27/08/2012 08h41 - Atualizado em 27/08/2012 08h41

Decisivo em clássicos, Luis Fabiano ganha ‘campanha’ por volta à Seleção

 
Do Progresso
Luis Fabiano foi decisivos nos clássicos que disputou este ano (Foto : Divulgação) Luis Fabiano foi decisivos nos clássicos que disputou este ano (Foto : Divulgação)

Luis Fabiano se esconde em momentos decisivos, e o São Paulo não vence o Corinthians no Pacaembu. As duas ‘verdades’ eram tido como absolutas até este domingo e foram desmentidas com a vitória do São Paulo por 2 a 1, de virada, com dois gols de Luis Fabiano, na 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desde 2005 o Tricolor não vencia o clássico com o time do Parque São Jorge no Pacaembu. Já eram seis vitórias consecutivas do Corinthians. Nas últimas quinze partidas no geral, os são-paulinos haviam vencido apenas uma.

O retrospecto de Luis Fabiano é diferente. O atacante sempre teve bom desempenho contra o principal rival e hoje fez o sexto gol em seis partidas diante do adversário alvinegro. Neste Brasileirão ele já marcou nove vezes e é o artilheiro, ao lado de Fred, do Fluminense e Vágner Love, do Flamengo.

Depois de perder do Santos na rodada passada, o Corinthians volta a perder um clássico. Mas classificado para a próxima Libertadores e com o Mundial de clubes, em dezembro, como principal objetivo no ano, o time de Tite encerra o primeiro turno em situação cômoda. Tem 24 pontos, no meio da tabela e longe da zona de rebaixamento.

O São Paulo, que luta pelo menos por uma vaga no G-4 para voltar a disputar a Libertadores, se aproxima do seu objetivo: tem 31 pontos, a apenas quatro do Vasco, quarto colocado.

Nesta quarta-feira, o Corinthians viaja ao Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, pela primeira rodada do segundo turno. Na quinta, o São Paulo recebe o Botafogo, no Morumbi.

O jogo

Os primeiros 25 minutos do Corinthians foram quase perfeitos. Quase, porque o time não soube transformar as ótimas oportunidades que criou em bola na rede. Depois do gol de Emerson, criado após bola roubada de Paulo Assunção por Paulinho, aos cinco minutos, o próprio Sheik ficou cara a cara com Rogério Ceni em duas oportunidades. Falhou nas duas.

O Corinthians pressionava muito a posse de bola adversária e ainda poderia ter marcado com Paulinho, em chute de fora da área defendido por Rogério e com Douglas, em outro chute perigoso.

Aos 23 minutos, o time de Parque São Jorge pagou pelas falhas. Um rápido contra-ataque puxado por Lucas terminou em passe para Luis Fabiano. Livre, do lado direito, o atacante chutou cruzado e comemorou encarando a torcida do São Paulo presente no Pacaembu. A equipe do Morumbi terminou a primeira etapa superior ao rival.

O Corinthians não repetiu o desempenho no começo do segundo tempo e em umas muitas tentativas de linha de impedimento da sua defesa, Alessandro ficou para trás e deu condição para Luis Fabiano. O atacante driblou Cássio e rolou para a rede. Em seguida, mais uma comemoração personalizada: mãos para o alto, imitando o velocista Usain Bolt.

Nos minutos finais, o técnico Tite ainda tentou explorar o lado direito da defesa do São Paulo, enfraquecido pela presença de Paulo Miranda - Cortez estava suspenso. Romarinho deu duas cabeçadas perigosas, mas nervoso, o Corinthians não conseguiu apresentar futebol suficiente para empatar.

ESPN