Dourados – MS sexta, 15 de outubro de 2021
Dourados
26º max
19º min
Cidades

Dourados: Remédios vencidos não foram comprados

03 Fev 2011 - 07h00
David Vieira explica a origem dos medicamentos que perderam o prazo de validade - Crédito: Foto: DivulgaçãoDavid Vieira explica a origem dos medicamentos que perderam o prazo de validade - Crédito: Foto: Divulgação
DOURADOS – Os medicamentos que perderam a validade e serão devolvidos pela Secretaria Municipal de Saúde de Dourados não custaram um único centavo aos cofres públicos municipais. “O ideal é que não se perdesse nenhum real, mas esses remédios foram doados em quantidade excessiva pelo governo do Estado e pela União, muitos com o prazo de validade próximos do vencimento e a maioria não é muito indicada pelos médicos da rede pública de saúde”, explicou ontem o secretário municipal de Saúde, David Vieira. “Também não podemos negar que faltou planejamento e controle, mesmo porque parte desses remédios poderia ter sido substituída antes do vencimento”, conclui o médico.

Ele explica que as doações foram feitas pelo governo do Estado e Ministério da Saúde ainda nos primeiros meses do mandato do ex-prefeito Ari Artuzi. “Estão tratando essa notícia de forma tendenciosa, passando para a população, o resto do Estado e até para todo Brasil a sensação que os remédios estão se perdendo enquanto faltam nas farmácias básicas do município, o que não é verdade”, salienta o secretário.

“Ninguém informou, por exemplo, que os remédios que perderam a validade nunca faltaram nos postos de saúde, ou seja, o paciente não ficou sem o medicamento enquanto ele estava estocado, pelo contrário, o que ocorreu foi uma demanda menor que o volume estocado”, enfatiza David Vieira.


Outro ponto que o secretário municipal de Saúde aborda diz respeito à disparidade entre a quantidade de unidades que serão devolvidas aos organismos que fizeram a doação e o valor de mercado desses medicamentos. “Todos falam em mais de 300 mil doses, mas isto não significa que são R$ 300 mil em remédios vencidos, pelo contrário, como cada cartela, por exemplo, tem entre 20 e 30 comprimidos, são 20 ou 30 unidades e os frascos de remédio também contam como unidade cada medida que o paciente recebe”, explica.

De acordo com David Vieira, no total as 300 mil unidades estão avaliadas em cerca de R$ 20 mil. “Mesmo assim, é importante ressaltar que o município não comprou esses medicamentos que, repito, foram doados”, argumenta. “O ideal é que não houvesse desperdício, mas a falta de planejamento dos gestores passados fez com que isso ocorresse e ganhasse essa proporção exagerada”, conclui o secretário de Saúde.

#####AVANÇOS

O secretário explicou ainda que essa questão dos medicamentos com prazo de validade vencido só veio à tona porque a prefeita Délia Razuk (PMDB) determinou transparência total na gestão da coisa pública. “A população precisa saber o que estava ocorrendo não apenas na Secretaria Municipal de Saúde, mas em toda prefeitura, portanto, tão importante quanto mostrar que remédios estavam se perdendo por falta de planejamento é deixar claro os avanços que ocorreram nesses três meses”, enfatiza o secretário.

Ele aponta como exemplos desses avanços a repactuação do contrato com o Hospital Evangélico (HE), que garantiu a melhoria do atendimento à população e a oferta de especialidades médicas por um preço menor; a transferência do Hospital da Mulher para o Hospital Universitário de Dourados, atendendo determinação do Ministério Público Estadual; a normalização dos programas de saúde mental e a oferta de medicamentos para pacientes dessa área; a recuperação dos postos de saúde, com investimentos em materiais de trabalho e medicamentos para atender a população.

A ordem agora é manter os trabalhos em ordem para facilitar a transição com o prefeito que será eleito no dia 6 de fevereiro. “Fizemos muito em três meses e vamos continuar trabalhando para entregar ao novo prefeito uma Secretaria Municipal de Saúde pronta para continuar atendendo as necessidades dos douradenses e dos pacientes da região que buscam atendimento em Dourados”, finaliza David Vieira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sejusp apresenta balanço e aponta queda na criminalidade no Estado
Cidades

Sejusp apresenta balanço e aponta queda na criminalidade no Estado

15/10/2021 16:30
Sejusp apresenta balanço e aponta queda na criminalidade no Estado
Professores contam como está sendo preparo para o Enem
Dia do Professor

Professores contam como está sendo preparo para o Enem

15/10/2021 16:00
Professores contam como está sendo preparo para o Enem
Lista dos vacinados contra Covid ajuda a localizar idoso que família não via há 38 anos: 'Foi muita emoção'
Reencontro

Lista dos vacinados contra Covid ajuda a localizar idoso que família não via há 38 anos: 'Foi muita emoção'

15/10/2021 15:30
Lista dos vacinados contra Covid ajuda a localizar idoso que família não via há 38 anos: 'Foi muita emoção'
Dourados tem participação inédita em chapa estadual da OAB
Cidades

Dourados tem participação inédita em chapa estadual da OAB

15/10/2021 14:00
Dourados tem participação inédita em chapa estadual da OAB
Alunos que optaram pelo ensino remoto podem continuar estudando em casa
Dourados

Alunos que optaram pelo ensino remoto podem continuar estudando em casa

15/10/2021 13:00
Alunos que optaram pelo ensino remoto podem continuar estudando em casa
Últimas Notícias