Dourados – MS sexta, 15 de janeiro de 2021
Dourados
29º max
22º min
Influx
brasil

Executivo do Carrefour afirma que empresa errou no episódio que vitimou João Alberto

Stephano Engelhard disse que a rede de supermercados está sendo procurada por outras empresas para desenvolverem uma campanha contra o racismo

03 Dez 2020 - 16h15Por Agência Câmara de Notícias
O vice-Presidente do Carrefour (BR), Stephane Engelhard, informou que foi criado um comitê de diversidade dentro da empresa - Crédito: Reprodução TV CâmaraO vice-Presidente do Carrefour (BR), Stephane Engelhard, informou que foi criado um comitê de diversidade dentro da empresa - Crédito: Reprodução TV Câmara

O vice-presidente do Carrefour no Brasil, Stephano Engelhard, pediu desculpas pelo episódio que vitimou João Alberto Freitas em uma loja da rede em Porto Alegre (RS). O pedido foi feito em reunião virtual nesta quinta-feira (3) da comissão externa da Câmara que acompanha a investigação do caso:

“O Carrefour errou, o Carrefour falhou. Tem alguma coisa que não funcionou no Carrefour. Vou deixar isso bem claro para que não haja dúvidas. Pode ser uma empresa terceirizada, mas a responsabilidade é nossa”, disse.

João Alberto, que era negro, morreu no dia 19 de novembro após ser espancado por dois seguranças da loja. O coordenador da comissão, deputado Damião Feliciano (PDT-PB), começou a reunião, afirmando que o problema não está localizado na rede de supermercados:

“Nós, eu como coordenador, quero iniciar a fala dizendo que nós ficamos estarrecidos com o que aconteceu no Carrefour. E repito que não é uma peculiaridade só do Carrefour. Outras empresas cometeram atitudes semelhantes. Mas nós vamos aqui tomar como uma questão simbólica por ter tido a morte de mais um corpo negro”, afirmou.

Campanha contra o racismo
Stephano explicou que a rede Carrefour foi procurada por outras grandes empresas interessadas em apoiar uma campanha contra o racismo no país. O executivo disse que a empresa está fazendo uma auditoria de todas as suas atividades para identificar os problemas que causaram a morte de João Alberto.

Segundo ele, foi criado um comitê de diversidade dentro da empresa para propor novas soluções e políticas de inclusão. Stephano Engelhard afirmou que a rede tem 90 mil funcionários no país.

Após a fala inicial do vice-presidente, a reunião da comissão externa prosseguiu, mas fechada, acompanhada apenas pelos deputados do colegiado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Réus da Lama Asfáltica terão que devolver R$ 20 milhões aos cofres públicos
Política

Réus da Lama Asfáltica terão que devolver R$ 20 milhões aos cofres públicos

15/01/2021 17:04
Réus da Lama Asfáltica terão que devolver R$ 20 milhões aos cofres públicos
Juíza federal dá 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio
brasil

Juíza federal dá 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio

15/01/2021 16:09
Juíza federal dá 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio
Manaus recebe cilindros de oxigênio de São Paulo e de empresa fornecedora
colapso

Manaus recebe cilindros de oxigênio de São Paulo e de empresa fornecedora

15/01/2021 08:38
Manaus recebe cilindros de oxigênio de São Paulo e de empresa fornecedora
Senado deve votar marco legal das startups
Brasil

Senado deve votar marco legal das startups

14/01/2021 17:49
Senado deve votar marco legal das startups
51 instituições de Portugal aceitam notas do exame
Enem

51 instituições de Portugal aceitam notas do exame

14/01/2021 14:07
51 instituições de Portugal aceitam notas do exame
Últimas Notícias