Dourados – MS sexta, 14 de junho de 2024
19º
Brasil

Campanha de renegociação de dívidas da Caixa termina em 31 de dezembro

18 Dez 2019 - 21h00Por Redação
Campanha de renegociação de dívidas da Caixa termina em 31 de dezembro - Crédito: José Cruz/Agência Brasil Crédito: José Cruz/Agência Brasil

Clientes da Caixa têm até o dia 31 de dezembro para participar da campanha de renegociação de dívidas de créditos comerciais para pessoas físicas e empresas, chamada de Você no Azul. A campanha proporciona facilidades para regularização de débitos com atraso superior a 360 dias, oferecendo descontos que podem chegar a 90% para liquidação à vista, conforme a situação dos contratos e o tipo de operação de crédito.

Desde o início da campanha, em maio deste ano, já foram liquidados mais de 583 mil contratos, totalizando R$ 3,54 bilhões em dívidas quitadas.

A Caixa oferece ainda outras possibilidades de negociação. No crédito comercial é possível unificar os contratos em atraso e parcelar a dívida em até 96 meses, realizar uma pausa no pagamento de até uma prestação vencida ou a vencer, ou ainda efetuar a repactuação de dívida, com possibilidade de aumento do prazo.

Para os contratos habitacionais, os clientes podem pagar uma entrada e incorporar as demais parcelas em atraso, realizar acordo com um pagamento inicial ou utilizar o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para reduzir em até 80% o valor de 12 prestações, inclusive até três prestações atrasadas. As condições variam de acordo com as características do contrato e tipo de operação.

Canais de Atendimento:

Além das agências, os clientes poderão ser atendidos por meio dos sites Você no Azul e Negociar Dívidas, pelo telefone 0800 726 8068 opção 8, nos perfis da Caixa no Facebook ,Twitter e nos caminhões Você no Azul. Para dívidas relativas a financiamentos de imóveis, os clientes contam ainda com a possibilidade de renegociação pelo serviço Habitação na Mão do Cliente, nos telefones 3004-1105 (capitais), opção 7, ou 0800 726 0505 (demais cidades).

 

Fonte: Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil reconheceu mais de 77 mil pessoas como refugiadas em 2023
Direitos humanos

Brasil reconheceu mais de 77 mil pessoas como refugiadas em 2023

13/06/2024 22:30
Brasil reconheceu mais de 77 mil pessoas como refugiadas em 2023
Manifestantes vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio
Direitos humanos

Manifestantes vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio

13/06/2024 21:00
Manifestantes vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio
Marketing de influência: como as grandes marcas adotaram a prática como aliada de crescimento
Brasil

Marketing de influência: como as grandes marcas adotaram a prática como aliada de crescimento

13/06/2024 15:30
Marketing de influência: como as grandes marcas adotaram a prática como aliada de crescimento
Supremo decide que FGTS deve garantir correção pelo IPCA
Justiça

Supremo decide que FGTS deve garantir correção pelo IPCA

12/06/2024 19:15
Supremo decide que FGTS deve garantir correção pelo IPCA
Fotos de crianças brasileiras são usadas por IA de forma indevida
Direitos humanos

Fotos de crianças brasileiras são usadas por IA de forma indevida

12/06/2024 17:00
Fotos de crianças brasileiras são usadas por IA de forma indevida
Últimas Notícias