Dourados – MS domingo, 23 de setembro de 2018
São Bento Hectares Matérias
São Bento Hectares Mobile Matérias
Gotinha

Vacinação contra a pólio começa em 6 de agosto

15 Jun 2018 - 19h41
Campanha de vacinação contra a poliomielite será realizada de 6 a 24 de agosto - Crédito: Tomaz Silva/Arquivo Agência BrasilCampanha de vacinação contra a poliomielite será realizada de 6 a 24 de agosto - Crédito: Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil
Em meio ao aumento de casos de poliomielite identificados na Venezuela, o Ministério da Saúde informou que a campanha de vacinação contra a doença no Brasil deve ocorrer de 6 a 24 de agosto. Por meio de nota, o ministério informou que, atualmente, a cobertura vacinal no Brasil contra a poliomielite é de 77%. Diante de casos identificados na Venezuela, a pasta enviou nota de alerta para estados e municípios sobre a importância de alcançar e manter cobertura maior ou igual a 95%, além da necessidade de notificação e investigação imediata de todo caso de paralisia flácida aguda que apresente início súbito em indivíduos menores de 15 anos. "O Ministério da Saúde ressalta que a vacinação é de extrema importância para manter o país livre da circulação de poliovírus, tanto nas ações de rotina como na Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite", destacou o comunicado. O governo brasileiro reforçou que as vacinas que integram o Calendário Nacional de Vacinação são seguras e eficazes. O esquema vacinal da poliomielite é composto por três doses da vacina inativada (injetável), administradas aos dois, quatro e seis meses. Aos 15 meses e aos 4 anos, a criança recebe a vacina oral. O último caso de infecção pelo poliovírus selvagem no Brasil ocorreu em 1989. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que três países ainda são considerados endêmicos para a doença – Paquistão, Nigéria e Afeganistão. #####Casos na Venezuela Esta semana, a Sociedade Brasileira de Pediatria divulgou nota pública alertando para a necessidade de atenção redobrada diante da detecção de pelo menos um caso confirmado no país vizinho e de diversos casos em investigação. A preocupação se deve ao aumento do fluxo de imigrantes pelas fronteiras brasileiras, em especial nos estados do Norte. A entidade defende ainda a manutenção de elevadas e homogêneas coberturas vacinais contra a poliomielite no Brasil – acima de 95% – até que a erradicação global seja alcançada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Doenças ligadas à falta de saneamento geram custo de R$ 100 milhões ao SUS
DESCASO PÚBLICO

Doenças ligadas à falta de saneamento geram custo de R$ 100 milhões ao SUS

20/09/2018 11:00
Doenças ligadas à falta de saneamento geram custo de R$ 100 milhões ao SUS
Apesar de aumento, menos de 40% das cidades têm política de saneamento
Saneamento Básico

Apesar de aumento, menos de 40% das cidades têm política de saneamento

19/09/2018 09:40
Apesar de aumento, menos de 40% das cidades têm política de saneamento
Campanha contra pólio e sarampo alcança 94% das crianças
Vacinação

Campanha contra pólio e sarampo alcança 94% das crianças

12/09/2018 15:00
Campanha contra pólio e sarampo alcança 94% das crianças
Policlínica tem média de 2 mil atendimentos ao mês, segundo a Prefeitura de Dourados
Infantil

Policlínica tem média de 2 mil atendimentos ao mês, segundo a Prefeitura de Dourados

11/09/2018 17:11
Policlínica tem média de 2 mil atendimentos ao mês, segundo a Prefeitura de Dourados
Projeto “Cuidar e Gestar” leva mais qualidade de vida às gestantes
Maternidade

Projeto “Cuidar e Gestar” leva mais qualidade de vida às gestantes

11/09/2018 14:00
Projeto “Cuidar e Gestar” leva mais qualidade de vida às gestantes
Últimas Notícias