Secretaria de Assistência Social mantém cursos de artesanato

Dourados - 22/09/2017 15h05

 
Produtos que são fruto dos cursos ministrados pela Assistência Social nas entidades participantes (Foto: divulgação) Produtos que são fruto dos cursos ministrados pela Assistência Social nas entidades participantes (Foto: divulgação)

Pelo menos três polos fixos são mantidos pela Secretaria de Assistência Social com foco em fomentar a geração de renda. Na Reserva Indígena, no Centro de Convivência do Idoso e no Centro de Convivência da Pessoa com Deficiência são ministradas aulas que ensinam técnicas de artesanato com fibra de bananeira, material reciclado, bordados, crochês, colagens e outras técnicas.

Segundo a professora Francisca Esmeralda Ajala, são técnicas implementadas que têm gerado frutos do ponto de vista da geração de renda para os indígenas, os idosos e as pessoas portadoras de necessidades especiais. "Temos colocado em prática as diretrizes da Assistência Social e levado aos cidadãos este conhecimento que pode servir de passatempo, mas que também gera renda a quem mais precisa", disse.

Desde maio, as turmas com 20 a 30 alunos desempenham as atividades e, em média, três meses depois de iniciado o curso, recebem a qualificação na confecção de diversos materiais como cintos, bolsas, suportes para pratos, fruteiras, customização, decoração natalina, pintura e muitos outros trabalhos.

Foco de trabalho da prefeita Délia Razuk, o compromisso com as pessoas visa exatamente este tipo de atividade que resgata a auto estima e dá condições aos cidadãos de conquistarem espaço, conhecimento e até mesmo renda. "Tenho orgulho das atividades que cada departamento tem realizado, mesmo em meio às dificuldades, mas com carinho e dedicação, produzindo efeitos muito positivos", disse a prefeita.

Nos Centros de Convivência, o público alvo são os idosos que quiserem praticar o curso. No centro Dorcelina Folador, os usuários são os beneficiados e, na Reserva Indígena, a comunidade pode participar.

Em andamento estão os cursos com fibra de bananeira (aldeia) e com material reciclado (CCI e Dorcelina), com duração até o mês de dezembro. A Assistência Social mantém ainda diversos cursos nos Cras e Creas.