Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
AGRO

Clima deve provocar quebra de 33,6% na safrinha de MS

20 Jun 2016 - 10h30
Lavoura de milho safrinha atingida por recente geada no município de Laguna Carapã, no sul de MS - Crédito: Foto: Divulgação/Aprosoja/MSLavoura de milho safrinha atingida por recente geada no município de Laguna Carapã, no sul de MS - Crédito: Foto: Divulgação/Aprosoja/MS
As variações climáticas que vêm ocorrendo em Mato Grosso do Sul desde o início do ano devem provocar uma quebra de aproximadamente 33,6% na projeção de produção da safrinha de milho no estado. A avaliação é da Associação dos Produtores de Soja local (Aprosoja/MS).

Segundo a entidade, antes do início do plantio da safrinha a expectativa era de que fossem cultivados até 1,793 milhão de hectares, com uma produtividade de 88,3 sacas por hectare e produção atingindo os 9,5 milhões de toneladas.

Na sexta-feira (17), a Aprosoja/MS divulgou uma nova circular do Serviço de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga), com a revisão mais recente destes dados e onde é constatada uma retração expressiva de todos os números inicialmente previstos.

A área cultivada efetivamente foi de 1,740 milhão de hectares e a produtividade deve ficar em torno das 59,9 sacas por hectare, com a produção atingindo 6,3 milhões de hectares, o que configura a retração de um terço em relação ao volume inicialmente previsto.

Segundo o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, essa redução foi ocasionada pelo impacto de três situações climáticas que afetaram o milho. Primeiro foi a grande volume de chuvas no início do ano, o que atrasou a colheita da soja e o plantio do cereal. Depois, em abril, ocorreu um período de mais de 20 dias de estiagem, o que gerou perdas de plantas em estágio reprodutivo e por último, ocorreram geadas.

"Esse fenômeno congela a folha verde da planta, que para de realizar fotossíntese e morre. Como consequência, a espiga não evolui mais, às vezes nem produz mais grãos ou produz grãos sem peso", explica Bortolotto.

Conforme a Aprosoja/MS, a região sul do estado foi a mais afetada pelas recentes geadas, sendo que lavouras de 13 municípios foram as que sofreram mais danos, compreendendo uma área total de 751 mil hectares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo reduz focos de incêndio no Pantanal de MS e controla fogo no Parque Estadual do Taquari
Meio ambiente

Governo reduz focos de incêndio no Pantanal de MS e controla fogo no Parque Estadual do Taquari

18/09/2020 18:02
Governo reduz focos de incêndio no Pantanal de MS e controla fogo no Parque Estadual do Taquari
SES atualiza resolução sobre retorno de cirurgias eletivas em MS
Saúde

SES atualiza resolução sobre retorno de cirurgias eletivas em MS

18/09/2020 17:05
SES atualiza resolução sobre retorno de cirurgias eletivas em MS
DOF apreende carros com mercadorias contrabandeadas do PY
Contrabando

DOF apreende carros com mercadorias contrabandeadas do PY

18/09/2020 16:32
DOF apreende carros com mercadorias contrabandeadas do PY
UFGD abrirá as inscrições para o Vestibular 2021 nesta segunda-feira
Educação

UFGD abrirá as inscrições para o Vestibular 2021 nesta segunda-feira

18/09/2020 16:05
UFGD abrirá as inscrições para o Vestibular 2021 nesta segunda-feira
PAM será referência para casos de síndrome gripal
Dourados

PAM será referência para casos de síndrome gripal

18/09/2020 15:46
PAM será referência para casos de síndrome gripal
Últimas Notícias