08/08/2012 18h09 - Atualizado em 09/08/2012 07h09

A culpa é sempre da mídia

 

Manoel Marques Cardoso

Um dos advogados que defendem os mensaleiros disse textualmente, que seu cliente foi julgado e condenado pela exposição midiática. Reconhecemos a árdua tarefa dos advogados em defender os partícipes do maior escândalo de desvio de dinheiro publico da historia republicana, porém, alguns argumentos beiram ao delírio.

O ex presidente Lula, sentado num banco de praça na França, disse que o caixa dois é uma prática disseminada no país em todos os partidos e em todas as campanhas.

Pediu desculpas num canal de televisão, quando da eclosão do mensalão dizendo que fora traído, e se foi, o seu traidor era seu braço direito que estava a menos de três metros de distância de seu gabinete e não era possível de seu mais importante assessor fizesse alguma coisa sem informar o chefe. O que demonstraria incompetência tanto do chefe como do comandado que era, nada mais nada menos, do que seu amigão José Dirceu, que reconhece que fez reuniões com Marcos Valério mas nunca tratou de dinheiro para irrigar o mensalão. Eles falavam do Corinthians.

Ótimo, senhor Lula, faltou dizer onde brota o dinheiro do caixa dois, em que tipo de árvore eles nascem, senão diretamente dos cofres públicos recheados de dinheiro coletado dos brasileiros que têm todo o direito em saber através da mídia o que acontece no Brasil, especialmente com jornalismo investigativo, informando-nos quando e o quanto estamos sendo roubados. Um dos advogados reconheceu que o Delúbio Soares participou do esquema que era todo ele movido em dinheiro vivo, até porque, era dinheiro ilegal e não podia passar por transações bancárias, uma vez que ficariam registrados e aí, ficaria muito mais difícil dizer agora que é um inocente, embora reconheça e queira pagar pelo que fez e não pelo que não fez. Até aí estamos todos de acordo.

O que não estamos de acordo é querer assumir toda a culpa sem dizer quem realmente comandava todo o esquema, protegendo José Dirceu, pela proximidade em que estava do presidente Lula. Que não sabia de nada mas veio pedir desculpas em nome do PT, esquecendo-se que PT, são apenas duas letrinhas que nada representam, e que por traz dessas letrinhas estavam petistas históricos que sempre se beneficiaram de dinheiro dos brasileiros.

Ora como que um advogado reconhece as atividades de Delúbio Soares dizendo que quer pagar pelo que fez e vem logo em seguida um outro e diz que o Mensalão é pura ficção criada pela mídia, que nunca existiu compra de apoio para votar matérias de interesse do governo e que a mídia foi quem disseminou essa fantasia para os brasileiros.

Esse cidadão coloca as palavras do Procurador Geral da Republica como uma insanidade quando ele (o Procurador) declara que foram movimentados Um bilhão e setecentos milhões de dólares nas mãos dos mensaleiros, tudo originado de contratos fraudulentos envolvendo Bancos e Fundos de sobejo conhecimento da população.

A conivência de um Banco, que emprestava dinheiro sem a menor garantia, tem algo de muito estranho. De quem esse banco imaginava receber o que emprestava sem nenhuma garantia que a atividade bancária séria exige de seu cliente. O Senhor José Genoino assinou dois contratos e agora seu advogado diz que ele mal sabia para que e para quem eram os valores dos empréstimos. Esperamos que os ministros do Supremo Tribunal Federal tenham muita paciência para ouvir tantos disparates e a serenidade de julgar esse bando com a devida isenção.

Ou seja, quem, sob a ótica dos ministros deve, que pague pelos crimes que cometeu e os que não devem, que continuem a militar na política porque têm muitas brechas para encher os bolsos sem serem punidos, exemplarmente.

Economista/empresário
e mail manoelmarquescardoso@hotmail.com