Dourados – MS terça, 22 de junho de 2021
Dourados
26º max
13º min
MS

Energisa assume custos de transporte e calibração de respiradores para instituições de saúde

Investimento da calibração dos equipamentos é superior a R$100 mil

17 Abr 2020 - 15h30Por Redação
Energisa assume custos de transporte e calibração de respiradores para instituições de saúde -

Na semana passada, a Energisa se comprometeu em transportar do interior do estado para a Capital, os ventiladores pulmonares danificados - que auxiliam no tratamento dos pacientes de Covid-19, para serem consertados no Senai. A iniciativa faz parte das ações do movimento Energia do Bem, criado pelo Grupo Energisa para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença. 

A novidade agora é que a distribuidora assumiu também a calibração dos 76 equipamentos, procedimento essencial para garantir a confiabilidade e a segurança dos pacientes ao serem utilizados. O investimento da calibração é de R$ 100.320,00.

A calibração tem como objetivo verificar se os valores medidos estão de acordo com a tolerância determinada por padrões do fabricante. Ao término do serviço, deverá ser gerado um certificado com as informações necessárias para acompanhamento de histórico do equipamento.

O transporte dos equipamentos para o Senai de Campo Grande abrange as cidades de Dourados, Ponta Porã, Bonito, Aquidauana, Jardim, Guia Lopes da Laguna e Aparecida do Taboado, além da Capital. Já foram transportados 22 equipamentos do Hospital da Vida e da Secretaria de Saúde, no município de Dourados e outros nove equipamentos da Prefeitura Municipal de Campo Grande. Nesta quarta-feira (15), um ventilador calibrado foi devolvido para o Hospital Marechal Rondon, de Jardim e quinta-feira (16) foram entregues mais quatro equipamentos consertados e calibrados para o Hospital Evangélico Dr. e Sra. Goldsby King, em Dourados.

A ação foi articulada em conjunto com o Governo do Estado, por meio da secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), e o Senai de Campo Grande.

“Estamos acompanhando no mundo todo a importância desses equipamentos para a recuperação de pacientes em estado grave. Todas as medidas necessárias para proteger a saúde dos nossos colaboradores e dos nossos clientes foram tomadas. Nos envolvemos agora com o governo do estado e a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS) no combate a essa pandemia. Diminuir a curva de infecção é o melhor caminho, mas para os que já contraíram o vírus, o tratamento é essencial, bem como a quantidade de ventiladores para atendimento nos hospitais”, afirmou o diretor-presidente da Energisa MS, Marcelo Vinhaes.

O Grupo Energisa criou o Energia do Bem para viabilizar ações emergenciais que ajudem a superar a crise humanitária provocada pela doença. Serão investidos 5 milhões em todos os estados que atua. Trata-se de uma rede de atuação orgânica, que já reúne mais de 13 parceiros, envolvidos em iniciativas que incluem manutenção de ventiladores pulmonares, obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos. Também foi criado o portal Energia do Bem, com informações confiáveis sobre a doença e conteúdo, como cursos e filmes, para reduzir os impactos do isolamento social. Acesse: http://www.movimentoenergiadobem.com.br/

Investimento na produção de testes/ Fiocruz

A companhia se uniu a outras empresas do setor elétrico para ajudar a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a produzir testes diagnósticos da Covid-19. Os testes são necessários para a identificação de pacientes contaminados pelo novo coronavírus e fornecer a eles o tratamento adequado. Sozinho, o Grupo Energisa doou R$ 1,5 milhão para a iniciativa.

Comunicação local para a prevenção

Prevenção junto às comunidades onde a Energisa atua. Carros de som disseminam as informações mais importantes para evitar o contágio e o aumento da curva de incidência da doença. Rodamos em 25 cidades, com menores IDHs do interior de Mato Grosso do Sul.

“O foco é sempre em ações orgânicas e dinâmicas, mas articuladas com as necessidades do poder público em cada localidade”, afirma a Vice-Presidente de Gente e Gestão do Grupo Energisa, Daniele Salomão.

Entre os parceiros envolvidos no movimento estão Confederação Nacional da Indústria (CNI), IEL – Instituto Euvaldo Lodi, Sesi/Senai e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata (MG) e Evoé. A Unesco fará uma curadoria de conteúdos educativos para o portal.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes
Economia

A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes

há 38 minutos atrás
A partir de julho de 2022, bomba de combustível terá assinatura digital para evitar fraudes
Dourados apresenta redução de 59% na média móvel de mortes por Covid-19
Pandemia

Dourados apresenta redução de 59% na média móvel de mortes por Covid-19

22/06/2021 11:00
Dourados apresenta redução de 59% na média móvel de mortes por Covid-19
Com obra em andamento, revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa
Cidades

Com obra em andamento, revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa

22/06/2021 10:00
Com obra em andamento, revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa
Dourados zera fila de pacientes e tem uma vaga de UTI do SUS disponível para Covid-19
Saúde

Dourados zera fila de pacientes e tem uma vaga de UTI do SUS disponível para Covid-19

22/06/2021 09:00
Dourados zera fila de pacientes e tem uma vaga de UTI do SUS disponível para Covid-19
Temperaturas em elevação e umidade do ar em queda a partir desta terça-feira
Clima

Temperaturas em elevação e umidade do ar em queda a partir desta terça-feira

22/06/2021 07:00
Temperaturas em elevação e umidade do ar em queda a partir desta terça-feira
Últimas Notícias