Dourados – MS sábado, 23 de outubro de 2021
Dourados
28º max
20º min
Ranking Valor Econômico
Brasil

Sem acesso à educação e na informalidade trabalhadores ficam sem previdência social

O desafio dos sindicatos é lutar para garantir tanto políticas públicas de educação como medidas na convenção coletiva de elevação permanente de qualificação profissional, diz dirigente da Fetquim-CUT

24 Set 2021 - 14h00Por Fetquim-CUT
Sem acesso à educação e na informalidade trabalhadores ficam sem previdência social - Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Quanto menor a escolaridade de um trabalhador ou trabalhadora menor é sua proteção previdenciária, revela estudo da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), da Universidade de São Paulo (USP), feito pelos economistas Rogério Nagamine Costanzi e Carolina Fernandes dos Santos, publicado nesta segunda-feira (20) no jornal Valor Econômico.

O estudo analisou dados da Previdência Social do ano de 2019 e constatou que dos 119,2 milhões de brasileiros na faixa etária dos 20 a 59 anos, 64,6 milhões, o que equivale a 54,2% do total, não contribuíram com a previdencia social; outros 54,6 milhões, 45,8%, contribuíram.

Dos que não contribuíam 44% estavam na informalidade, 15% estavam desempregados e 40% inativos.

O estudo mostra ainda que dos trabalhadores que estudaram até o ensino fundamental somente 28,5% tinham contribuição previdenciária e 71,5% estavam sem proteção.

Já entre os que fizeram até o ensino médio, 48,4% tinham contribuição pra previdência e 51,6% não contribuíam.

Entre os que têm ensino superior, o percentual dos qe contribuíram com a previdência subiu para 66,8% contra 33,2% que não contribuiram.

Construção permanente de políticas de educação

Os dados mostram que é fundamental “lutar por políticas de educação tanto formal como profissional para todos. E o momento da Campanha Salarial e da convenção coletiva é um espaço pra isso”, afirma Airton Cano, coordenador político da Federação dos Trabalhadores do Ramo Químicos da CUT do Estado de São Paulo (Fetquim-CUT).

“Nossa campanha é sempre por direitos, saúde e mais empregos decentes sempre. E se a educação é um entrave para o trabalhador ter direitos previdenciários, o tema tem de estar na nossa pauta, ainda mais no ano em que comemoramos os 100 anos de Paulo Freire, o patrono da educação brasileira”, acrescentou o dirigente.

Golpe neoliberal cortou verbas da educação e direitos previdenciarios

“Desde o golpe de 2016 estamos perdendo direitos na educação com cortes de verbas e também  direitos previdenciários, que foi o objetivo da reforma neoliberal da Previdencia do Bolsonaro”, diz o secretário de Saúde, da Fetquim-CUT, André H. Alves.

Segundo ele, esses ataques têm prejudicado muito os trabalhadores que não puderam estudar mais e se qualificar melhor para se adequar as transformações do mundo do trabalho.

“Com o avanço das novas tecnologias e da indústria 4.0 os trabalhadores precisam ter oportunidades de elevar a escolaridade, para não perder direitos futuros na previdência e estar preparados para as mudanças no mundo do trabalho”, diz.

 “Também é preciso exigir dos governos escolaridade para os informais para que possam ter proteção social”, conclui o dirigente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil

Presidente da República sanciona lei que proíbe eutanásia de cães e gatos de rua

21/10/2021 09:00
Bolsonaro fica entre o crime contra a humanidade e o charlatanismo no relatório da CPI da Pandemia
Brasil

Bolsonaro fica entre o crime contra a humanidade e o charlatanismo no relatório da CPI da Pandemia

21/10/2021 08:30
Bolsonaro fica entre o crime contra a humanidade e o charlatanismo no relatório da CPI da Pandemia
Brasil registra mais de 1,4 milhão de trabalhadores por aplicativos de transporte
Brasil

Brasil registra mais de 1,4 milhão de trabalhadores por aplicativos de transporte

20/10/2021 16:30
Brasil registra mais de 1,4 milhão de trabalhadores por aplicativos de transporte
Restos mortais de Antoninho da Rocha já estão em São José dos Campos
Brasil

Restos mortais de Antoninho da Rocha já estão em São José dos Campos

20/10/2021 13:00
Restos mortais de Antoninho da Rocha já estão em São José dos Campos
'Santinhos' biodegradáveis: ideia ganha apoio e vira projeto de lei
Projeto de Lei

'Santinhos' biodegradáveis: ideia ganha apoio e vira projeto de lei

19/10/2021 15:45
'Santinhos' biodegradáveis: ideia ganha apoio e vira projeto de lei
Últimas Notícias