Dourados – MS sábado, 26 de setembro de 2020
Dourados
38º max
21º min
Campo Grande

Demissões de 4,3 mil servidores devem ser de forma progressiva

03 Mai 2016 - 06h00
Sede da Seleta, que tinha 2.351 funcionários contratados por meio de convênios com o município de Campo Grande. - Crédito: Foto: ArquivoSede da Seleta, que tinha 2.351 funcionários contratados por meio de convênios com o município de Campo Grande. - Crédito: Foto: Arquivo
Acatando denúncia formulada pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), a Justiça determinou à Prefeitura de Campo Grande a promover a demissão de 4,3 mil servidores contratados por meio de convênios com a Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária (SSCH) e Organização Mundial para Educação Pré-Escolar (Omep) para prestação de serviços em órgãos públicos municipais, notadamente na área educacional.


Segundo a decisão proferida na quinta-feira (28) pelo juiz David de Oliveira Gomes Filho, o município tem o prazo final de 31 de julho de 2017 para realizar todos os desligamentos de contratados de forma irregular e também proibida de promover novas contratações por meio de convênios.


A decisão judicial baseou-se em denúncias do MPMS, que desde 2011, ao constatar as contratações irregulares, procurou alertar o município para realizar concursos e contratar profissionais para essas tarefas de forma legal. Como não foi atendido, inclusive em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), prorrogado no final do ano passado, o MPMS protocolou na primeira semana de abril, o pedido de execução imediata desse documento, que foi deferido esta semana.


O promotor Fernando Martins Zauppa, que ingressou com o pedido de execução do TAC, argumentou que foram constatadas diversas irregularidades no contrato, com profissionais do mesmo setor recebendo salários diferentes e outras, recebendo sem trabalhar, inclusive um dos nomeados citado como prestando serviços no gabinete de um vereador da Capital.


Na sexta-feira (29) o prefeito Alcides de Jesus Peralta Bernal (PP), afirmou que já está cumprindo com a determinação judicial, que já efetivou a demissão de 500 trabalhadores e os demais serão demitidos gradualmente, de acordo com um plano de ação para evitar um grande impacto financeiro nos cofres públicos em razão das rescisões.


O juiz David de Oliveira Gomes Filho citou, na decisão favorável à execução do TAC, que alguns convênios foram necessários pelo fato dos contratados exercerem funções essenciais à administração municipal, mas defendeu uma demissão progressiva, para que os serviços não sejam interrompidos e prejudiquem determinados setores da Educação. Também na sentença foi determinado ao município que, em 30 deve elaborar uma lista de todos os contratados e prestar as informações sobre lotação, cargo e salário e, em 60 dias, fornecer à Justiça a relação do pessoal e a data das demissões.


Durante visita do juiz David Gomes Filho à Seleta no início da semana passsada, o presidente da entidade, Gilbrás Marques da Silva confirmou que os convênios com o município começaram em 1998, durante a administração de André Puccinelli, com o objetivo de inserir adolescentes que frequentavam cursos na instituição ao mercado de trabalho. E, desde 2005, segundo o presidente, começaram as contratações por indicações políticas.


Segundo o MPMS, no início de abril, 2.018 funcionários estavam lotados na Omep e 2.351 na Seleta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sanesul ativará bombas flutuantes neste domingo em Corumbá para garantir abastecimento de água
abastecimento

Sanesul ativará bombas flutuantes neste domingo em Corumbá para garantir abastecimento de água

26/09/2020 15:31
Sanesul ativará bombas flutuantes neste domingo em Corumbá para garantir abastecimento de água
Capital

Mulher estranha irmão não ter tomado café da manhã e o encontra morto na cama

25/09/2020 17:34
Bandido que ajudou a cavar túnel de 70 metros para roubar banco em MS é ex-PM e foi preso em bairro de SP
MS

Bandido que ajudou a cavar túnel de 70 metros para roubar banco em MS é ex-PM e foi preso em bairro de SP

25/09/2020 17:02
Bandido que ajudou a cavar túnel de 70 metros para roubar banco em MS é ex-PM e foi preso em bairro de SP
Turismo do MS participa de ação online de promoção e treinamentos sobre o destino até 15 de outubro
Turismo

Turismo do MS participa de ação online de promoção e treinamentos sobre o destino até 15 de outubro

25/09/2020 14:05
Turismo do MS participa de ação online de promoção e treinamentos sobre o destino até 15 de outubro
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
Covid-19

Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS

25/09/2020 13:41
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
Últimas Notícias