Dourados – MS sábado, 08 de maio de 2021
Dourados
27º max
12º min
Cidades

Protesto cobra solução para Rodovia Guaicurus em Dourados

28 Jun 2011 - 22h46
Técnicos administrativos em greve protestam na Avenida Guaicurus pedindo a duplicação - Crédito: Foto :  Hédio Fazan/PROGRESSOTécnicos administrativos em greve protestam na Avenida Guaicurus pedindo a duplicação - Crédito: Foto : Hédio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS - Estudantes, professores e técnicos administrativos da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), fecharam na manhã de ontem a Avenida Guaicurus (rodovia MS-162).


O objetivo do movimento foi cobrar solução do governo estadual sobre a execução da obra de duplicação da Avenida Guaicurus, incluindo iluminação da via, que dá acesso à cidade universitária. O anúncio sobre as obras foi feita ainda em 2010 pelo governador, mas não se falou mais nisto, dizem os organizadores do protesto.



O movimento também integra a programação do movimento grevista dos técnicos administrativos da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), que iniciaram a paralisação no último dia 15, seguindo o movimento nacional.
“Queremos também chamar atenção para o perigo que a Avenida oferece”, destacou um dos integrantes do comando de greve, Fraz Maciel. Ele explica o projeto para duplicação da rodovia iniciou em 2010 e terminou em 2011. No entanto, até agora o governo não deu uma resposta sobre o projeto e nem a previsão de quando as obras vão começar.

HOSPITAL

Pelo menos metade dos 500 técnicos administrativos do Hospital Universitário (HU) vão começar na sexta-feira uma greve por tempo indeterminado e de forma gradativa até paralisar metade dos serviços no Hospital Universitário, que é administrado pela UFGD.

De acordo com Fraz Maciel já foi entregue para reitoria da UFGD e direção do HU um plano de greve acerca dos serviços que vão funcionar durante a paralisação. Ele informou que nesta quarta-feira, o comando de greve terá uma reunião com a direção do HU para explicar o que vai funcionar a partir de sexta.

Pelo plano de greve, serão mantidos em sua totalidade os serviços da maternidade, o Centro Obstétrico, a UTI neonatal, a Unidade de Cuidados Intermediarios (UCI) e Unidade Intensiva (UI). Médicos não aderiram à greve segundo comando do movimento.

Vão funcionar parcialmente UTI pediatrica, UTI adulto, Centro de Controle Infecção Hospitalar (CCIH), laboratório, farmácia, imagem, recepção, entre outros setores.

A greve dos técnicos administrativos da UFGD, que consequentemente, atinge o HU, segue um movimento nacional dos técnicos administrativos das universidades federais. Em Dourados pelo menos 200 técnicos estão em greve desde o dia 15. No Brasil mais de 30 universidades federais aderiram à greve por melhores salários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PMA e Corpo de Bombeiros resgatam anta de 200kg em piscina de clube
Meio ambiente

PMA e Corpo de Bombeiros resgatam anta de 200kg em piscina de clube

07/05/2021 16:00
PMA e Corpo de Bombeiros resgatam anta de 200kg em piscina de clube
Agetran faz cerca de 400 abordagens na primeira blitz do Maio Amarelo
Trânsito

Agetran faz cerca de 400 abordagens na primeira blitz do Maio Amarelo

07/05/2021 15:00
Agetran faz cerca de 400 abordagens na primeira blitz do Maio Amarelo
Educação

Inscrições para o Vale Universidade Indígena vão até 21 de maio

07/05/2021 14:00
Delegado da Polícia Civil morre na Capital após acidente na BR-060
Cidades

Delegado da Polícia Civil morre na Capital após acidente na BR-060

07/05/2021 09:00
Delegado da Polícia Civil morre na Capital após acidente na BR-060
Vento frio e ar seco continuam predominando nesta sexta-feira em MS
Clima

Vento frio e ar seco continuam predominando nesta sexta-feira em MS

07/05/2021 07:30
Vento frio e ar seco continuam predominando nesta sexta-feira em MS
Últimas Notícias