Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Jardim

Pesquisa revela perfil dos praticantes de Equoterapia no Sindicato de Jardim

28 Abr 2016 - 06h00
Centro de equoterapia Passo a Passo foi criado a um ano pelo Sindicato Rural e Senar/MS. - Crédito: Foto: DivulgaçãoCentro de equoterapia Passo a Passo foi criado a um ano pelo Sindicato Rural e Senar/MS. - Crédito: Foto: Divulgação
Uma das mais importantes atividades de promoção social realizada em Mato Grosso do Sul está localizada no município de Jardim (MS), onde funciona o centro de equoterapia Passo a Passo. A iniciativa completou um ano no mês de abril e foi criada com apoio do sindicato rural e do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, para oferecer tratamento terapêutico gratuito para crianças e jovens deficientes ou que possuam necessidades especiais.


Com intuito de reconhecer o perfil social e econômico do praticante que frequenta as sessões de Equoterapia, foi realizada uma pesquisa com os familiares dos assistidos, revelando informações terapêuticas e o nível de satisfação dos responsáveis com o atendimento oferecido. Em 2015 foram realizados mais de 700 atendimentos, além dos 40 praticantes que participam de sessões semanais com objetivo de contribuir para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio.


As informações terapêuticas confirmaram que 90% dos praticantes fazem acompanhamento médico periódico ou algum tratamento complementar com fisioterapeutas, fonoaudiólogos e psicólogos (APAE e Pestalozzi). Outra informação importante é que todos os membros se enquadram na categoria de doença neurológica, sendo 45% com paralisia cerebral e 21% com distúrbio de aprendizagem e linguagem.

Resultado da pesquisa


A professora Leidiane Martines Melo é mãe do Valterly Júnior de dois anos e três meses e que há pouco mais de dois meses é praticante no Passo a Passo. Ela revela que a evolução demonstrada pelo filho nesse período foi superior a um ano de tratamento convencional em clínicas particulares. "É visível a melhora do Júnior na postura, fala e interação social. Antes ele falava pouco, agora puxa conversa, realiza atividades com as duas mãos e adora o cavalo, que chama carinhosamente de vaca", comenta satisfeita.


O nível de satisfação familiar foi apontado como um dos melhores resultados, já que mais de 60% dos responsáveis avaliaram como ‘muito satisfatório’ o grau de evolução dos praticantes, a satisfação geral com atendimento e a melhoria na qualidade de vida. Bianderson Brun Vera mora em Nioaque e toda semana leva a filha Maria Rita, de três anos, para a sessão de Equoterapia. "Fiquei sabendo do Passo a Passo em junho do ano passado, por meio de um anúncio no rádio. Procurei informações no sindicato de Jardim e conversei com a equipe que me conferiu a última vaga do grupo", explica.


Pai extremoso, Brun, ressalta que o desenvolvimento da filha foi excelente tanto na parte motora quanto nas atitudes. "A Maria Rita tem Síndrome de Down e demorou um pouco mais para andar, mas agora está bastante ativa e demonstra uma alegria incrível quando chega o dia de ir ao centro", acrescentando que a filha já conhece o caminho até o sindicato.


Os dois responsáveis acreditam que o sucesso da Equoterapia no cotidiano dos filhos se deu em grande parte pela atuação dos profissionais. "Não adianta ter cavalos mansos e adestrados se os profissionais não atuam com carinho. A equipe do Passo a Passo realmente cumpre a missão profissional, pois, são dedicados, amorosos e comemoram as vitórias conosco", argumenta Brun. A educadora Leidiane reforça os pontos positivos da equipe: "Meu filho se sente mais seguro e o desenvolvimento foi acima das expectativas. O trabalho realizado aqui em Jardim é muito bonito e deveria se estender para outras regiões, visto que muitos pais não têm condições de se deslocar em busca de tratamentos específicos", acrescenta.


Para completar a pesquisa foi definido o perfil familiar dos praticantes, composto por crianças na faixa de 5 a 9 anos (mais de 40%), sendo metade do sexo masculino e morando com os responsáveis (pai e mãe), frequentando escola (mais de 70%) e apenas 3% morando na zona rural.


A fisioterapeuta Elaini Bíscari trabalha no centro desde o início das atividades e pontua que os resultados obtidos no período de um ano foram gratificantes. "A evolução dos praticantes superou minhas expectativas profissionais e pessoais. Sinto-me realizada, pois, cada sessão é uma vitória para nós e as famílias".


Serviço


No próximo dia 1º de maio, será promovido um leilão beneficente com almoço no Sindicato Rural de Jardim, com objetivo de arrecadar fundos para a manutenção das atividades do centro. O evento acontece durante a 13ª edição da Expojardim – Exposição Agropecuária de Jardim e os interessados em auxiliar com doações podem entrar em contato com o Sindicato Rural de Jardim pelo telefone (67) 3251-1907 ou diretamente com Paulo Bózoli, no telefone (67) 9986-5085.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Douradense tem antigomobilismo como um estilo de vida
Estilo

Douradense tem antigomobilismo como um estilo de vida

30/09/2020 08:02
Douradense tem antigomobilismo como um estilo de vida
Após prefeito de cidade de MS ter mandato cassado, vice toma posse
Bandeirantes

Após prefeito de cidade de MS ter mandato cassado, vice toma posse

29/09/2020 16:35
Após prefeito de cidade de MS ter mandato cassado, vice toma posse
MS registra 638 novos casos de coronavírus em 24 horas
Covid-19

MS registra 638 novos casos de coronavírus em 24 horas

29/09/2020 15:05
MS registra 638 novos casos de coronavírus em 24 horas
Voluntários fazem café da manhã para familiares de presos em Dourados

Voluntários fazem café da manhã para familiares de presos em Dourados

29/09/2020 14:45
Voluntários fazem café da manhã para familiares de presos em Dourados
Antes de matar mulher, pai pediu que menina não saísse do quarto
Laguna Carapã

Antes de matar mulher, pai pediu que menina não saísse do quarto

29/09/2020 14:34
Antes de matar mulher, pai pediu que menina não saísse do quarto
Últimas Notícias