Dourados – MS sábado, 28 de março de 2020
Dourados
30º max
22º min
Mato Grosso do Sul

Oposição e base do governo de MS debatem na 1ª sessão do ano

04 Fev 2020 - 11h50Por Da redação
Pedro Kemp discursou em nome da oposição - Crédito: Luciana NassarPedro Kemp discursou em nome da oposição - Crédito: Luciana Nassar

Os discursos na solenidade desta terça-feira (4), na abertura da 2ª Sessão Legislativa da 11ª Legislatura na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) foi marcada por debates entre a oposição e base do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O primeiro a discursar foi o deputado Pedro Kemp (PT), em nome da oposição. Ele fez um panorama do Brasil no último ano, dizendo que foi “extremamente difícil para a classe trabalhadora, para os movimentos sociais que reclamam direitos e cidadania, aos agricultores familiares, jovens negros que são maioria nos homicídios, populações indígenas, defensores de direitos humanos, meio ambiente e educação laica e social”, devido às escolhas neoliberais do Governo Federal e sua equipe de trabalho, que refletem em todo o país.

Para ele, houve o desmonte do Estado e a desconstrução de políticas públicas, que privilegiaram mais ricos em detrimento dos mais pobres. “Precisarão de muitos anos para recuperar os direitos dos trabalhadores”, citou. Kemp também lamentou a liberação de 382 agrotóxicos e o enfraquecimento de políticas ambientais. Para Mato Grosso do Sul, o parlamentar também considerou um ano “igualmente difícil”, com cortes de salários, aumentos de jornadas e redução de investimentos em programas sociais, além da não resolução dos conflitos rurais que envolvam indígenas. “Me pergunto até quando os índios viverão sem o devido reconhecimento?”, questionou.

Apesar disso, Kemp desejou um ano de muito debate, busca de soluções e formulação de propostas que possam trazer mais oportunidades e investimentos prioritários em Saúde, Educação, Segurança Pública, geração de empregos e preservação de recursos naturais. “Creio que aqui no Parlamento não existe quem apoia ou não apoia o governo, mas pessoas com diferentes visões e orientações políticas que apostam no quanto melhor, melhor. E que, por fim, apoiam o Mato Grosso do Sul”, discursou Pedro Kemp.

 

Professor Rinaldo discursou em nome da base do Governo - Foto: Wagner Guimarães

Base

Em nome da base do governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) na Casa de Leis, o deputado Professor Rinaldo (PSDB) foi escolhido pelos pares para falar na tribuna. Ele disse reconhecer que vivemos em um Brasil continental, com problemas e virtures. “Caminhamos para a sétima economia mundial, mas que de um lado há o muito rico e outro passando fome, sendo humilhado. Isso nos entristece como cidadão, pai, avô. De fato não podemos admitir isso, com tanta riqueza natural que temos. Ao mesmo tempo, temos que pensar que herdamos um legado de governos que afligiu todos os estados”, ponderou Rinaldo.

De acordo com o parlamentar, apesar dos problemas, Mato Grosso do Sul conseguiu alcançar bons índices, por exemplo, na Segurança Pública. “Ainda mais com a fronteira seca, elogio o governo que colocou MS como um dos mais seguros da nação. É reconhecidamente um dos que mais investem na área e também tem sido dos mais geradores de emprego. Isso só foi possível pelo pulso firme do governo do Estado, com apoio dessa Casa de Leis, independentemente da cor partidária, os 24 deputados deram a estrutura necessária para que as ações fossem empenhadas”, ressaltou.

O desejo para que essa parceria continue foi expressada por Rinaldo, em nome da base. “Sabemos que os poderes devem ser independentes entre si, mas de forma harmoniosa. Foi essa harmonia entre todos aqui que permitiu ao governador deixar o MS como está, com salários pagos em dia. Sabemos que não estamos 100% felizes em todas as áreas. Sabemos que o Brasil precisa avançar, mas rezo para que cada vez mais o espírito altruísta possa tocar nossos corações”, disse.

Rinaldo finalizou dizendo que o povo sul-mato-grossense espera muito dos deputados. “O que as pessoas esperam de nós é que nós realizemos os desejos e sonhos. Minha oração é que Deus nos dê sabedoria, saúde e força para que possamos continuar juntos, respeitando as independências e promovendo a qualidade de vida, para que mantenhamos a fé, esperando por um Estado mais justo e solidário”, finalizou.

Ainda durante a sessão, a Mesa Diretora pediu a indicação dos líderes partidários, ainda não definidos para essa 2º Sessão Legislativa.

(Com informações da ALMS)

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPINIÃO

Reflexões no primeiro caso registrado em Dourados de COVID-19

28/03/2020 14:05
Carro com quatro pessoas capota e garrafas de bebidas ficam espalhadas na BR-262
TRÂNSITO

Carro com quatro pessoas capota e garrafas de bebidas ficam espalhadas na BR-262

28/03/2020 13:15
Carro com quatro pessoas capota e garrafas de bebidas ficam espalhadas na BR-262
#VERIFICAMOS: Idosa internada com coronavírus em Dourados não morreu
FAKE NEWS

#VERIFICAMOS: Idosa internada com coronavírus em Dourados não morreu

28/03/2020 13:09
#VERIFICAMOS: Idosa internada com coronavírus em Dourados não morreu
Segundo sorteio do Programa Nota Premiada acontece neste sábado
CPF NA NOTA

Segundo sorteio do Programa Nota Premiada acontece neste sábado

28/03/2020 10:35
Segundo sorteio do Programa Nota Premiada acontece neste sábado
Institutos de pesquisa se unem em MS para facilitar exames contra o coronavírus
UNIÃO

Institutos de pesquisa se unem em MS para facilitar exames contra o coronavírus

28/03/2020 09:28
Institutos de pesquisa se unem em MS para facilitar exames contra o coronavírus
Últimas Notícias