Dourados – MS terça, 27 de fevereiro de 2024
34º
IPVA parcela 2
Justiça

PGR insiste para que Meta entregue vídeo postado por Bolsonaro

Pedido ao STF quer cumprimento da ordem em 48 horas

04 Dez 2023 - 19h45Por Felipe Pontes, Agência Brasil - Brasília
PGR insiste para que Meta entregue vídeo postado por Bolsonaro - Crédito: José Cruz/Agência Brasil Crédito: José Cruz/Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República (PGR) renovou nesta segunda-feira (4) um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que a empresa Meta seja obrigada a entregar um vídeo publicado e depois apagado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro.

O órgão acusador pediu que o Supremo dê 48 horas para o cumprimento da ordem, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento. A preservação e o envio do material ao Supremo já foram determinados pelo relator, ministro Alexandre de Moraes, mas até agora a ordem não foi cumprida, segundo a PGR.

O caso diz respeito a um vídeo publicado por Bolsonaro em sua conta na rede social Facebook, em 10 de janeiro, 2 dias depois dos atos golpistas de 8 de janeiro, quando apoiadores do ex-presidente invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes. No vídeo, havia a acusação de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o próprio Supremo teriam fraudado as eleições.

episódio fez com que Moraes aceitasse o pedido da PGR e, incluísse, Bolsonaro entre os investigados pelos atos antidemocráticos. A defesa do ex-presidente apresentou laudo médico e alegou que ele estava sob efeito de morfina quando teria feito a postagem por engano.

Além de preservar a publicação, uma primeira ordem de Moraes, assinada em 13 de janeiro, determinava o fornecimento de dados sobre alcance da postagem, autoria da publicação, número de compartilhamentos e de comentários.

Contudo, não há sinais de que qualquer dessas medidas tenham sido cumpridas, frisou a PGR. “Não obstante as determinações judiciais, o MPF não foi intimado acerca do cumprimento das ordens judiciais, ou seja, não há informações da preservação e entrega do vídeo pela empresa Meta INC”, escreveu o subprocurador-geral da República Carlos Frederico Santos, responsável pelas apurações do 8 de janeiro, na petição desta segunda-feira.

Agência Brasil tenta contato com a empresa Meta, responsável pelo Facebook.

Deixe seu Comentário

Leia Também


Conttmaf, Sindmar e FUP debatem aumento da frota de navios com diretores da Petrobrás
Brasil

Conttmaf, Sindmar e FUP debatem aumento da frota de navios com diretores da Petrobrás

27/02/2024 09:30

Conttmaf, Sindmar e FUP debatem aumento da frota de navios com diretores da Petrobrás
Moraes volta a defender regulamentação das redes sociais
Justiça

Moraes volta a defender regulamentação das redes sociais

26/02/2024 23:00
Moraes volta a defender regulamentação das redes sociais
Chefe da ONU alerta para crescente insegurança global e estagnação no Conselho de Segurança
Direitos humanos

Chefe da ONU alerta para crescente insegurança global e estagnação no Conselho de Segurança

26/02/2024 22:30
Chefe da ONU alerta para crescente insegurança global e estagnação no Conselho de Segurança
PF vai incluir fala de Bolsonaro em inquérito sobre tentativa de golpe
Investigação

PF vai incluir fala de Bolsonaro em inquérito sobre tentativa de golpe

26/02/2024 22:15
PF vai incluir fala de Bolsonaro em inquérito sobre tentativa de golpe
Projeto QualiFacti amplia acesso à capacitação tecnológica com cursos gratuitos em todo o Brasil
Tecnologia

Projeto QualiFacti amplia acesso à capacitação tecnológica com cursos gratuitos em todo o Brasil

26/02/2024 17:30
Projeto QualiFacti amplia acesso à capacitação tecnológica com cursos gratuitos em todo o Brasil
Últimas Notícias