Dourados – MS quinta, 22 de outubro de 2020
Dourados
34º max
21º min
Influx
Cidades

Custo de vida em Campo Grande cresceu 4,36% em 2011

01 Jul 2011 - 10h08
Custo de vida em Campo Grande cresceu 4,36% em 2011 -
Fonte: G1


O custo de vida do campo-grandense está mais caro. De janeiro a maio, o índice acumulado de inflação já passa dos 4% segundo levantamento do Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas (Nepes).

A diarista Florici Corina da Silva trabalha incansavelmente para manter a família. Ela faz faxina a semana inteira, cada dia em um lugar diferente. De bem com a vida, ela passa, cozinha e faz tudo com sorriso no rosto. Mas quando chega o fim do mês, falta dinheiro. "Se eu não calcular, me perco. Tenho que saber gastar o salário na água, luz, telefone, e tudo é dividido, senão não dá", afirma.

A sensação de que o dinheiro está desaparecendo está diretamente relacionada à inflação. O índice é calculado com base no aumento dos preços de gastos essenciais, como energia, moradia e alimentação. Olhando os números forem observados mais de perto, percebe-se que há muito mais coisas cara.

Os custos com habitação cresceram 6,07% de janeiro a maio. O valor de junho ainda não foi calculado, mas a estimativa é de uma redução pequena. Outras contas também estão pesando mais no orçamento, como a educação. Os preços começaram a subir em janeiro, e a alta já é de 9,78%.

Nas despesas pessoais, o aumento acumulado é de 3,39%. No vestuário, com a alta do algodão no início do ano, comprar roupas ficou mais caro: reajuste final de 7,39%.

Na saúde, o aumento foi de 5,19%. Já nos transportes, os preços são 3,56% maiores do que os praticados no final do ano passado. Apenas a comida diminuiu de preço. Alguns alimentos chegaram a aumentar no início do ano, mas a partir de fevereiro os preços começaram a cair. A diferença hoje é de -0,3%.

O pesquisador Celso Correia, do Nepes, diz que o índice de inflação representa menos poder de compra. "O consumidor está 4,36% mais pobre. Isso só vai ser reposto no ano que vem. Até o fim do ano a inflação vai recuar, porque a tendência é cair", afirma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sobe para 17 o número de policiais militares infectados por Covid-19 em cidade turística de MS
Bonito

Sobe para 17 o número de policiais militares infectados por Covid-19 em cidade turística de MS

21/10/2020 16:37
Sobe para 17 o número de policiais militares infectados por Covid-19 em cidade turística de MS
Aeronave pilotada por médico e que caiu em fazenda tinha 'buraco no motor': 'Ele nasceu de novo', diz perito
Pouso Forçado

Aeronave pilotada por médico e que caiu em fazenda tinha 'buraco no motor': 'Ele nasceu de novo', diz perito

21/10/2020 15:32
Aeronave pilotada por médico e que caiu em fazenda tinha 'buraco no motor': 'Ele nasceu de novo', diz perito
Dourados registrou 59 desaparecimentos de pessoas somente este ano
Registros

Dourados registrou 59 desaparecimentos de pessoas somente este ano

21/10/2020 14:00
Dourados registrou 59 desaparecimentos de pessoas somente este ano
CNJ mantém afastada desembargadora suspeita de ajudar filho preso em MS
MS

CNJ mantém afastada desembargadora suspeita de ajudar filho preso em MS

21/10/2020 09:42
CNJ mantém afastada desembargadora suspeita de ajudar filho preso em MS
Funtrab prepara plano de biossegurança para indígenas que vão trabalhar na colheita da maçã no RS e SC
MS

Funtrab prepara plano de biossegurança para indígenas que vão trabalhar na colheita da maçã no RS e SC

20/10/2020 15:10
Funtrab prepara plano de biossegurança para indígenas que vão trabalhar na colheita da maçã no RS e SC
Últimas Notícias