Dourados – MS sexta, 05 de março de 2021
Dourados
30º max
21º min
Influx
Saúde

Uso medicinal da Cannabis auxilia tratamento em doenças psicomotoras

Medicamento visa amenizar os impactos das doenças nos pacientes, proporcionando sensação de 'bem-estar'

25 Jan 2021 - 08h00Por Luiz Guilherme
Uso medicinal da Cannabis auxilia tratamento em doenças psicomotoras - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O assunto ainda é polêmico, mas estudos científicos comprovam que o uso para fins medicinais da Cannabis, auxilia em doenças psicomotoras, como o ‘mal de Parkinson’. Em entrevista ao O PROGRESSO, o farmacêutico e bioquímico, Racib Harb pontuou a importância desses estudos, e defendeu uma rigorosa regulamentação para a utilização da mesma. 

“A medicina tem avançado, existem estudos que visam identificar outras doenças que possam ser utilizadas o uso da Cannabis. Atualmente, já há aplicação como forma de medicamento, em crianças com doenças psicomotoras, em pessoas acometidas pelo ‘mal de Parkinson’, no entanto, no Brasil é uma discussão ainda delicada”, enfatizou o profissional.

Em 2019, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a regulamentação para a venda em farmácia de produtos elaborados à base de Canabidinoides. Porém, o mercado farmacêutico se mostrou tímido quanto ao assunto. “Aqui no país o laboratório que fosse autorizado a fabricar medicamentos a partir dessa planta, precisaria ser rigorosamente fiscalizado, desde o cultivo, até os processos de industrialização, isso para que não fugisse do fim medicinal”, destacou Racib.

Outro ponto em torno desse assunto a ser discutido é quanto ao preço. O próprio farmacêutico reconhece que o valor será alto. Além disso, atualmente, o único medicamento produzido no Brasil à base de maconha é o ‘Mavatyl’, indicado para pessoas com esclerose múltipla, que chegou ao mercado em 2018, à época, com custando, em média, R$ 2,2 mil.

Ao O PROGRESSO, o profissional já havia ressaltado que, “caso o preço dos medicamentos à base de maconha cheguem às farmácias com preços tão altos, poucos estabelecimentos vão disponibilizar e menos pessoas terão acesso”, disse o farmacêutico.

Os efeitos no organismo 

Importante ressaltar que, como já mencionado no início desta reportagem, o medicamento visa amenizar os impactos das doenças nos pacientes, proporcionando até mesmo sensação de ‘bem-estar’, já que envolvem a liberação de serotonina, noradrenalina, dopamina, endorfina, prostaglandinas, glutamato e outros neurotransmissores.

Tratamentos à base da Cannabis também pode proporcionar, desde que em doses certas e indicadas por um médico, melhor qualidade do sono, alívio da dor, redução nas crises convulsivas, do humor, do apetite, das doenças neurodegenerativas e até́ mesmo do ritmo intestinal.

Venda

De acordo com a Anvisa, a recomendação é que os “remédios” precisam ser chamados de “produtos à base de Cannabis”, uma categoria especial, não sendo incluídos, a princípio, na classe de medicamentos. O órgão argumenta que a escolha se justifica por falta de “segurança científica”: empresas ainda precisam testar a substância em mais estudos que comprovem sua eficácia e segurança.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil tem maior número de mortes por covid-19 em um dia: 1.910 óbitos
Recorde

Brasil tem maior número de mortes por covid-19 em um dia: 1.910 óbitos

04/03/2021 08:26
Brasil tem maior número de mortes por covid-19 em um dia: 1.910 óbitos
Covid-19: mortes somam mais de 257 mil e casos passam dos 10,6 milhões
Brasil

Covid-19: mortes somam mais de 257 mil e casos passam dos 10,6 milhões

03/03/2021 08:25
Covid-19: mortes somam mais de 257 mil e casos passam dos 10,6 milhões
Governo adia novamente prazo de adoção da nova carteira de identidade
Governo

Governo adia novamente prazo de adoção da nova carteira de identidade

02/03/2021 13:00
Governo adia novamente prazo de adoção da nova carteira de identidade
Agenda 2030 integra Justiça brasileira à inovação, diz conselheira
Brasil

Agenda 2030 integra Justiça brasileira à inovação, diz conselheira

02/03/2021 11:30
Agenda 2030 integra Justiça brasileira à inovação, diz conselheira
ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias
Saúde

ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias

02/03/2021 10:39
ANS determina que planos cubram novos remédios, exames e cirurgias
Últimas Notícias