Dourados – MS domingo, 23 de fevereiro de 2020
Dourados
31º max
16º min
Cidades

Agrishow comemora primeiro dia efetivo de resultados

04 Mai 2011 - 22h04
Depois de uma segunda-feira de muita chuva e vento forte na região de Ribeirão Preto, a Agrishow 2011 – principal feira de tecnologia em agronegócio da América Latina – fechou uma terça-feira ensolarada com muita movimentação e negócios encaminhados envolvendo mais de 700 expositores do Brasil e do mundo. Figuras famosas, como o goleiro Marcos, do Palmeiras, e o piloto da Fórmula Indy, Hélio Castro Neves, marcaram presença. O atleta palmeirense fechou uma parceria e passa a ser o garoto propaganda da empresa Case IH no Brasil. Ele também aproveitou e adquiriu três tratores da marca.

Mas quem chamou a atenção no segundo dia de feira foi o empresário brasileiro Gilberto Zancopé, dono da Montana Agriculture, empresa brasileira sediada em São José dos Pinhais, PR. Ele faturou a categoria “ouro” do Prêmio Gerdau Melhores da Terra – categoria novidade –, entregue também nesta terça-feira, com a primeira máquina colheitadeira para algodão adensado no mundo. Até então a colheita desta forma de plantio – que utiliza o espaçamento da soja – era feita com máquinas convencionais adaptadas.

A máquina de Zancopé, batizada de Cotton Blue, virou um fenômeno de vendas rapidamente. “Para este ano já vendi 40 máquinas, que representa toda a minha capacidade de produção. Para 2012 quero construir e vender 100 máquinas”, conta o empresário. Seu otimismo tem razão de existir. Já nas primeiras horas da Agrishow 2011 ele já havia vendido sete máquinas para entrega no ano que vem.

O plantio de algodão adensado não existia no Brasil há dois anos atrás. Hoje, ocupa algumas áreas no Centro-Oeste, sobretudo no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Atualmente o adensado está em menos de 20% da área plantada de algodão no País, mas não tenho dúvidas que ao final de mais cinco anos terá 50% do mercado”, prevê Zancopé.

Alguns dos motivos para todo o otimismo do empresário paranaense: preço mais acessível – R$ 480 mil contra perto de R$ 800 mil da colheitadeira convencional – e baixo custo de manutenção. “Dá para manter uma unidade por R$ 10 mil ao ano”, conta. Além disso, a alta rentabilidade do algodão, em sua opinião, deve estimular o plantio adensado, que permite maior produção em uma mesma área. “O lucro no Brasil com algodão este ano é de R$ 5 mil por hectare, o que é 10 vezes superior ao lucro que se obtém com a soja”, revela.

O diretor da Montana também acredita que o avanço do algodão adensado vai impactar negativamente o milho safrinha: \"o adensado é algodão basicamente de safrinha no Centro-Oeste brasileiro e muitos produtopres vão trocar o milho por ele, com certeza. Além disso, ele vai chegar com força também no Oeste da Bahia e a nossa máquina vai possibilitar a retomada de investimentos em plantio de algodão também no Paraná”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é executado com vários tiros na Vila Erondina
Dourados

Homem é executado com vários tiros na Vila Erondina

22/02/2020 21:31
Homem é executado com vários tiros na Vila Erondina
Filha de vereador é detida ao ameaçar policiais durante blitiz
Campo Grande

Filha de vereador é detida ao ameaçar policiais durante blitiz

22/02/2020 18:37
Filha de vereador é detida ao ameaçar policiais durante blitiz
Operação prende 10 pessoas que podem estar ligadas a morte de jornalista na fronteira
léo veras

Operação prende 10 pessoas que podem estar ligadas a morte de jornalista na fronteira

22/02/2020 07:37
Operação prende 10 pessoas que podem estar ligadas a morte de jornalista na fronteira
Cidades

UEMS Acolhe divulga cursos de Português para estrangeiros em 2020

21/02/2020 10:29
Telhado do aeroporto é trocado após problemas de infiltrações
Dourados

Telhado do aeroporto é trocado após problemas de infiltrações

21/02/2020 09:45
Telhado do aeroporto é trocado após problemas de infiltrações
Últimas Notícias