Dourados – MS quinta, 06 de agosto de 2020
Dourados
31º max
14º min
Segurança e Saúde JBS
Cidades

Agrishow comemora primeiro dia efetivo de resultados

04 Mai 2011 - 22h04
Depois de uma segunda-feira de muita chuva e vento forte na região de Ribeirão Preto, a Agrishow 2011 – principal feira de tecnologia em agronegócio da América Latina – fechou uma terça-feira ensolarada com muita movimentação e negócios encaminhados envolvendo mais de 700 expositores do Brasil e do mundo. Figuras famosas, como o goleiro Marcos, do Palmeiras, e o piloto da Fórmula Indy, Hélio Castro Neves, marcaram presença. O atleta palmeirense fechou uma parceria e passa a ser o garoto propaganda da empresa Case IH no Brasil. Ele também aproveitou e adquiriu três tratores da marca.

Mas quem chamou a atenção no segundo dia de feira foi o empresário brasileiro Gilberto Zancopé, dono da Montana Agriculture, empresa brasileira sediada em São José dos Pinhais, PR. Ele faturou a categoria “ouro” do Prêmio Gerdau Melhores da Terra – categoria novidade –, entregue também nesta terça-feira, com a primeira máquina colheitadeira para algodão adensado no mundo. Até então a colheita desta forma de plantio – que utiliza o espaçamento da soja – era feita com máquinas convencionais adaptadas.

A máquina de Zancopé, batizada de Cotton Blue, virou um fenômeno de vendas rapidamente. “Para este ano já vendi 40 máquinas, que representa toda a minha capacidade de produção. Para 2012 quero construir e vender 100 máquinas”, conta o empresário. Seu otimismo tem razão de existir. Já nas primeiras horas da Agrishow 2011 ele já havia vendido sete máquinas para entrega no ano que vem.

O plantio de algodão adensado não existia no Brasil há dois anos atrás. Hoje, ocupa algumas áreas no Centro-Oeste, sobretudo no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Atualmente o adensado está em menos de 20% da área plantada de algodão no País, mas não tenho dúvidas que ao final de mais cinco anos terá 50% do mercado”, prevê Zancopé.

Alguns dos motivos para todo o otimismo do empresário paranaense: preço mais acessível – R$ 480 mil contra perto de R$ 800 mil da colheitadeira convencional – e baixo custo de manutenção. “Dá para manter uma unidade por R$ 10 mil ao ano”, conta. Além disso, a alta rentabilidade do algodão, em sua opinião, deve estimular o plantio adensado, que permite maior produção em uma mesma área. “O lucro no Brasil com algodão este ano é de R$ 5 mil por hectare, o que é 10 vezes superior ao lucro que se obtém com a soja”, revela.

O diretor da Montana também acredita que o avanço do algodão adensado vai impactar negativamente o milho safrinha: \"o adensado é algodão basicamente de safrinha no Centro-Oeste brasileiro e muitos produtopres vão trocar o milho por ele, com certeza. Além disso, ele vai chegar com força também no Oeste da Bahia e a nossa máquina vai possibilitar a retomada de investimentos em plantio de algodão também no Paraná”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Programa resgata e dá oportunidade à vítima de violência
Feminismo

Programa resgata e dá oportunidade à vítima de violência

05/08/2020 18:35
Programa resgata e dá oportunidade à vítima de violência
Isolamento social cai a 35% e contaminados por Covid passam dos 28 mil
Covid-19

Isolamento social cai a 35% e contaminados por Covid passam dos 28 mil

05/08/2020 16:58
Isolamento social cai a 35% e contaminados por Covid passam dos 28 mil
Olavo Sul vai acionar MP por conta de reforma no posto da saúde Vila São Pedro
Vila São Pedro

Olavo Sul vai acionar MP por conta de reforma no posto da saúde Vila São Pedro

05/08/2020 16:01
Olavo Sul vai acionar MP por conta de reforma no posto da saúde Vila São Pedro
Homem leva tiro, é socorrido ao hospital, mas foge após atendimento médico
Dourados

Homem leva tiro, é socorrido ao hospital, mas foge após atendimento médico

05/08/2020 15:30
Homem leva tiro, é socorrido ao hospital, mas foge após atendimento médico
Nota Premiada

Cerca de mil consumidores de MS ainda não resgataram dinheiro da Nota Premiada

05/08/2020 15:01
Últimas Notícias