS da UEMS, campus Ponta Porã, acompanharam Seminário Economia Criativa. - Crédito: Foto: Divulgação
Ponta Porã recebeu na terça-feira (10), na sede da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) um importante Seminário abordando a Economia Criativa, realizada pela equipe da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação de MS.


O seminário dirigido por Claudia Medeiros, Superintendência da Economia Criativa SECTEI/MS, tratou da importância de se pensar na economia criativa, principalmente em regiões de fronteira onde há 44 municípios que fazem parte desta, focando no potencial individual ou coletivo e desenvolvendo formas de renda a partir da cultura, moda, design, música e artesanato.


Na oportunidade foi citado alguns exemplos, existentes em Mato Grosso do Sul, casos do Pantanal, o Projeto Aquário em Campo Grande, Luzes do Cerrado de São Gabriel do Oeste, fortes geradores de renda
Foi destacado também que é imprescindível que a população se apodere da cultura local, demonstrando sentimento de pertencimento para que estrangeiros no caso do turismo, possam valorizar os costumes e tradições existentes.


"O trabalho a partir da comunidade funciona desde que se trabalhe em rede, em cadeias, sempre oferecendo algo a mais. Onde todos possam ganhar e fazer parte dessa economia, usando o marketing como recurso principal para o sucesso" destacou Claudia Medeiros.


Outro ponto abordado durante o Seminário de Economia Criativa foi a importância de captação de recursos, através de elaborações de projetos e editais, para isso a necessidade de se diagnosticar pontos de cultura, mencionando o caso de Mato Grosso do Sul que nesse aspecto foi referencia para o Minc-Ministério da Cultura.


O professor Jonas de Souza, representante da Fundação da Cultura de Ponta Porã, lembrou que uma das principais reflexões foi a valorização de nossos patrimônios culturais, paisagens naturais, formas de vida local e regional como atrativo turístico. " O pantaneiro, o fronteiriço e outros.Temos como exemplo, o Castelinho. É importante refletirmos: "Qual paisagem urbana queremos ter daqui a 50 anos?" disse Jonas.


O Seminário Economia Criativa alcançou alunos do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos da UEMS, Nível mestrado – PPGDRS.

Lançamento


O historiador Sacha Benitez Cardona vai lançar nesta sexta-feira, 13 de maio, a obra "Bella Vista Norte La Heroica - Historia de sus Origenes 1801-1902.". O lançamento será nesta sexta-feira, a partir das 19 horas e 30 minutos na Casa da Cultura de Pedro Juan Caballero.


O lançamento do livro na vizinha cidade faz parte das comemorações da Independência do Paraguai (14 e 15 de maio de 1811). A obra de Sacha traz uma documentação inédita desta área da fronteira e o ponto de partida é o ano de 1801 quando ocorre a ocupação castelhana na região. Segundo o historiador, a cidade de Bella Vista Norte é uma das mais antigas da América do Sul e, seguramente, a primeira no Departamento (estado) de Amambay. Sacha disse que, no livro, publica que uma fortificação militar instalada na margem esquerda do Rio Apa deu origem à cidade. Bella Vista surgiu a partir da implantação de um forte militar. O autor declara que utilizou varias fontes escritas, e também depoimentos de antigos moradores para escrever o livro. "Com documentos do arquivo nacional de Asuncion e com trabalhos de outros historiadores eu provo no livro que o forte de São José do Apa estava na margem esquerda do Apa, ou seja, em território paraguaio".


O livro trata também de episódios da Guerra da Tríplice Aliança como a "Retirada da Laguna", a definição da fronteira após o conflito, o repovoamento da área, o surgimento das fazendas e florescimento comercial de Bella Vista que, depois foi interrompido com a chegada da ferrovia ligando Campo Grande a Miranda e Aquidauana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sol com poucas nuvens aumenta sensação de calor em MS nesta quarta-feira
Clima

Sol com poucas nuvens aumenta sensação de calor em MS nesta quarta-feira

há 54 minutos atrás
Sol com poucas nuvens aumenta sensação de calor em MS nesta quarta-feira
A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes
Economia

A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes

22/06/2021 15:00
A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes
Dourados apresenta redução de 59% na média móvel de mortes por Covid-19
Pandemia

Dourados apresenta redução de 59% na média móvel de mortes por Covid-19

22/06/2021 11:00
Dourados apresenta redução de 59% na média móvel de mortes por Covid-19
Com obra em andamento, revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa
Cidades

Com obra em andamento, revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa

22/06/2021 10:00
Com obra em andamento, revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa
Dourados zera fila de pacientes e tem uma vaga de UTI do SUS disponível para Covid-19
Saúde

Dourados zera fila de pacientes e tem uma vaga de UTI do SUS disponível para Covid-19

22/06/2021 09:00
Dourados zera fila de pacientes e tem uma vaga de UTI do SUS disponível para Covid-19
Últimas Notícias