Dourados – MS sábado, 23 de janeiro de 2021
Dourados
30º max
21º min
Influx
Cidades

Dourados debate polo sucroenergético

19 Jul 2011 - 21h57
Reunião com executivos de usinas, secretários e vereadores sobre projeto sucroenergético - Crédito: Foto: AssecomReunião com executivos de usinas, secretários e vereadores sobre projeto sucroenergético - Crédito: Foto: Assecom
DOURADOS - A Prefeitura de Dourados reuniu ontem os representantes de usinas da região para discutir o “Projeto de Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores do Setor Sucroenergetico” que começa a ser colocado em prática pelo prefeito Murilo Zauith. A iniciativa da prefeitura foi elogiada pelos executivos das usinas. O encontro aconteceu na sala de reuniões do gabinete do prefeito Murilo e foi coordenado pela secretária municipal de Agricultura, Indústria e Comércio Neire Colman.

“O que vocês estão fazendo é um trabalho importante. A gente tem dificuldade na área de fornecedores e manutenção”, disse Cleito Nantes, gerente de suprimentos da Usina São Fernando, de Dourados. Na opinião dele, o incentivo que a prefeitura está oferecendo vai ajudar a resolver esse problema. Além disso, conforme o executivo, o projeto ajudará a capacitar as empresas pequenas, que não conseguem competir com as grandes.

O projeto surgiu após um detalhado levantamento nas usinas da região, feito pela Secretaria de Agricultura, Indústria e Comércio. Durante o trabalho se verificou a dificuldade de acesso das usinas aos fornecedores e empresas de serviços, a maioria instalada na região de Sertãozinho e Araçatuba, interior de São Paulo.

A estratégia do prefeito Murilo Zauith, segundo Neire Colman, é aproximar as empresas do segmento metal-mecânico das grandes empresas do setor sucroenergético. Neste sentido, a prefeitura trabalhará para preparar as pequenas empresas para esse mercado. “Quem se interessar pelo projeto poderá ter apoio nas áreas de gestão empresarial, certificação de qualidade, qualificação de mão de obra, formação de governança e ampliação de mercado”, explica Neire.

Cláudio Alves Borges, executivo da Raizen (antiga Cosan), de Caarapó, parabenizou a administração pela iniciativa e disse que Dourados está no caminho certo. Outro executivo, Celismar Francisco Silva, da mesma usina, falou sobre a importância de o projeto atrair, através de incentivos fiscais, grandes empresas de manutenção, já que hoje, segundo ele, é preciso transportar peças grandes, de até 40 toneladas, para manutenção em São Paulo. Também falou da importância da qualificação da mão de obra.


O presidente da Câmara de Vereadores, Idenor Machado, colocou o Legislativo à disposição no apoio ao desenvolvimento desse projeto. “É um passo importante, que vai atrair investimentos, com projeto e competência”, afirmou.

Já o vereador Gino Ferreira, que integrou a missão técnica a Sertãozinho no mês passado, falou sobre a importância de divulgar Dourados no polo da cana-de-açúcar de São Paulo. “Lá está tudo saturado; se conhecerem a nossa região eles investem”, afirmou. Ele defende a parceria entre indústrias locais e as paulistas que detém um “know how” de anos no setor.

Participaram da reunião ainda Raphael Mazzini, coordenador da Adecoagro de Ivinhema, o consultor do Sebrae/MS Luiz Caetano, que trabalha juntamente com a prefeitura no desenvolvimento do projeto, os secretários municipais José Jorge Filho, o Zito (Governo), Walter Carneiro Júnior (Finanças), Antônio Nogueira (Planejamento) e Luiz Roberto Araújo (Sensur).

Neire informou que já manteve conversas com as empresas Bungue e LDC, que não puderam participar da reunião. O presidente da Biosul (Associação de Bioenergia de Mato Groso do Sul) Roberto Hollanda também não pode estar presente, mas apoia o projeto. Ele ligou pessoalmente para as empresas, divulgado a reunião.

ETAPAS - As próximas ações são uma reunião com empresários do setor metal-mecânico e de serviços de Dourados na próxima semana, o lançamento oficial do projeto no dia 12 de agosto e uma serie de atividades em outubro, que inclui o Canasul, uma rodada de negócios e uma mostra do setor. Os parceiros do projeto são a Seprotur, a Biosul, a Fiems, o Sebrae, o Senai, o Senar, o Sesi, o Sindicato das Empresas de Metal-Mecânica, a Famasul, o Ceise, prefeituras, associações comerciais e sindicatos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Moradora de Nova Andradina pede ajuda para tratamento de saúde do filho
Solidariedade

Moradora de Nova Andradina pede ajuda para tratamento de saúde do filho

22/01/2021 09:09
Moradora de Nova Andradina pede ajuda para tratamento de saúde do filho
Aumento de nível dos rios e chuvas constantes colocam Defesa Civil em alerta
Chuvas

Aumento de nível dos rios e chuvas constantes colocam Defesa Civil em alerta

21/01/2021 11:00
Aumento de nível dos rios e chuvas constantes colocam Defesa Civil em alerta
Temperaturas sobem um pouco, mas instabilidades se mantém nesta quarta-feira
clima

Temperaturas sobem um pouco, mas instabilidades se mantém nesta quarta-feira

20/01/2021 07:12
Temperaturas sobem um pouco, mas instabilidades se mantém nesta quarta-feira
Clima chuvoso e fresco continua nesta terça-feira
tempo

Clima chuvoso e fresco continua nesta terça-feira

19/01/2021 07:14
Clima chuvoso e fresco continua nesta terça-feira
Rio Miranda em Bonito atinge nível de emergência e deixa Defesa Civil em alerta
chuvas

Rio Miranda em Bonito atinge nível de emergência e deixa Defesa Civil em alerta

18/01/2021 16:45
Rio Miranda em Bonito atinge nível de emergência e deixa Defesa Civil em alerta
Últimas Notícias