Dourados – MS terça, 25 de junho de 2024
21º
UEMS - Pantanal
Brasil

MP dispensa documentos para empresas pedirem crédito a bancos públicos

Empresas estavam com dificuldades legais de acesso a linhas

27 Abr 2020 - 15h53Por Agência Brasil
MP dispensa documentos para empresas pedirem crédito a bancos públicos -

Até o fim de setembro, as empresas afetadas pela pandemia de coronavírus que pedirem crédito em bancos públicos estão dispensadas de apresentar uma série de documentos. A redução de exigências consta da Medida Provisória 958, publicada hoje (27) no Diário Oficial da União.

Segundo o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, a medida foi necessária porque diversas empresas estavam com dificuldades burocráticas para terem acesso a linhas de crédito oferecidas pelo Banco do Brasil, pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social durante a pandemia de covid-19.

Até 30 de setembro, as empresas estão dispensadas de apresentarem os seguintes documentos ao pedirem crédito a bancos públicos: certificado de regularidade da entrega da Relação Anual de Informações Sociais (Rais); certificado de regularidade com obrigações eleitorais; certidão negativa de débitos (CND) da dívida ativa, desde que esteja em dia com a Previdência Social.

Também estão dispensados até o fim de setembro o certificado de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS); a CND de tributos para empréstimos com recursos dos fundos constitucionais, do FGTS, do Fundo de Amparo ao Trabalhador e Fundo Nacional de Desenvolvimento Econômico (FNDE), e o certificado de regularidade no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin).

Para as operações de crédito rural, a MP suspende até 30 de setembro a apresentação do certificado de regularidade do Imposto sobre Territórios Rurais (ITR), o registro de cédula de crédito rural em cartório e o seguro dos bens dados em garantia.

Foram permanentemente revogadas a apresentação de registro em cartório da cédula de crédito à exportação e a obrigatoriedade do seguro de veículos penhorados em garantia de operações de crédito.

Segundo o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), Carlos da Costa, a medida provisória foi necessária para permitir que as normas de facilitação do crédito tomadas nos últimos meses cheguem à ponta, principalmente às empresas de menor porte. “Quando observamos os impactos da crise sobre a economia, o mundo inteiro se ressente do impacto da falta de crédito. Não adianta aumentarmos a liquidez do sistema financeiro, se o crédito não chega à ponta”, declarou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ONU celebra Dia Internacional das Mulheres na Diplomacia
Assuntos da ONU

ONU celebra Dia Internacional das Mulheres na Diplomacia

24/06/2024 19:45
ONU celebra Dia Internacional das Mulheres na Diplomacia
Samarco é alvo de ação que pede R$ 3,6 milhões por danos às mulheres
Justiça

Samarco é alvo de ação que pede R$ 3,6 milhões por danos às mulheres

24/06/2024 19:15
Samarco é alvo de ação que pede R$ 3,6 milhões por danos às mulheres
INSS confirma exposição de dados de até 40 milhões de segurados
Aposentados e pensionistas

INSS confirma exposição de dados de até 40 milhões de segurados

24/06/2024 18:15
INSS confirma exposição de dados de até 40 milhões de segurados
Crianças migrantes criam espaços públicos inclusivos no Brasil
Migrantes e refugiados

Crianças migrantes criam espaços públicos inclusivos no Brasil

23/06/2024 19:30
Crianças migrantes criam espaços públicos inclusivos no Brasil
Justiça Eleitoral conclui Teste em Campo da Urna Eletrônica em Curitiba (PR)
TSE

Justiça Eleitoral conclui Teste em Campo da Urna Eletrônica em Curitiba (PR)

23/06/2024 16:30
Justiça Eleitoral conclui Teste em Campo da Urna Eletrônica em Curitiba (PR)
Últimas Notícias