Dourados – MS segunda, 18 de outubro de 2021
Dourados
26º max
16º min
Cidades

PETI de Itaporã ganha ação contra pediculose

03 Mar 2011 - 13h59
Lurdinha, Fabiana e monitores durante a ação no PETI - Crédito: Foto: Walter RamosLurdinha, Fabiana e monitores durante a ação no PETI - Crédito: Foto: Walter Ramos

######Higiene

#PETI de Itaporã ganha ação contra pediculose



ITAPORÃ - Todos os pólos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil –PETI de Itaporã, estarão recebendo uma importante ação voltada para a higienização e saúde, tendo como alvo principal o combate à pediculose (infestação de piolhos).

O trabalho de imunização e orientação esta sendo feito pela farmacêutica Fabiana Vicente de Paula, juntamente com a equipe de monitores que atendem o programa Peti.

A idealização desta ação partiu da primeira dama e gestora social Lurdinha Pacco, que com prévio consentimento dos pais deu inicio à ação nesta quarta feira (2) no Peti da Vila União na periferia da cidade. Vale lembrar que os monitores já vem fazendo um trabalho de conscientização sobre higiene, e segundo Lurdinha, ele será intensificado, sobretudo, outras ações surgirão como escovação, higiene pessoal, e noções preventivas para serem difundidas tanto na escola como para os pais.

Quanto a este trabalho especificamente, os monitores estão preparados para os procedimentos como: Examinar a cabeça das crianças duas vezes por semana, usar a loção permetrina apenas quando necessário, observando as indicações do fabricante, e o mais importante, Incluir toda a família no exame do couro cabeludo.

Segundo a farmacêutica Fabiana de Paula, graças às condições de higiene mais favoráveis que a vida moderna nos propiciou, grandes surtos de doenças cujos piolhos são vetores não foram mais registrados. Entretanto, estes insetos continuam causando grande incômodo àqueles que estão infestados, sendo as crianças de idade escolar as principais vítimas.

Além disso, devido à grande coceira que proporcionam as unhas sujas e feridas causadas ao friccionar as regiões acometidas, podem ser porta de entrada de bactérias, fungos e outros micro-organismos propiciando infecções.

Considerando tais aspectos, o constrangimento que a pediculose pode causar e a grande transmissibilidade do piolho em escolas, principalmente nas séries iniciais; pode ser interessante que os educadores passem para pais e alunos, orientações sobre a transmissão e combate a este inseto. Recursos como imagens, informações científicas, desmistificação de informações como “piolho só habita cabeças sujas”, dentre outras estratégias poderão ser abordadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS inicia período de inscrição para o vestibular 2022
Educação

UEMS inicia período de inscrição para o vestibular 2022

18/10/2021 09:00
UEMS inicia período de inscrição para o vestibular 2022
Após temporal, força tarefa realiza limpeza e manutenção em bairros de Dourados
Temporal

Após temporal, força tarefa realiza limpeza e manutenção em bairros de Dourados

18/10/2021 08:00
Após temporal, força tarefa realiza limpeza e manutenção em bairros de Dourados
Semana de redução das chuvas em Mato Grosso do Sul
Clima

Semana de redução das chuvas em Mato Grosso do Sul

18/10/2021 07:00
Semana de redução das chuvas em Mato Grosso do Sul
Educação

Google e Centro Paula Souza oferecem capacitação em tecnologia

16/10/2021 15:00
Temporal provoca queda de mais de 150 árvores e deixa parte da população sem luz
Dourados

Temporal provoca queda de mais de 150 árvores e deixa parte da população sem luz

16/10/2021 10:00
Temporal provoca queda de mais de 150 árvores e deixa parte da população sem luz
Últimas Notícias