Dourados – MS segunda, 19 de novembro de 2018
Anuncie aqui
Anuncie aqui
Sulamericana

Furacão e Flu iniciam duelo que definirá brasileiro na final da Sul-Americana

07 Nov 2018 - 09h21Por da Redação
Furacão e Flu iniciam duelo que definirá brasileiro na final da Sul-Americana - Crédito: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C./FOTOS PÚBLICAS Crédito: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C./FOTOS PÚBLICAS

Atlético Paranaense e Fluminense se enfrentarão nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no primeiro duelo pelas semifinais da Copa Sul-Americana, em que o vencedor encarará um colombiano, entre Independiente Santa Fé e Junior Barranquilla.

Os dois times brasileiros, diferentemente dos possíveis rivais, estão na competição desde a fase inicial - os demais sobreviventes começaram o ano participando da Taça Libertadores -, e têm campanha muito parecida até o momento, com ligeira vantagem para o Tricolor das Laranjeiras.

A equipe carioca entrou em campo oito vezes, e tem marca de seis vitórias, um empate e uma derrota. Ao todo, foram 12 gols marcados e apenas três sofridos. As vítimas até o momento do Flu foram Nacional Potosí, da Bolívia; Defensor Sporting, do Uruguai; Deportivo Cuenca, do Equador; e Nacional, também do Uruguai.

O Furacão, por sua vez, fez as mesmas oito partidas, mas, com seis vitórias e duas derrotas. O time balançou a rede 15 vezes e foi vazada cinco vezes. Ao longo da competição, o time paranaense eliminou Newell's Old Boys, da Argentina; Peñarol, do Uruguai; Caracas, da Venezuela; e Bahia.

Para disputar a segunda semifinal de sua história na Copa Sul-Americana - na primeira, caiu diante do Pachuca, do México, em 2006 -, o Atlético conta com força máxima a disposição do técnico Tiago Nunes. No fim de semana, o técnico ainda poupou 11 titulares na derrota para o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro.

O mais provável é que a equipe paranaense entre em campo com a mesma escalação que atuou nos dois jogos contra o Bahia, pelas quartas de final do torneio. A única dúvida, como já aconteceu na fase anterior, é quanto a permanência do volante Wellington, que sofre com a sombra de Bruno Guimarães.

A aposta de Tiago Nunes, para a primeira partida, além do gramado sintético da Arena Baixada, condição que o adversário nunca superou, é no quarteto ofensivo formado por Nikão, Raphael Veiga, Marcelo Cirino e Pablo, que vem fator de desequilíbrio no torneio.

O Fluminense é outro que entra em campo pela segunda vez em semifinal da Sul-Americana. Em 2009, a equipe despachou o Cerro Porteño, do Paraguai, mas, reencontrou na decisão a algoz LDU de Quito, que um ano antes o havia derrotado na decisão da Libertadores, e voltou a ficar com a taça.

O único remanescente daquele elenco vice-campeão é o zagueiro Gum, que chegou ao clube carioca, justamente, há nove anos. O veterano é titular absoluto para o técnico Marcelo Oliveira e, provavelmente, estará em campo no jogo desta quarta-feira.

Com escalação bem conhecida pelo torcedor, a única dúvida no Flu é quanto ao lateral-direito titular. Sem jogadores da posição, para os duelos com o Nacional, o atacante Matheus Alessandro foi improvisado no jogo de ida, no Maracanã, e o volante Jadson, na volta, em Montevidéu.

Para pegar o Atlético, ainda que Gilberto siga fora, Marcelo Oliveira ganhou dois reforços, Léo, que se recuperou de lesão, e Igor Julião, que foi inscrito no lugar do lateral-esquerdo João Vítor. Além disso, o atacante equatoriano Bryan Cabezas ficou com a vaga de Pedro, que está afastado por contusão.

Depois de se encontrarem nesta quarta-feira, os dois remanescentes brasileiros na Sul-Americana jogarão no próximo dia 28. A partida está programada para acontecer no Maracanã e definirá o primeiro classificado à final.

Prováveis escalações:.

Atlético Paranaense: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington (ou Bruno Guimarães), Lucho González e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.

Fluminense: Júlio César; Ibañez, Gum e Digão; Léo (ou Igor Julião), Jádson, Richard, Sornoza e Ayrton Lucas; Luciano e Everaldo. Técnico: Marcelo Oliveira

Árbitros: Roddy Zambrano (Equador), auxiliado pelos compatriotas Christian Lescano e Byron Romero.

Estádio: Areia da Baixada, em Curitiba.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Delegação de MS encerra 1ª fase dos JEJ com 10 medalhas e dois títulos inéditos
JEJ

Delegação de MS encerra 1ª fase dos JEJ com 10 medalhas e dois títulos inéditos

19/11/2018 09:40
Delegação de MS encerra 1ª fase dos JEJ com 10 medalhas e dois títulos inéditos
Palmeiras empata, mas mantém vantagem no Brasileirão
Brasileirão

Palmeiras empata, mas mantém vantagem no Brasileirão

19/11/2018 08:40
Palmeiras empata, mas mantém vantagem no Brasileirão
Com gol de pênalti de Neymar, Brasil ganha do Uruguai por 1 a 0 em Londres
Amistoso da Seleção

Com gol de pênalti de Neymar, Brasil ganha do Uruguai por 1 a 0 em Londres

16/11/2018 19:23
Com gol de pênalti de Neymar, Brasil ganha do Uruguai por 1 a 0 em Londres
Desgaste por expulsões eleva problemas do Corinthians na crise
Crise Corinthiana

Desgaste por expulsões eleva problemas do Corinthians na crise

16/11/2018 10:30
Desgaste por expulsões eleva problemas do Corinthians na crise
Brasil e Uruguai testam forças em amistoso em Londres
Amistoso da Seleção

Brasil e Uruguai testam forças em amistoso em Londres

16/11/2018 09:00
Brasil e Uruguai testam forças em amistoso em Londres
Últimas Notícias