Dourados – MS domingo, 09 de agosto de 2020
Dourados
32º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Isolamento Social

Sem sair dos 37% na taxa de isolamento social, MS amarga avanço de casos e mortes por coronavírus

Em apenas sete dias do mês de julho foram 39 óbitos

07 Jul 2020 - 15h24

A taxa de mobilidade social para esta segunda-feira (6.7) em Mato Grosso do Sul foi de 37,9%. O índice para o início da semana indica uma possível manutenção da média de 37% para os dias de semana – segunda à sexta – que se repete há tempos.

Nas últimas cinco semanas o cenário foi o mesmo: de vida normal, com movimentações pelas ruas e comércios do Estado. As médias mapeadas, em ordem decrescente, foram: 37,3% de 29 de junho a 3 de julho; 36,8% de 22 a 26 de junho; 35,5% de 15 de junho a 19 de junho; 36,6% de 8 a 12 de junho; e 37,4% de 1 a 5 de junho.

Durante live para atualização dos dados e informações referentes ao novo coronavírus nesta terça-feira (7.7) o secretário de saúde Geraldo Resende relacionou o baixo isolamento ao aumento das taxas de ocupação de leitos. 

“O que nós estamos verificando é que essa volta à normalidade que muitos estão fazendo, não respeitando os decretos feito pelos prefeitos, não estão surtindo efeito e o número de pessoas internadas em MS é similar ao que se verificava antes da pandemia. As pessoas estão saindo, e o número de pessoas acidentadas, que é a maior causa de ocupação de leitos de UTI tem aumentado”, alertou pedindo apoio dos gestores municipais no reforço das medidas restritivas. 

Desde o começo da pandemia especialistas e autoridades mundiais de saúde alertam que quanto menor a taxa de isolamento social, mais alta a curva de contágio da doença. Por aqui 91% dos municípios sul-mato-grossenses já integram o mapa do novo coronavírus que já contabiliza 10,6 mil infectados da doença, dos quais 128 perderam a vida em decorrência do vírus, 39 delas nos sete primeiros dias de julho. 

A adesão ao distanciamento social em Campo Grande nesta segunda-feira foi de 37,3% com a Capital ocupando o penúltimo lugar no ranking entre as capitais brasileiras.  Entre as regiões com piores índices para o dia estão: Portal do Panamá (8,3%), Nova Campo Grande (21,7%), Jardim Monumento (23,8%), Maria Aparecida Pedrossian (24,8%), Jardim Seminário (25%).

Nas cidades do interior com maior número de casos confirmados as taxas de isolamento foram: Dourados (42,7%), Corumbá (40,6%), Rio Brilhante (41%), Três Lagoas (39,7%) e Guia Lopes da Laguna (36,4%). No monitoramento de modo geral, a taxa mínima para o dia no Estado foi de 29,2% e a máxima de 56,7%. Confira aqui a lista completa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relatório da Operação Pantanal mostra aumento dos focos de incêndio em MS
Pantanal

Relatório da Operação Pantanal mostra aumento dos focos de incêndio em MS

08/08/2020 14:04
Relatório da Operação Pantanal mostra aumento dos focos de incêndio em MS
Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Covid-19

Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica

07/08/2020 14:08
Hospitais públicos e privados serão obrigados a implantar Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Polícia Civil recebe veículo para ser usado em atendimento assistencial de policiais
MS

Polícia Civil recebe veículo para ser usado em atendimento assistencial de policiais

07/08/2020 11:07
Polícia Civil recebe veículo para ser usado em atendimento assistencial de policiais
CNH Ágil tem recorde no número de habilitações emitidas em julho
CNH

CNH Ágil tem recorde no número de habilitações emitidas em julho

07/08/2020 09:00
CNH Ágil tem recorde no número de habilitações emitidas em julho
Produção de máscara é um recomeço para vítimas de violência doméstica
Cidades

Produção de máscara é um recomeço para vítimas de violência doméstica

06/08/2020 20:01
Produção de máscara é um recomeço para vítimas de violência doméstica
Últimas Notícias