Dourados – MS terça, 22 de junho de 2021
Dourados
26º max
13º min
Ivinhema

Ivinhema e MTE/ MS discutem situação de trabalhadores

28 Abr 2016 - 06h00
Encontro entre produtores e superintendente do Trabalho. - Crédito: Foto: Paulo CésarEncontro entre produtores e superintendente do Trabalho. - Crédito: Foto: Paulo César
A prefeitura de Ivinhema, junto com o Ministério do Trabalho e Emprego de MS, realizou uma reunião terça-feira (26), para discutir a exigência do registro dos trabalhadores temporários no cultivo da mandioca.


Além do prefeito de Ivinhema, Éder Uilson (Tuta), participaram do evento o superintendente regional do Ministério do Trabalho e Emprego do Estado (MTE/MS), advogado Yves Drosghic, o presidente da Agraer, Enelvo Felini, o deputado estadual Renato Câmara, e os vereadores Júnior do Posto, Ivonete Mendonça, Zé Picareta e Natal de Barros.


Dezenas de produtores foram ao encontro que foi realizado no salão da Igreja Nossa Senhora Aparecida, o objetivo foi de buscar uma solução para a questão da exigência do registro dos mais de dois mil trabalhadores temporários, que atuam na cultura da mandioca, especialmente nas etapas do plantio e na colheita.


O prefeito Tuta falou sobre a importância em debater esse tema que afeta diretamente a economia do município e o lucro dos produtores da região.


"Sabemos que a mão de obra temporária é complicada de trabalhar, mas no plantio da mandioca é necessária em duas etapas distintas. Então estamos discutindo qual o melhor caminho, pois não podemos prejudicar os produtores e também temos que buscar a legalidade dos direitos dos trabalhadores", completou.


Normalmente os trabalhadores temporários atuam em diversas lavouras, para assim garantir uma melhor remuneração, recebendo em forma de diária ou por quantidade de mandioca colhida. Os trabalhadores alegam também que se forem registrados, ficarão comprometidos com um empregador, e não poderão mais diversificar seu trabalho.


O superintendente regional do MTE/MS, Yves Drosghic, explicou que as exigências trabalhistas devem ser cumpridas para evitar a ilegalidade do trabalhador rural e multas aos empregadores. "Temos que resolver essa situação da melhor maneira possível, pois a Lei é bastante clara e as normativas devem ser cumpridas", finalizou o superintendente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pavimentação da Rodovia do Turismo, em Bonito, avança e será concluída em julho
Infraestrutura

Pavimentação da Rodovia do Turismo, em Bonito, avança e será concluída em julho

21/06/2021 13:00
Pavimentação da Rodovia do Turismo, em Bonito, avança e será concluída em julho
Motoentregador morre ao ser atropelado por veículo em Rio Brilhante
Polícia

Motoentregador morre ao ser atropelado por veículo em Rio Brilhante

21/06/2021 08:00
Motoentregador morre ao ser atropelado por veículo em Rio Brilhante
Inverno promete pouca chuva, temperaturas acima da média e eventos de geada em MS
Clima

Inverno promete pouca chuva, temperaturas acima da média e eventos de geada em MS

21/06/2021 07:00
Inverno promete pouca chuva, temperaturas acima da média e eventos de geada em MS
MS é 1° no Centro-Oeste e 7° no ranking nacional de ambiente e potencial de negócios
Cidades

MS é 1° no Centro-Oeste e 7° no ranking nacional de ambiente e potencial de negócios

20/06/2021 16:00
MS é 1° no Centro-Oeste e 7° no ranking nacional de ambiente e potencial de negócios
MP apura falta de medicamentos para crianças na saúde mental
IMPRESSO

MP apura falta de medicamentos para crianças na saúde mental

20/06/2021 09:00
MP apura falta de medicamentos para crianças na saúde mental
Últimas Notícias