Dourados – MS domingo, 18 de novembro de 2018
Anuncie aqui
Anuncie aqui
Nova pesquisa

Pesquisa mantém Bolsonaro na frente, mas candidato só venceria 2º turno contra Haddad

Marina cai 8 pontos e Haddad sobe 9, empatando com o candidato Ciro Gomes, na segunda colocação

14 Set 2018 - 19h25Por Luiz Radai, com o G1
Pesquisa mantém Bolsonaro na frente, mas candidato só venceria 2º turno contra Haddad - Crédito: Arte/G1 Crédito: Arte/G1

Uma pesquisa publicada nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Datafolha mantém o candidato do PSL, Jair Messias Bolsonaro, em primeiro lugar. O deputado federal cresceu 4 pontos percentuais em relação à pesquisa do dia 22 de agosto e viu o candidato Fernando Haddad, recém anunciado pelo PT, empatar com Ciro Gomes nos 13 pontos percentuais.

O crescimento do candidato do PT chegou a 9 pontos percentuais em relação à pesquisa divulgada em 22 de agosto quando ainda havia indefinição sobre a candidatura dele. Haddad tinha quatro pontos percentuais, subiu para 9% no dia 10 de setembro, e agora empatou, dentro da margem de erro, com o candidato Ciro.

Curiosamente, na mesma pesquisa, o único cenário que aponta vitória de Bolsonaro em um hipotético segundo turno, seria justamente contra Haddad: 41 a 40%, dentro da margem de erro.

Em todas as demais simulações de segundo turno Bolsonaro perde.

Se Haddad subiu após ser anunciado como substituto do ex-candidato Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba (PR), Marina Silva, que tinha 16% no dia 22 de agosto, agora tem 8%, uma queda vertiginosa na intenção de voto. Geraldo Alckmin com 9% é o candidato que mantém o mesmo percentual de votação, segundo a pesquisa.

Não votariam em...

Em relação à rejeição, Bolsonaro segue na liderança com 44%. Mas pela primeira vez, comparado com a pesquisa anterior (10 de setembro), todos os candidatos tiveram aumento deste percentual.

Bolsonaro subiu de 43 para 44%, Marina Silva ocupa a segunda colocação, agora com 30% (antes tinha 29). Fernando Haddad ocupa a terceira colocação, com o maior aumento de rejeição - de 22 para 26%. Ciro Gomes aumentou de 20 para 21% e Geraldo Alckmin, de 24 para 25%.

Mais uma vez os votos brancos e nulos e as pessoas que dizem não saber o que não responderam representam boa parte dos entrevistados: 19% somados (13 e 6%, respectivamente).

A pesquisa foi contratada pela TV Globo e o jornal Folha de São Paulo, tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e entrevistou 2820 pessoas em 197 municípios brasileiros nos dias 13 e 14 de setembro. O registro no TSE é o BR 05596/2018. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

Veja todos os cenários de segundo turno

Marina 43% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)

Ciro 40% x 34% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)

Alckmin 41% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)

Alckmin 39% x 36% Marina (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)

Ciro 45% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 2%)

Alckmin 40% x 32% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

Bolsonaro 41% x 40% Haddad (branco/nulo: 17%; não sabe: 2%)

Ciro 44% x 32% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%

Marina 39% x 34% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 2%)

Ciro 45% x 27% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 2%)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Embaixador Ernesto Araújo é escolhido para Relações Exteriores
eQUIPE PRESIDENCIAL

Embaixador Ernesto Araújo é escolhido para Relações Exteriores

14/11/2018 16:00
Embaixador Ernesto Araújo é escolhido para Relações Exteriores
Em reunião com Bolsonaro, governadores vão defender mais investimentos em segurança e saúde
Encontro com o presidente

Em reunião com Bolsonaro, governadores vão defender mais investimentos em segurança e saúde

14/11/2018 08:10
Em reunião com Bolsonaro, governadores vão defender mais investimentos em segurança e saúde
Conheça os nomes já confirmados para equipe ministerial de Bolsonaro
Brasil em 2019

Conheça os nomes já confirmados para equipe ministerial de Bolsonaro

13/11/2018 14:30
Conheça os nomes já confirmados para equipe ministerial de Bolsonaro
Bolsonaro volta a Brasília para dois dias de reuniões
governo de transição

Bolsonaro volta a Brasília para dois dias de reuniões

13/11/2018 07:29
Bolsonaro volta a Brasília para dois dias de reuniões
Mandetta pode ser ministro da Saúde, diz Bolsonaro
Brasil 2019

Mandetta pode ser ministro da Saúde, diz Bolsonaro

12/11/2018 17:00
Mandetta pode ser ministro da Saúde, diz Bolsonaro
Últimas Notícias