Dourados – MS terça, 17 de julho de 2018
Balança Comercial

Soja e celulose são os destaques do aumento de 36,1% da balança comercial no primeiro semestre

10 Jul 2018 - 09h30Por da Redação
Soja e celulose são os destaques do aumento de 36,1% da balança comercial no primeiro semestre - Crédito: Chico Ribeiro Crédito: Chico Ribeiro

O saldo da balança comercial de Mato Grosso do Sul no primeiro semestre deste ano fechou em US$ 1.698,8 bilhão, aumento de 36,1% em relação ao apurado no mesmo período do ano passado. No geral foi registrado crescimento no volume de negócios tanto de venda quanto de compra, o que representa um incremento significativo na economia do Estado.

As empresas produziram e venderam mais, ao mesmo tempo precisaram comprar insumos de fora. Os dados estão na Carta de Conjuntura o Setor Externo elaborada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

O saldo da balança comercial é o resultado entre tudo que o Estado exporta, descontando o que importa. As vendas de produtos sul-mato-grossenses para o exterior somaram US$ 3.013,523 bilhões entre janeiro e junho, com destaques para soja (US$ 1.199 bilhão) e celulose (US$ 945,752 milhões).

No mesmo período entraram no Estado mercadorias no valor de US$ 1.314,723 bilhão, o que também representa aumento de 14,69% em relação ao primeiro semestre do ano passado. Nesse caso, o bombeamento de gás natural vindo da Bolívia teve maior impacto: 32,04%, passando de US$ 515 mi para US$ 681 mi.

Exportações

Com relação às exportações, neste ano entrou em atividade em Três Lagoas, a segunda unidade da indústria Fibria, fazendo praticamente dobrar as exportações de celulose (+98,11) no semestre, em relação ao primeiro semestre do ano passado. Já o aumento nas exportações de soja se devem, sobretudo, à supersafra do ano passado, quando o Estado colheu perto de 10 milhões de toneladas desse grão.

Outro destaque foi a venda de minério de ferro com variação de 51,54% no período, passando de US$ 50 milhões para US$ 76 milhões. O grande cliente continua sendo a China, tanto do minério quanto de grãos, que aumentou sua participação em 51,47% (de US$ 1 bi para US$ 1,5 bi). Em seguida vem a Argentina, que também compra minério e soja de Mato Grosso do Sul para processamento industrial. As vendas para o país vizinho saltaram de US$ 155 mi para US$ 193 mi, aumento de 23,97%.

Os destaques negativos ficaram com o açúcar (-67%) e carne de aves (-8,89%). Quanto ao açúcar, o mercado está ‘superofertado’, por isso a redução nas vendas. Já com relação à carne de aves, em nível nacional a queda foi de quase 40% devido ao bloqueio do mercado europeu. Aqui o impacto foi menor porque MS quase não vende frango para a Europa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas é antecipada para agosto
Economia

Primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas é antecipada para agosto

16/07/2018 19:17
Primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas é antecipada para agosto
Com Indústria 4.0, fábricas inteligentes vão melhorar competitividade no setor da moda
Indústria da Moda

Com Indústria 4.0, fábricas inteligentes vão melhorar competitividade no setor da moda

16/07/2018 10:40
Com Indústria 4.0, fábricas inteligentes vão melhorar competitividade no setor da moda
A atividade econômica recuou 3,34 em maio, segundo BC.
Economia

A atividade econômica recuou 3,34 em maio, segundo BC.

16/07/2018 08:20
A atividade econômica recuou 3,34 em maio, segundo BC.
Mais de 3 mil empresas foram abertas em MS no primeiro semestre de 2018
Economia

Mais de 3 mil empresas foram abertas em MS no primeiro semestre de 2018

13/07/2018 13:30
Mais de 3 mil empresas foram abertas em MS no primeiro semestre de 2018
Tensão comercial entre EUA e China faz dólar subir 2,20%
Economia

Tensão comercial entre EUA e China faz dólar subir 2,20%

11/07/2018 18:04
Tensão comercial entre EUA e China faz dólar subir 2,20%
Últimas Notícias