Dourados – MS domingo, 24 de março de 2019
Pauta
Pauta Mobile
Brasil

Morre em Santo André o neto de sete anos do ex-presidente Lula

01 Mar 2019 - 13h36Por Redação
Lula tenta a saída da prisão para acompanhar o velório do neto - Crédito: DivulgaçãoLula tenta a saída da prisão para acompanhar o velório do neto - Crédito: Divulgação
Morreu hoje (1º) Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, neto do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O Hospital Bartira, Santo André, confirmou o óbito do menino às 12h36. Arthur sofreu agravamento do quadro infeccioso de meningite meningocócica. Ele tinha dado entrada às 7h20 desta manhã com quadro instável, segundo o hospital.

Nas redes sociais, a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann lamentou a perda. “Força presidente, estamos do teu lado, sinta nosso abraço e solidariedade. Faremos de tudo pra que você possa vê-lo. Força a família, aos pais Sandro e Marlene. Dia muito triste”, escreveu.

O Instituto Lula também emitiu nota: “Neste momento de muita dor, prestamos toda nossa solidariedade a Lula e família. Arthur, sua estrela seguirá brilhando”.

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à Justiça Federal em Curitiba para deixar a prisão e comparecer ao velório do neto. Na petição encaminhada à juíza Carolina Lebbos, os advogados do ex-presidente argumentaram que Lei de Execução Penal (LEP) prevê que presos possam deixar a prisão para comparecer ao velório de um parente próximo.

Lula está preso desde 7 de abril do ano passado por ter sua condenação no caso confirmada pelo Tribunal Regional Federal (4ª Região), que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

Em janeiro, Lula também pediu para deixar a prisão para comparecer ao velório do irmão, Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá, que morreu em decorrência de câncer no pulmão.  No entanto, o pedido foi negado pela  juíza Carolina Lebbos. A decisão foi confirmada pelo desembargador federal Leandro Paulsen, do TRF4, mas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, aceitou recurso da defesa e autorizou a saída de Lula. No entanto, o ex-presidente não aceitou as condições da decisão, que determinava que o encontro com os parentes deveria ocorrer em um quartel das Forças Armadas. Além disso, a liminar foi deferida quando o velório tinha começado. 

 

Fonte: Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nova barragem da Vale em MG entra em alerta máximo para rompimento
Sirenes tocaram

Nova barragem da Vale em MG entra em alerta máximo para rompimento

23/03/2019 09:26
Nova barragem da Vale em MG entra em alerta máximo para rompimento
Receita registra recorde na apreensão de contrabando em 2018
Brasil

Receita registra recorde na apreensão de contrabando em 2018

15/03/2019 14:39
Receita registra recorde na apreensão de contrabando em 2018
Saúde alerta para prevenção e diagnóstico precoce de doença renal
Saúde

Saúde alerta para prevenção e diagnóstico precoce de doença renal

14/03/2019 15:39
Saúde alerta para prevenção e diagnóstico precoce de doença renal
Começa a ser liberado último lote do Abono Salarial ano-base 2017
Economia

Começa a ser liberado último lote do Abono Salarial ano-base 2017

14/03/2019 14:36
Começa a ser liberado último lote do Abono Salarial ano-base 2017
Polícia divulga nomes dos assassinos na escola de Suzano-SP
Brasil

Polícia divulga nomes dos assassinos na escola de Suzano-SP

13/03/2019 13:36
Polícia divulga nomes dos assassinos na escola de Suzano-SP
Últimas Notícias