MS terá telecomunicações por infovia digital

Estado autorizou estudos iniciais para implantar novo sistema

10/01/2017 07h49

Governador Reinaldo Azambuja autorizou estudos iniciais. (Foto: Divulgação) Governador Reinaldo Azambuja autorizou estudos iniciais. (Foto: Divulgação)

O Conselho Gestor do Programa de Parceria Público-Privada de Mato Grosso do Sul (CGPPP) autorizou o primeiro estudo técnico para Parceria Público-Privada (PPP) do ano, que será destinado à estruturação, implantação, operação e à manutenção de rede de telecomunicações por infovia digital.

A empresa Globaltask Tecnologia e Gestão S/A foi autorizada pelo Conselho Gestor a realizar os estudos. Detalhes da autorização estão na página 1 do Diário Oficial do Estado (DOE-MS) de ontem.

Por meio da PPP, o objetivo do Governo é estruturar o programa Estado Digital Inteligente, que pretende interligar os 79 municípios de Mato Grosso do Sul e todos os equipamentos das unidades públicas estaduais através de cabos de fibra ótica, dispostos em anéis óticos, criando uma infraestrutura estadual de conectividade digital redundante. A explicação está no edital de chamamento público do Procedimento de Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (PMI) 1/2017. Ainda conforme o edital, o sistema interligado por infovia digital deve contemplar os serviços de Telefonia (VoIP para atender todas as unidades públicas estaduais); Saúde (telemedicina, central de laudos, informações de vigilância sanitária); Educação (ensino a distância); Segurança pública (videomonitoramento, acesso online aos sistemas dos tribunais); Fisco estadual (controle e fiscalização online nas fronteiras, arrecadação); Inclusão digital (pontos de acesso à internet para população).